terça-feira, 1 de setembro de 2009

Avatar Colaborador Nerd

Vestir Música. Escutar Emoção. Comprar Tendência

Por André Pacheco*

 

madona01

Todo dia é sempre igual, não necessariamente sacudindo às 6 da manhã, e para deixar esse cotidiano diferente - ou pelo menos tentar - colocamos uma música como pano de fundo. Ou podemos achar que ela se porta única e exclusivamente como pano de fundo. Posso chamar de trilha sonora, sendo mais exato, ou soundtrack, para soar mais cosmopolita.

Definindo música? Um monte de notas (musicais) embaixo de uma letra. Funções sociais? Emocionar, manifestar cultura e vender. Sim, vender, afinal estamos num contexto da Indústria Cultural. Vender está diretamente ligado à lucrar. Lucro, uma palavra que não combina em nada com o Nerd Somos Nozes.

Não combina?

Combina, e muito. Bem mais que goiabada com queijo de minas. Lucro é que nem camiseta branca, é peça coringa. É claro, não estou falando apenas de lucros financeiros. E no universo musical, o lucro pode vir de diversas formas (exceto para as grandes gravadoras, elas sim só querem grana).

Lembra que falei agora pouco que a música é feita para emocionar ou para manifestar uma cultura? Pois bem, emociona (positiva e negativamente, mas o faz) e manifesta uma maneira de ver o mundo. E faz mais quando se propõe a tal, entra na história de vida das pessoas como consequência. Um exemplo? Eu citei de forma indireta (beirando ao pragmático) a música Cotidiano logo no começo do meu texto.

E assim é com centenas de outras canções que fazem a gente caminhar e cantar enquanto a seguimos. Elas estão estampadas nas nossas vidas, fazem parte de nosso diário. Escrevemos escutando música, casamos e divorciamos ao som de algo específico, fazemos exercícios físicos com um aparelho de Mp3 ou Mp4 player (ou você ainda usa discman?).

Outro exemplo? Dessa vez mais comercial: Em 2000, Madonna lançou o disco Music. E daí? Pega só a simplória explicação:

É um CD eletrônico. Vendeu horrores e o vídeo da música principal passou até dizer chega. Music marcou, e uma galera dançou. Hey Mr. Dj, put a record on. Madonna se vestiu de cowgirl para ajudar na imagem. E o que teve de gente que comprou chapéu e fez pose de texano, e dançando um som que de country não tinha nada.

Até hoje, passados 9 anos, as faixas desse disco são escutadas por alguns. Por quê? Ora, porque marcaram essas pessoais. O mesmo se dá - sem levar em conta uma análise mais profunda - com Para Não Dizer Que Não Falei Das Flores. Pode parecer um equívoco: Mas música é tudo igual. Não adianta separar gêneros e brigar pelo seu artista preferido. Você escuta a farinha do mesmo saco que o outro do seu lado. E faz um pão com essa farinha, o fermento nesse caso é o seu emocional.

Geraldo Vandré e Madonna representam tendências diferentes em períodos históricos também diferentes. Alguém comprou o discurso que eles fizeram. E as músicas de cada um (e de diversos outros incontáveis artistas) estão aí, soltinhas na web e prontas para marcar o primeiro que baixar.

Alguém sempre acaba lucrando com a música.

_______________________________________________________________________

*André Pacheco é estudante de Comunicação Social/Jornalismo. É dono do Vestiário, escreve coisas que até ele acha nada a ver e tenta a todo a custo não usar Madonna como exemplo em seus textos.

10 Comentaram...

Daiane [VivoVerde] disse...

bem legal a mate´ria...


me lembrei de que ... todo mundo tem uma trilha sonora *.*

tão lindo rs

pedroca el diablo disse...

the gods made heavy metal
and they saw that it was good

they said to play it louder than hell
and promised that we would

when losers say it over with
you know that it's a lie

the gods made heavy metal
and it's never gonna die

murilo andrade disse...

Legião Urbana me marcou muito. outras bandas como o Radiohead também. São os maiores!

Mauro Tavares disse...

é por isso que so escuto wagner

Mauro Tavares disse...

radiohead é coisa de bicha, um monte de moderninho chorão, queria ver tom yorke trabalhando na roça pra deixar de ser fresco.

André Pacheco disse...

@Mauro, coisa de bicha é só dar o c*. O resto pode ser coisa de qualquer um.

May Cry disse...

Trivium - melhor metal dos últimos anos. Esses sim, "ruleiam"... nem lembro mais quando achei uma banda tão foda.

May Cry disse...

Snao a trilha sonora perfeita pra qualquer porrada. Esses chutam bundas really.

oscar disse...

Hola!

Mi nombre es Oscar Aguilar, a través de la web encontré tu página (
) y me pregunto si te gustaría intercambiar enlaces
con una de mis webs. Actualmente tengo una web de Modelos Famosas y
estoy buscando otras páginas relacionadas para enlazar a mi web.

Tu enlace estarìa en:


http://www.cantantesybiografias.com/

Si te interesa, por favor agrega a tu página la siguiente información
de mi enlace y hazme saber cuando este listo para colocar tu enlace
inmediatamente.

Mi información es:

Titulo: chica

Por favor el titulo enlazado a esta URL:

http://www.chicasybikinis.com/

Descripción(opcional):

Fotos de alta calidad de las chicas mas bellas.


Quedo a la espera de tu respuesta.

Oscar Aguilar

Webmaster

PD - Con el fin de seguir las políticas anti-spam, si no deseas recibir
más solicitudes de este tipo por favor llena el siguiente formulario:
HTTP://WWW.NOMOREMAILS.COM o manda un mail a: STOP@NOMOREMAILS.COM y
evitaremos contactarte nuevamente.

shmoo disse...

é meio imprudente usar "lucro" em todos esses sentidos. Lucro é grana, a gente é carne. Essa analogia de "lucros" não funciona, pq um deles não é isso.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo