sexta-feira, 13 de março de 2009

Suicide Club: O Mangá

 capa

Há MUITO tempo atrás, eu escrevi uma resenha sobre o filme Suicide Circle do diretor estreante Sion Sono. Como vocês devem ter percebido, eu não entendi muito da sua historia, quer dizer, a historia eu entendi, não entendi foi sua mensagem. Durante minhas andanças pela internet eu acabei encontrando um mangá chamado Suicide Club, logo pensei "agora é minha chance de descobrir que diabo aquele maldito japonês queria dizer com aquele filme"; e o resultado foi exatamente esse. Apesar desse mangá ter saído depois do filme, e de não ter sido escrito por Sion Sono, ele conseguiu explicar melhor (pelo menos aos meus olhos) o conceito geral do filme original, vamos a minha análise.

Diferente do filme, o "Clube do Suicídio" do mangá não tem ligação com banda nenhuma, aqui ele tem uma líder, e essa líder leva o resto do grupo a conseguir mais integrantes, sempre mais e, num determinado momento, ela guia todos ao suicídio em massa. Desse grupo sempre alguém permanece milagrosamente vivo e esse alguém deve recomeçar o "Clube do Suicídio" do zero, num ciclo eterno.

image 1 image 2

A historia é mostrada pela visão da amiga de uma das integrantes do clube, essa integrante é a que sobreviverá ao suicídio em massa e reiniciara um novo clube. Usando esse laço de amizade entre a protagonista (que não faz parte do grupo) e a líder do grupo, o roteirista conseguiu passar melhor a idéia de conexão entre as pessoas que Sion Sono começou no filme. O que eu entendi é que a falta de conexão consigo mesmo pode levar ao suicídio. Como a sociedade japonesa é extremamente fria e individualista (um simples abraço não é algo comum por lá), esse desapêgo com as outras pessoas acaba não possibilitando conexão (amizade, amor, etc…) com o resto do mundo, sendo assim, perder a conexão consigo mesmo (entenda isso como baixa auto-estima) é o mesmo que se suicidar, até para mim que sou mega-fã da cultura e estilo de vida japonês é difícil compreender direito a mensagem. 
 Suicide club, o mangá, responde algumas perguntas feitas no filme e abre espaço para novos questionamentos e interpretações. Pra quem está em busca de um mangá mais "cabeça", com mais profundidade e bastante violência, Suicide Club é um prato cheio!

É Nozes!

DONWLOAD

5 Comentaram...

Aurelio disse...

Esses japas são loucos, meu primo voltou do Japão mês passado, ficou 3 anos lá, disse que tem um precipício onde os japas se suicidam, eles chegam lá e pulam sem pestanejar rsrsrs, e não são poucos.

Tony B. Freeman disse...

Apenas um coment, essa menina de vermelho lembra de leve a minha, a nossa querida Alma do EXCELENTE (na minha opinião) F.E.A.R.

42 disse...

Ahhh, sempre quis ver esse filme mas ainda não vi =\\\... Mas esse mangá vou ler com certeza! Como o filme, parece ser muito bom 8). Valeu pela dica!

Paulo disse...

gostaria do link do filme suicide club por favor...

Carlos disse...

Obrigado por passar o link, mas, só um comentário sobre o seu texto. Os japoneses não são individualistas, é justamente o oposto. Na sociedade japonesa predomina a ideia do bem de todos, do bem comum, do pensamento coletivo. Justamente por esta opressão, é que muitas pessoas não suportam viver desta maneira. É muito triste e nada tem de engraçado.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo