sexta-feira, 14 de maio de 2010

Avatar Colaborador Nerd

O “Grande Plano” brasileiro de banda larga

Por Paulo Roberto Júnior, do blog Em Parallelo

 

image

Desde o início deste ano, temos ouvindo falar reiteradamente sobre ao plano nacional de banda larga. A idéia inicial do governo é popularizar o acesso a internet no país, reativando a estatal Telebrás para que forneça o serviço, e ao mesmo tempo incentivar as empresas privadas através da diminuição da carga tributária, conseqüentemente beneficiando o consumidor.

Como todos sabem, o Brasil é um país que paga muito caro por acesso a internet, principalmente em comparação com Japão, França e Coréia do Sul, por exemplo. Para que se possa ter uma idéia, os brasileiros pagam em torno de R$ 50,00 por mês para ter uma conexão de 1 Mbps, enquanto em países como Japão a conexão chega aos inimagináveis 100 Mbps pagando apenas em torno de R$ 25,00.

O prazo para que esse “grande plano” entre vigor pelo governo é até 2014, ou seja, o objetivo é que número de domicílios com acesso a internet no Brasil salte de 11 para 40 milhões. O grande chamariz do governo para esse plano é o preço. Com valores em torno de R$ 15,00, os usuários terão acesso a uma conexão de 512 kbps que para mim é uma bosta (com o perdão da palavra).

Um usuário com uma conexão dessas não pode, de forma alguma, usufruir de todos os benefícios oriundos da internet. Se você for baixar um filme que tenha em torno 1,2 GB com essa conexão, levará em torno de cinco horas para baixá-lo enquanto na França onde a conexão chega em torno de 50mbps o mesmo seria baixado em apenas três minutos.

Mais uma vez o governo mostra desrespeito aos seus cidadãos, em um país em que seus governantes dizem aos quatro ventos que possui um grande potencial de crescimento que está crescendo a olhos vistos nos deparamos com esse absurdo. Como eu disse em um post recente aqui no NSN, o próprio Steve Ballmer, presidente da Microsoft em uma palestra na Universidade de São Paulo criticou a postura do governo brasileiro no que tange o acesso a grande rede dizendo: "Espero que o governo entenda que a conexão de banda larga à internet é infra-estrutura básica", provando mais uma vez que ainda estamos muito, mas muito aquém do nosso potencial.

 

image

Há quem diga que conforme a banda larga for se expandindo por todo território nacional, e se tornando cada vez mais popular, a velocidade e a qualidade do serviço aumente, barateando cada vez mais. A pergunta que faço é: se hoje temos “poucas” pessoas acessando a internet o serviço já é precário, não usufruindo 100% da velocidade oferecida pelas operadoras, com quedas de sinal recorrentes, como isso irá melhorar quando 40 milhões de domicílios no Brasil tiverem acesso ao serviço?

Para que esse plano dê certo, se faz necessário algo muito maior do que simplesmente baixar os preços. Precisamos de uma melhor qualidade nos serviços, a redução nos preços dos computadores, pois não adianta ter internet se não tiver um PC. E, por fim, uma conexão decente para que todos os brasileiros possam acessar a rede de forma satisfatória dentre outros.

O que nos resta agora é esperar e torcer para que algum dia, se é que ele vai chegar, nossos governantes realmente entendam que o potencial da internet no Brasil é muito maior do que eles podem imaginar, fornecendo uma estrutura de internet tendo como basilar países de “primeiro mundo”. O Brasil sem dúvida irá ter acesso a um gama muito maior de informações, acarretando assim o seu crescimento.

 

[Via G1]

26 Comentaram...

Erumandil disse...

Então quer dizer que a internet serve só pra baixar filmes? E todo o conteúdo social, cultural e informativo que as pessoas que são alvo dessa campanha estão sem acesso, ou até têm acesso mas precisam pagar valores ridículos?
Gosto muito do NSN, mas tem um pessoal aí que precisa ser mais realista e não olhar pro próprio umbigo...

Victor disse...

Sou obrigado a concordar com o Erumandil.

Creio que não é possível comparar a situação do Japão e da França, países já consolidados no primeiro mundo e com uma infraestrutura econômica muito mais sólida, com o Brasil, país em desenvolvimento (que está chegando lá, mas ainda tem muito chão pela frente) com evidentes carências sociais, péssima distribuição de renda e graves deficiências em necessidades básicas como saneamento básico, sistema de esgoto, serviços de saúde e por aí vai.

Frente a tantas outras prioridades, creio que estabelecer um plano de 100 MPS seria um tanto irreal. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come: se o governo estabelecesse um plano de banda larga desse nível, outra grande parcela da opinião pública criticaria dizendo que esse investimento todo deveria ser usado em necessidades mais prementes.

Além disso, como lembrou o Erumandil, a internet não serve só para baixar filmes, discografias inteiras em torrents e jogar games on-line. Isso seria supor um país compostos só de gente como nós, a quem daríamos o nome de "Nerdelândia". Na verdade, o foco mesmo é possibilitar acesso à informação básica, a outras formas de interpretar os fatos que não aquele vendido pelo Jornal Nacional e a outros espaços de discussão pública para a formação de uma sociedade madura, através de foruns, grupos de discussão, blogs e comunidades virtuais em que as pessoas possam trocar informações e opiniões diversas sobre assuntos de interesse público, sempre com absoluta liberdade de manifestação.

O buraco é mais embaixo, portanto.

Paulo Roberto [Em Paralello] disse...

@Erumandil
@Victor

Concordo plenamente com a posição de vocês e realmente acho que a internet não serve apenas para ficar baixando filmes e afins.

Aconselho que leiam novamente o texto e entendam que quando falei sobre o download de um filme foi a título ilustrativo, meramente exemplificativo a fim de mostrar a discrepância da conexão no Brasil com a existente mundo afora.

Por fim, devo lembrá-los que já existem empresas em São Paulo e até mesmo aqui no Rio de Janeiro que já oferecem conexão a internet de até 30mbps, portanto não estamos assim tão longe desses países "consolidados" como foi dito.

Abraço a todos.

Erumandil disse...

@Victor

Brilhante!

@Paulo Roberto [Em Paralello]

Concordo com você que a banda larga do Brasil está longe de ser satisfatória, mas no meu ponto de vista o seu erro foi relacionar o esforço do governo brasileiro em levar a internet para pessoas de renda mais baixa com a má qualidade do serviço prestado no Brasil.
Considero louvável o esforço dessa iniciativa, ainda que seja fornecendo uma "banda lenta", mas que mesmo assim auxilie no desenvolvimento cultural e intelectual de mais pessoas no nosso país.

Beatriz disse...

Concordo com o Paulo Roberto. E não é preciso viver na Nerdelândia para querer baixar um filme, especialmente se vc vive em um lugar tão afastado dos grandes centros que não tem cinema, video locadora, livraria, nada. E se não tem até agora acho que não vai ter mais, considerando a tendência de digitalizar tudo. Além disso, banda larga não é apenas um investimento social, é infra estrutura para incrementar o desenvolvimento econômico. O Brasil tem banda lenta em similitude com as estradas esburacadas, os portos e os aeroportos sobrecarregados. E sistema de esgoto também, de que metade da população não dispõe.
Acho que não interessa ao governo que as pessoas tenham acesso a banda larga, com a qual elas veriam filmes e documentários que abririam bem a cabeça. Interessa que elas fiquem escrevendo bobagem no Orkut.

Paulo Roberto [Em Paralello] disse...

@Erumandil

Eu acho que não. O Brasil está se propondo a quadriplicar o número de residências com acesso a internet e para que isso realmente funcione se faz necessário melhorar e muito o serviço que já existe hoje.

A pergunta que faço é: Se hoje com 11 milhões de residências a conexão é ruim e não usufruímos do "todo" que pagamos, como será quando esse número quadriplicar?

Portanto, acho sim que a qualidade do serviço de internet está intimamente ligada a esse esforço do governo em levar a internet para as pessoas de baixa renda.

Por fim te faço a seguinte pergunta: Só porque as pessoas são de baixa renda merecem uma conexão ruim? Pela quantidade de impostos que pagamos e pela quantidade de dinheiro que nos é surrupiado por nossos governantes todos os dias o Brasil teria condições de fornecer um serviço de internet muito melhor do que o proposto.

Também considero essa iniciativa louvável, como você mesmo disse, mas é preciso uma internet de qualidade para que isso realmente funcione, não só em termos de conexão, mas de estabilidade e continuidade dos serviços.

No tocante ao desenvolvimento cultural e intelectual é óbvio que a internet contribui e muito, isso nem precisava ser dito.

Debora disse...

Em primeiro lugar, concordo com a maioria: internet não é só pra fazer downloads, e tal...

Mas o que não vi ninguém considerando - e acho ser um ponto importantíssimo - é que a baixa qualidade no serviço de conexão é um trampolim para as empresas que já faturam há milênios com isso.
Com isso, a prática que vemos em todas as eferas continua: o governo fornece saúde, mas ela é mto meia boca, então as pessoas se matam pra pagar planos; o governo fornece educação, mas é igualmente meia boca, então as pessoas se matam pra pagar escolas particulares; o governo fornece canais abertos de tv, mas a programação é uma merda sem tamanho, então as pessoas se matam para ter tv a cabo (que tb não está lá grandes coisas, mas enfim...), e por aí vai.

Não importa mto o q as pessoas farão com essa conexão; os alienados podem ter conexões altíssimas, mas a única vantagem q será vista por eles é a velocidade pra postar fotos no Orkut.

Também curto muito essa iniciativa por razões q vcs já postaram, mas o q me chateia é que, mais uma vez, vão dar o mínimo - que é pífio - só pra mostrar q estão fazendo algo, porque as empresas, coitadas, não podem ficar sem os milhões mensais que faturam por serviços que já sabemos que existem por valores muito mais baratos em outros lugares do mundo. Mais uma vez continuaremos sustentando as grandes empresas, enquanto o governo vai atrás da "fatia de mercado" indesejada por eles só pra ficar bem na fita depois.

Franks disse...

Creio que algumas pessoas não se atentaram ao seguinte, a conexão já é precária, isto por que, como é aqui em brasília(em relação, principalmente, à antiga BrasilTelecom hoje Oi) a estrutura de rede e cabeamentos é antiga e desorganizada, aumentar o número de usuários não vai ajudar em nada, vai apenas causar mais congestionamentos de rede e quedas recursivas nas conexões, ou seja, vamos pagar banda larga e usar discada(quem já usou lembra bem como é), investir no aumento de usuários agora é desperdício de dinheiro, creio que o melhor seria investir na reestruturação do que já existe antes de se pensar em aumentar o número de usuários.
Proporcionar o acesso a regiões remotas do Brasil vai ajudar realmente em que?
Em mais pessoas usando o Google e o Ctrl+c/Ctrl+v?
Mais pessoas postando suas fotos no orkut, seus incriveis comentários de 140 caracteres no Twitter?
Vamos chamar isto de inclusão digital?
Conheço inúmeras pessoas que sabem tudo sobre o orkut, msn, twitter e usar apenas o internet explorer(os mais avançados o firefox), mas que não sabem o que é um blog ou sequer se dão ao trabalho de ler ou escrever mais de 5 linhas de texto(estou falando de forma crítica, alguns chegam a escrever 6 ou 7).
Simplesmente oferecer conexão com a internet a mais 30 milhões de pessoas não vai ajudá-las a progredir de verdade, e neste ponto eu fujo completamente ao assunto tradato no post, mas vai apenas fazer com que a imagem do Brasil, como país atrasado tecnologicamente seja atenuada, claro que nem todos vão usar a internet desta forma, que fique claro, mas o que acontece é que aumentanto o número de residencias conectadas a internet vai apenas dar as pessoas um maior acesso à conteúdo sem utilidade intelectual.

PS: Aos usuários de redes sociais, wikipédia, copy/paste e afins, todas as críticas, pontos de vista contrários e xingamentos serão bem vindos, obrigado.

PAULO HENRIQUE DE DEUS disse...

Eu acho que a questão central não é o governo querer oferecer internet (lenda) para as pessoas de baixa renda. Mas propor isso logo em um ano de eleição, onde O Cara (Lula) tenta a todo custo eleger a sua candidata para á presidência. O brasil tem problemas sérios de infra-estrutura, as estradas são ruins, temos problemas na transmissão e produção de energia elétrica, falta saneamento básico entre outros. Esse plano de popularização da banda larga cheira muito a demagogia, resultar a Telebras e cobrar caro por um serviço ruim me quando o meu pai falava que na época dele (anos 1960), para conseguir um telefone demorava até uns 10 anos. Do jeito que o serviço público é péssimo vai ser a mesma coisa com a internet. E a maioria das pessoas de baixa renda usa a internet para postar fotos ou escrever besteiras no orkut (bem a maioria das pessoas de, modo geral, fazem isso)

Chaves Papel disse...

512 kbps que para mim também é uma bosta!

Lilian disse...

Ainda estou lendo os comentários e tentando entender os diveros pontos de vistas mas já li os do @Erumandil e @Victor. Concordo com eles. E acrescento algo, um fato que não julgo isolado, minha conexão é de 600kbps e pago a fortuna de R$64,90. E moro na periferia de uma das grandes cidades do Brasil. E isto só chegou a pouco mais de 3 anos! E conheço gente que paga a mesma coisa pela metade da velocidade da minha conexão. Quero conexões mais rapidas mas ,se não as tenho, quero que pelo menos sejam mais baratas! E o que o governo atual planeja é interessante para criar concorrencias com esses oligopolios eletronicos. Dinheiro não faltou e não falta pra se fazer um investimento decente. Mas por quê não fazem? Porque não querem, querem manter a taxa de lucros alta, então o governo tem obrigação de entrar e fomentar o desenvolvimento da área.

F3N1X disse...

Falou pouco, mas falou tudo!

Parabéns excelente post!!!!

A única dúvida que pode ficar é: Se esse ano não tivesse eleição teríamos esse projeto?

A internet hoje é uma das mais poderosas ferramentas, isso é tão verdade que vários pré candidatos eleitorais já utilizam as redes sócias para conquistar votos.

Marcelo disse...

Estou de férias na Argentina, e aqui, visivelmente as coisas são mais lentas que no Brasil. Mas até aqui, a internet é mais barata, algo como metade do preço. Tem até internet banda larga #G pré- paga ( nunca vi isso no Brasil. Aliás, como somos explorados em tudo no Brasil. Devíamos tocar fogo em tudo por ai. Somos uma cambada de bananas.

Eliel J. disse...

Gostei da materia. Agora se vocês que moram nos grnades centros ja acham a net ruim imagne quem mora no interior desse país desgraçado. Somos sujeito a uma unica operadora (OI telemerda) que cobra o absurdo de 140 pro 300kbs e te enfia goela abaixo um telefone fixo junto com isso. Temos também operadoras a radio que cobram um minino de 50 reais por um sinal semelhante o da OI mas que é instavel e cai quase sempre. E centenas de sinais clandestinos que interferem nos sinais aleheios as famosas "Gatonet". Baixar filmes é um horror. E agora esta maravilhosa solução do governo é "otima"!!

Jazzy disse...

O problema é que o orçamento ja ta apertado. E com sindicalistas e aposentados no ouvido do LULA pedindo aumento... ai ja viu neh

não adianta esse discurso de "o governo não respeita os cidadãos..." Claro.. com o povo sentado no sofa esperando o governo fazer tudo..
esse nosso governo socialista-assistencialista leva a isso, ignorancia do povo que espera de boca aberta esperando as "migalhas" governo.
Enquanto tem funcionarios publicos ganhando 180% mais do que a iniciativa privada...

O Brasil so vai pra frente quando fizermos um controle rigido nas contas publicas.. e não essa FESTA que nos encontramos...

LucaBR disse...

só uma coisa... o miojo nao fica pronto em 3 mins

Leone Valadares disse...

PARTIDARIZANDO HEIN NSN !!!!

Credo, uma coisa que irá beneficiar pricipalmente vocês que vivem disso, agora falando mal. Não existe a menor lógica nisso né? ou será que existe?

Bom, falaram mal de todas as ações do governo LULA desde o seu início (mas lembrem-se, apenas no Brasil)e a "história" tem calado a boca da maioria .... que o diga nosso velho FHC. Mas enfim, todos tem seus próprios motivos pra reclamar.

hilt disse...

Internet de 1MB por R$50? Isso é um sonho aqui em São Luís-MA. Pago R$100 por uma internet escrota de 300kb da velox.

Chico Fagundes disse...

Muitas vezes sou crítico do governo mas também reconheço quando fazem algo correto. Por mais que achemos que o programa é uma grande porcaria, já é um grande avanço em relação ao que temos hj. Nós que moramos nas capitais ainda somos beneficiados com as maiores velocidades de conexão, mas quem vive na periferia ou no interior, tem que pagar absurdos por uma banda decente.
Lendo o post e alguns comentários, parece que as pessoas nasceram ontem e não conhecem a história do próprio país. O Brasil(pelo menos uma grande parte dele) cresceu de forma desgovernada, sem planejamento algum. É só parar numa esquina e olhar o emaranhado de fios nos postes, ou o sistema precário de água e esgoto. O que falar do nosso sistema de telefonia? Para ter uma boa estrutura de comunicação é necessária uma grande rede de fibra ótica, com os dados trafegando a alta velocidade. O que fazer num país em que quase 100% da estrutura é de pares metálicos?

Não é assim tão simples, como desembolsar uma grana maior e colocar a coisa pra funcionar. Mas o governo está dando o primeiro passo, já que com certeza vai aumentar o acesso das pessoas à informação(muito mais importante do que baixar filmes ou jogos). Por mais que esse seja um blog de Nerds pirangueiros e chorões, não são todas as pessoas que usam torrents, baixando filmes e jogos adoidado. Podem não acreditar, mas tem gente que ainda aluga filmes na locadora como antigamente.

Parem e pensem em 15 anos atrás(a maioria daqui não tinha tirado as fraldas ainda), mas tínhamos um acesso de 14k,28k no máximo.Ou seja, se hoje temos facilidade para um acesso de 15mb, aumentamos nesses anos a velocidade em 1000 vezes pelo menos!

Não sou defensor do governo, até critico o renascimento da Telebrás, que até agora só fez aumentar a especulação e colocar dinheiro no bolso de quem possui suas ações. No governo Lula as ações da empresa aumentaram mais de 35.000%!Quem ganhou dinheiro? Gente do governo com informações privilegiadas. Mas isso é outra história.

O importante do aumento do acesso é a inclusão de mais brasileiros na discussão de como é dirigido o nosso país. Um exemplo disso foi a aprovação pela camara de deputados sobre o projeto ficha limpa.Aprovação que foi possível por causa da pressão da sociedade através da internet. Já que o nosso povo é preguiçoso de sair às ruas para brigar pelos seus direitos, pelo menos podem fazer isso em casa, na frente do computador.

PAULO HENRIQUE DE DEUS disse...

Pronto, é só criticar o governo lula que aparece um petista que se acha o dono da verdade e critica não apenas a matéria, mas o blog também. Qual é Leone Valadares, não vi nesse post nenhum partidarismo. Foi só uma critica a um plano, meia boca,para popularizar a internet. Seria bom se não esse plano não parecesse jogada eleitoral. Antes de pensar em melhorar a internet deveria melhorar a infra-estrutura no geral. Mas antes que alguém pense que sou do PSDB, Não gosto do Serra e não vou votar nele (muito menos na Dilma). O Lula fez um bom governo, mas isso não quer dizer que ele não mereça ser criticado. Tenho a mesma opinião do Chigo Fagundes, é muito bom que mais pessoas tenham acesso a internet, mesmo que seja apenas para acessar o Orkut, ver pornografia, ver sites de fofoca, etc. E R$ 15,00 por 512 kbps, até que não é ruim (pelo menos é barato). Mas creio que há outras maneiras de melhorar o acesso a internet.

David disse...

Tem gente comentando ai em cima mas que não ta por dentro do que ta acontencendo. Uma grande rede de fibras oticas cobrindo grandes distancia e com grande capacidade de trafego JÁ FOI MONTADA e está OCIOSA! Se chama ELETRONET. Ela está lá esperando usuarios e não tem ninguem para administra-la. Foram construidas nas linhas de transmissão de energia eletrica (embutidas nos cabos de para-raio) que interligam o pais de uma ponta a outra. O que se pensa é como se vai interligar os usuarios finais a essa rede. E as empresas de telefonia estão se borrando toda. Pois nenhuma delas conseguiu comprar o direito de usa-las.

David disse...

A eletronet era um grupo de empresas entre elas a Vesper e Furnas centrais eletricas (proprietaria das linhas de transmissão de energia eletrica).

Alfredo disse...

Meu deus, quanto post besta, o cara deu um exemplo de um arquivo de 1,2gb.
Achei que as pessoas que lessem este blog conseguissem extrapolar o pensamento, a página que vcs estão lendo são compostas de vários arquivos não é? ou vcs nunca pararam para pensar como é q acontece a mágica da internet?????? tudo bem q são muito menores do que 1,2gb mas parem para pensar antes de criticar o exemplo.
E outra, esse plano foi muito mais uma forma de fazer o Sr. José Dirceu ganhar dinheiro, do que efetivamente se preocupar com o bem estar da população brasileira, existem milhões de formas de se formentar um mercado qualquer sem ter q reativar uma estatal falida, sim FALIDA, cujas ações valiam R$0,01 e chegaram a valer mais de R$3,00.
Que tal incentivar com redução de impostos? com diminuição da burocracia, com regulamentação e regras claras de atuação das teles? aaaa não isso não, é muito mais efetivo mas não dá dinheiro, e fora isso, como é que o governo populista vai explicar ajudando as empresas????? a final, [populismo mode on]empresário é que é o grande problema do brasil, não os políticos tão bonzinhos que olha só, estão criando uma estatal só pra fornecer acesso de banda larga[populismo mode off]

O homem de um braço só... disse...

Meu, o problema é de quem acha que "ó meu deus se na campus party tives nhenhentos giga então o brasil aguennta tudo. E é ridículo oferecer 512Kbps". Esse é o velho espeírito de porco.

Se o cidadão não tem banda larga, mas tem o computador lá da "negativo" o cara vai querer ver email...portal de notícia e tudo mais.

Não é preciso lembrar que a internet já não é acessível aos malucos frequentadores de mIRC, ICQ e coisas do tipo.

O incentivo é válido. Infelizmente é fato que a especulação da ação da Eletrobrás foi um #EpicSucces pro bolso de alguns pilantras.

Mas ao menos é um começo. Assim como o plano mais alto do speedy já foi de "1 Mega" e hj já nem sei mais qual é, um plano desse tipo pode ser expandido de acordo com aceitação e investimento.

Concluindo... O espírito de porco tem parar de aparecer também. E outra coisa. Por favor partidários. Deêm um tempo vai.

fabio disse...

Lendo os comentários me surpreendi com opiniões extremamente limitadas de algumas pessoas. Pontos de vista que não conseguem ir além do próprio universo, limitado a uma pequena experiência de vida. O plano é bom sim, vai permitir que milhões de pessoas tenham um acesso básico a internet, mesmo que esse acesso tenha que se limitar apenas a conteúdos com menor tráfego (navegação em sites, sem streaming de vídeos por exemplo). Se o conteúdo acessado pelo público alvo desse plano de banda larga é de baixa qualidade (orkuts e twitters da vida como alguns comentaram acima, ou usuários adeptos do ctrl+c ctrl+v), isso é algo irrelevante pois certamente não reflete a realidade de todas as pessoas que venham a usufruir desse plano de banda larga. Pode ter certeza de que veremos estudantes carentes agradecendo a oportunidade de terem acesso de dentro de suas casas a um mundo que antes só existia nas lan houses da vida. Concordo com o blogueiro em apenas um ponto: 40 milhões de usuários a mais em uma estrutura precária com certeza trará problemas. Mas historicamente as coisas funcionam assim nesse país: apenas quando a corda aperta que governo e empresas resolvem investir. Tenho esperança de que esse aumento no acesso traga junto maiores investimentos na área.

bruno disse...

Isso aí se bate naquela velha história da nossa constituição: prometer o que não pode cumprir ou tar menos numa meta possível? Eu acho que como a internet ainda é muito restrita,fica válido aumentar o número de usuários, dessa forma,pois fai inevitavelmente forçar a reduçãp do preço da internet. Eu acho que você tem que se corrigir um pouco, 54k e 540k sãovelocidades extremamete diferenes, poi enquanto uma é insustentável a outra torna a internete de casa um meio aceitável de conexão (Eu mesmo vivi 2 anos com velox de 300k). Não morri por isso, não vejo nda contra pedir mais afinal o preço que nóspagamos pelo serviço recebido É ABSURDO,mas afinal, o número de usuários vai quadfruplicar com essa medida etodo mundo vai ganhar.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo