quarta-feira, 12 de maio de 2010

Avatar Murilo

Coração Satânico

livros%5B2%5D[3]image
O livro é tão famoso que não encontrei nenhuma imagem da capa dele na internet

Diferente do nosso amigo e colaborador Paulo Roberto, eu nunca fui o maior fã de livros de mistérios. Não sei se pelo fato da pouca qualidade de alguns livros que li deste gênero ou se é porque não consigo me impressionar muito facilmente. Não basta ter uma história amarrada e suspense, os personagens tem que ser interessantes e o enredo original. E, geralmente, alguns livros falham nesses detalhes. Coração Satânico é uma das poucas exceções.

A maioria das pessoas devem conhecer Coração Satânico pela sua adaptação cinematográfica, que contou com astros como Robert De Niro e Mickey Rourke no auge da carreira. Pelo o que li na internet, ela é muito estimada entre os fãs do bom cinema. Eu nunca havia ouvido falar da obra até encontrá-lo perdido na biblioteca do meu bairro. Tempos depois, vi o filme. E posso dizer com segurança: não chega aos pés do livro! E não é por purismo não, o filme é inferior mesmo! A versão até tem seus momentos, mas estraga a surpresa antes do que devia, e o protagonista, por várias cenas, fica parecendo mais um bobão que tem fobia à galinhas do que o personagem foda que era no livro. É justamente sobre o livro que quero tratar neste post.

O livro foi escrito por William Hjortsberg, e hoje se encontra com todas as suas edições esgotadas no mercado. Ou seja: ou você se vira com os sebos, ou baixa pela internet. Seu livro Coração Satânico, hoje pouco conhecido, é para mim uma das manifestações máximas da literatura noir. Na década de 50, época em que os ônibus tinham lugares separados aos negros e aos brancos, Harry Angel é contratado por um estranho e poderoso indivíduo, Louis Cypher. O trabalho é encontrar um ex-cliente de Louis, Johnny Favouritte, um cantor de jazz que teve seu auge na época da Segunda Grande Guerra, e que sumiu sem maiores explicações há 15 anos atrás. Segundo Louis, Johnny tinha negócios pendentes com ele. Conforme ele procura os conhecidos de Johnny e é enganado por algumas delas, ele descobre uma história cada vez mais tenebrosa, envolvida com o mundo da magia negra e um culto satanista.

Ao longo das páginas, o escritor William Hjortsberg (Obrigado, Google) prende o leitor num mistério crescente e intrigante, que só deixa largar o livro depois que se sabe do que se trata. Porém, isso não adiantaria nada se o final fosse sem graça ou até clichê. Mas aí o talento do autor se faz presente e quem conseguir achar o livro para ler, constatará de queixo caído como aquele é um dos melhores, quiçá o melhor, final de livro de toda a literatura do gênero, superando muito filme de suspense por aí. Tudo é explicado e passamos a sentir por Harry Angel, que só descobriu tudo quando não havia mais volta para ele, em uma das soluções mais perturbadoras da literatura.

Uma pena ser um livro tão obscuro nos dias de hoje. Um livro que une terror com o típico clima noir dos anos 50. É o romance que deveria ser considerado obrigatório por qualquer fã de boas histórias de mistério. Quem encontrar links para download ou de sebos coloquem nos comentários.

Nota: 10 [Nota do Editor: Ele colocou 11, mas o dono do 11 aqui sou Eu =D]

6 Comentaram...

JoaoFPR disse...

FILMAÇO!!

patyozorio disse...

Foi um ótimo filme, comparado aos "filmes" que temos hj em dia...
Mas nunca li o livro, ta ai, vai entrar na minha lista.

Harley Coqueiro disse...

Filme perfeito para os amantes de bons filmes de mistério.
No ano passado eu também fiz uma resenha de "Coração Satânico" em um outro blog que eu participei: http://blogdojmpsousa.blogspot.com/2009/10/comentarios-sobre-um-bom-filme-coracao.html

Ivan Monteiro disse...

No site Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br) é possível encontrar o livro (usado).
Realizar a consulta pelo título Coração Satânico.
Abs.

Kleiton disse...

Um detalhe. Sua resenha tem um erro. Louis Cypher não é Advogado, nem no livro do Hjortsberg nem no filme do Alan. O Advogado é Winesap, falecido no final do romance. Por meio deste Advogado, o "demo" contrata Angel. No romance escrito, o mais próximo que podemos chegar de uma profissão terrena para o "coisa ruim" é a de mágico.

Murilo Andrade disse...

@Kleiton
Agora que você falou acabei reparando nesse erro.
Outra coisa é que unindo os nomes Louis Cypher o resultado é Loucypher, o que já dá dicas do final do romance.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo