domingo, 1 de agosto de 2010

Avatar Murilo

Pica-Pau censurado

 

image

Os desenhos que marcaram a nossa infância estão bem longe de serem politicamente corretos. Crescemos vendo o Tom portando armas para pegar o Jerry, o Coyote detonando dinamites e o Pica-Pau roubando. Sem falar das várias cenas onde os personagens apareciam fumando ou bebendo, ou fazendo comentários preconceituosos. Tanto que quando algum filme ou desenho mais novo era censurado, reclamávamos que isso nunca acontecia com o Pica-Pau ou os desenhos das Looney Tunes. Pois bem, não acontecia, porque o Ministério da Justiça decidiu reclassificar Pica-Pau como impróprio para crianças, quando classificou o volume 6 da série Pica-Pau e seus amigos. As explicações do MJ é que o desenho pode induzir crianças ao fumo e ao consumo de bebidas alcoólicas e ao uso de armas.

Jura, Ministério da Justiça? Todo dia eu encontro alguém que começou a fumar e a beber por causa de Pica-Pau! Os desenhos que eu via na minha infância não me influenciaram em nada no meu modo de vida, tanto que não fumo, nem consumo nenhuma bebida alcoólica e sequer tive contato com armas de fogo. A coisa fica mais estranha quando se pensa que só o volume 6 dos DVDs foi considerado impróprio, quando os anteriores apresentam o mesmo conteúdo.

Mas analisando os métodos que o Ministério da Justiça utiliza para fazer a classificação indicativa de filmes e desenhos, já era de se esperar que isso fosse acontecer um dia.  O primeiro Crônicas de Nárnia recebeu a classificação indicativa para maiores de 14 anos no Brasil, por exemplo, só porque os personagens usam flechas. E tudo isso aconteceu mesmo após décadas de exibição no horário infantil e nenhum registro de que alguma criança foi influenciada negativamente por Pica-Pau. Deve acontecer igual com Tom e Jerry  em 3... 2... 1...

 

[Via ANMTV]

25 Comentaram...

Fernando Busch disse...

Ah c'mon! O que vai sobrar para as crianças sem desenhos desse tipo? Aquelas velhas histórinhas de perfil heróico de "eu contra o mundo".. "eu salvando o mundo"... e etc?

"Eu só peço a Deus... um pouco de malandragem!"

O Pica-pau é um baita exemplar de malandro e não deveria ser catalogado como "impróprio para menores" simlesmente por que o mundo é impróprio para as pessoas! As crianças até podem crescer querendo ser Ben10... mas aprender a rir dos outros e DE SÍ MESMO vale muito.. vai além dessa idéia sistemática que é imposta por desenhos cujos personagens principais são conquistadores: onde "lutar lutar lutar" é traduzido como "produzir produzir produzir".. talvez tudo isso faça parte de um objetivo de tentar criar uma geração mais rentável (não, acho que estou vendo conspiração onde não tem).

O que é fato é que o Ministério Público está pregando moral de Cuecas :}

Mas não tem problema, por que não há nada mais importante pra ser feito do que censurar desenhos animados antigos... hmpf!

Velho da Montanha disse...

Eu acho certo, pq eu comecei a fumar por causa dos desenhos do pica pau,e hoje estou consumindo dois maços de marlboro por dia, tenho enfisema pulmonar.

tb comecei a beber vendo os desenhos do pica pau, hj sou alcoolatra e bebo todo dia, pinga pura.

tudo culpa do pica pau.

as crianças tem que ver mais mangás, que são uns desenhos inocentes.

Davi disse...

Múmias retardadas em todos os segmentos do governo ¬¬

rodrigo natatario disse...

por favor algum super-herói poderia tirar esses imbecis do poder :)

Alan Cosme disse...

@Fernando Busch, gostei do seu comentário.

Classificar Pica Pau como improprio pra crianças pra mim chega a soar ridiculo. Pior que já vi até palestra de gente defendendo esse tipo de raciocinio.

Leandro disse...

Desculpem-me pessoal, mas eu tenho 3 filhos que procuro educar de forma correta, não os deixando serem preconceituosos e nem desrespeitosos com as outras pessoas. Não importa se são crianças, adultos ou idosos, brancos, pretos, amarelos ou vermelhos. Todos merecem o respeito e estes personagens de desenhos demonstram que a principal coisa que eles não possuem é respeito pelos outros.
Eu também cresci vendo estes desenhos e gostava muito deles, mas nossos pais muitas vezes eram ignorantes e a diretriz de educação e de moral eram diferentes.
As questões de crianças adotarem vícios é totalmente responsabilidade dos pais, não podendo em nenhuma circunstância culpar-se desenhos, jogos ou filmes, como muitas vezes são ditos pelas autoridades.
Existem desenhos muito mais educativos e com bons costumes, com valores de amizade, respeito e fraternidade, afinal ser malandro, é com certeza querer levar vantagem em cima de alguém.
Em suma, "meus filhos não assistem este tipo de programação".
Grato amigos e um grande abraço a todos os nerds.

Laisa disse...

Laisa Sant'Anna
Só por esclarecimento:
Essa gente que defende 'este tipo de raciocínio' do que é adequado ou não a crianças e adolescentes são pessoas que, como eu, tem por base, dentre outras coisas, parâmetros educacionais preconizados por teóricos consagrados no mundo inteiro e, ainda, embasamento e amparo legal com base na Lei nº 8069 ( Estatuto da criança e do adolescente) onde são levados em conta a condição de pessoa em desenvolvimento que é a criança e o adolescente.
Por experiência própria com meus três filhos consigo observar quase que diariamente a projeção deles - que é habitual em qualquer criança - nos seus personagens favoritos, ou seja, eles olham os programas e dizem: "Eu sou a Willa, eu sou um dos pinguins da Willa". Eles fazem isso de acordo com o grau de afinidade ou empatia que tem por este ou aquele personagem e isso pra eles é, dentro outros, um modelo de conduta. Isso não quer dizer que obrigatoriamente algum tipo de programa ou desenho ou jogo seja fator definitivo e decisivo para a formação moral da criança e do adolescente, mas certamente exerce alguma influência que, combinada com uma educação precária, falta de limites e outros fatores relevantes, faz com que essa criança ou esse adolescente tenha uma grande dificuldade para sua formação moral e psíquica.
Sem pretensão de causar brigas,mas com intuito de esclarecimento e de aquecimento das discussões do artigo comentado, desde já me despeço e agradeço pela atenção!

Alan Cosme disse...

@ Leandro @ Laisa:
Ok, esse ponto de vista também é válido.

Mas, ao meu ver, as vezes tenho a impressão que tratam as crianças e adolescentes de hoje em dia como se eles fossem de "vidro". Não podem receber reclamação, não podem assistir a nada sem serem automaticamente influenciados ou traumatizados.
Sei lá, isso vai soar clichê pra cacete, mas vamos lá. Se o que dizem das pessoas que vêm os filmes que gosto de assistir e as músicas que gosto de ouvir fosse verdade eu era pra ser um vandalo. No entanto, todo mundo que me conhece me julga como alguém bem tranquilo. Sou excessão? Não sei, mas as muitas pessoas que conheço que tem gostos similares me fazem pensar que não.

Panthro disse...

Meu, o politicamente correto fodeu com o mundo.

Eu via Pica-Pau direto. E vejo ainda, dou muita risada. E sabe pq eu nunca saí por aí jogando bigornas nas pessoas? Porque eu não sou retardado. Pq eu sei que aquilo é de mentirinha. De faz-de-conta. E sei que não existe nada melhor do que o faz-de-conta pra gente descontar a nossa agressividade, nossa inveja, nossa vontade de destruir, que as pessoas de bom coração querem negar e reprimir. Sentimentos não são feitos para serem reprimidos, mas pra serem conduzidos pra atividades construtivas. Eu posso sentir vontade de ser um rachador como o Pica-Pau ("Não consigo ler nada"), mas vou jogar Need for Speed ao invés de sair por aí pegando o carro dos meus pais escondido pra atropelar pessoas de verdade.

Fantasia é importante. E isso inclui matar monstros. Inclui rir de coisas erradas. Inclui liberar nossos instintos onde eles não podem causar dano real.

E é bem melhor do que úlcera.

Pedro Malta disse...

Bem politicamente incorreto, devemos proibir as crianças de ver novelas, devemos proibi-las de ler jornal e até mesmo de entrar na internet sem bloqueios.

Na verdade estamos caminhando para a censura (onde o governo decide o que pode ou não ver) quem deve decidir se meus filhos (tenho 2) podem ou não jogar CS sou eu, quem pode decidir se eles devem ou não ver Trapalhões ( muito pior q pic-pau) sou eu, o governo não deve influenciar na criação de crianças que ele (o governo ) não ajuda a criar, é muito fácil falar mal de um desenho e as escolas como ficam e os programas que só trazem imbecilidade.

No pica-pau temos tb a fome principalmente para quem não trabalha, temos a destruição das florestas, o desemprego.

E como o Panthro falou precisamos de um mundo de faz de conta para suportar as decepções do mundo real, quem não quer que "SEUS" filhos não vejam isso ou aquilo tem direito de faze-lo mas acho que o governo passar por cima da decisão dos pais e nos chamar de imbecil e imcapaz

Henrique disse...

Quando é para acertar, erram. Ainda não sei como deixaram as baixarias do Ratinho irem ao ar toda santa tarde, sempre que quando vemos os testes de DNA, vemos violência física e palavrões, e sempre pessoas nervosas. o MJ não sabe quando acertar...

Thiago Fernando disse...

Olha na boa, o pica pau não vai fazer falta nenhuma o personagem é muito idiota, devia fazer a mesma coisa com o bob esponja calça quadrada tusk.
;D

Thiago Fernando disse...

Naturalmente isso não quer dizer que sou a favor da censura.

Mandos Fëantur disse...

@Leandro e @Laisa: O Pica-pau - assim como o Pernalonga - representa um dos arquétipos essenciais da mitologia humana, o Trickster (Trapaceiro). Todas as culturas humanas possuem histórias sobre um personagem que usa a astúcia para enganar os demais. Seja Loki entre os nórdicos (apesar de em alguns momentos agir como vilão, em outros ele ajuda Thor e Odin), o Coyote entre os nativos norte-americanos, Anansi na África, Hermes entre os gregos e etc. Ontem mesmo eu estava contando uma história registrada pelo Câmara Cascudo na sua Antologia do Folclore Brasileiro, em que o Jabuti derrota o Veado em uma corrida. O que tem que ser percebido nessas histórias, é que sempre que alguém tenta impor a força contra o trapaceiro, este último o derrota pela astúcia. Entretanto, sempre que o trapaceiro inicia a história sacaneando alguém, no final ele sofre uma consequência - como Hermes que teve que dar a Lira como presente a Apolo por ter roubado seu gado. Se vocês assistirem aos desenhos, verão que isso ocorre também com o Pica-pau. Sempre que alguém tenta derrotá-lo, ele se vale da astúcia e vence. Mas nos episódios que começam com o Pica-pau sacaneando outro personagem, ele termina derrotado no final. Essas histórias são necessárias para ensinar às crianças que a astúcia existe, tem seu valor, pode derrotar a força bruta, mas que usá-la para prejudicar os outros irá trazer punições.

Laisa disse...

Na verdade, em se tratando de televisão ou outros meios de comunicação ao qual a criança e o adolescente tenha acesso em casa cabe aos pais e responsáveis definir o que pode ou não ser assistido sob pena de responsabilidade dos mesmos. O que a classificação etária de programação faz é simplesmente dar uma diretriz, mas cabe ao bom-censo dos pais avaliar e definir, repito, o que a criança e o adolescente pode ou não assistir. Não defino isso como censura pelo simples fato de que 'não é proibido', é apenas uma indicação de que por conter certas cenas não deve ser assistido por idade inferior à definida na classificação. Acho isso de extrema importância, já que, é dever dos pais e responsáveis zelar, antes de tudo, pela integridade física e moral da criança e do adolescente e aos pais e responsáveis é dado com a classificação o poder de conhecer e previamente o conteúdo do que vai ser assistido.

12 disse...

HAHAHA! Que absurdo!

Sem contar que eu fiquei impressionado pelo Nárnia ser 14 tb...os caras pareceram fazer o possível pra ser livre, não tem uma gota de sangue no filme, aushau

No segundo teve uma decaptação pelo menos. Eu acho.

Alan Cosme disse...

@Laisa
A questão há meu ver não é bem ter ou não classificação. Concordo que ela é necessária. Para que, por exemplo, não deixe um moleque assistir Jogos Mortais.
Mas, voltando ao tema Pica-pau, o que eu me referi como ridiculo no meu post anterior é taxar o Pica-Pau (não o Jogos Mortais) como impróprio para menores de 14 anos.
Pô, então guri até essa idade só tem mentalidade de assistir, sei lá, Teletubies? Conheço gente nessa idade com conversa bem mais centrada do que muita gente de 18. Isso pra mim é subestimar demais o jovem.

Panthro disse...

E eu posso soar paranóico, mas acho demais que tem o dedo da Globo nisso.

propbool disse...

Tá legal que nem li os comentários alheios,mas um deles me deixou realmente ofendida.
Bom,se o Ministério quer mostrar que está fazendo seu trabalho,só tenho uma coisa a dizer: Vocês estão fazendo isso errado.
É mais que óbvio que os desenhos influenciam o comportamento das crianças,mas é mais que óbvio também que,nesse aspecto,o comportamento dos pais vale muito mais.

Alguém já pegou o irmão ou primo se vestindo de mulher porque um desses personagens o fez?
Porque eu não me lembro de mim fumando ou bebendo freneticamente,nem me jogando de penhascos...!

Por favor,né?! Esses desenhos,mais que tudo,nos fazem RIR! E não são só crianças. Vamos olhar pra todos esses desenhos escrotos e falar pra nova geração: ''Os da minha época eram melhores...''? Vão dizer o quê?,que Caverna do Dragão é uma alusão às drogas? *rebelde virtual*

Proibir de assistir desenhos e filmes em geral é tão racional quanto proibir crianças de sair.Até porque nas ruas tem gente fumando,bebendo,assassinos à solta e etc.

HANNAH MONTANA É DO CAPETA!
Sem mais.

Ricardo disse...

Esse tipo de classificação indicativa dá a entender que o MJ vê as crianças como que de vidro, como alguém aí nos comentários mencionou. Não acredito que as crianças, no geral, sejam tão fracas da cabeça assim na hora separar fantasia da realidade e não levar as coisas que veem em obras de ficção tão a sério. E, caso tenham crianças assim, é aí que entra a educação dos pais e das escolas para ensinar a elas o valor do discernimento e do bom senso, algo que parece estar ficando cada vez mais raro nos dias de hoje.

MJ precisa rever seus conceitos...

Ah, e o título deste artigo é bem falho. Classificação indicativa não é censura. Censura é quando cortam e/ou editam cenas e, pelo que entendi do artigo, não foi isso que o MJ fez com o Pica-Pau, o que, verdade seja dita, teria sido muito pior que essa classificação indicativa um tanto quanto mal-feita.

josiel disse...

queria dizer que tenho 32 anos,cresci vendo todos esses desenhos e nunca fui influenciado por isso, vai da criacao e cultura de cada um.

João disse...

Na minha opinião não há nada, absolutamente nada, na TV que construa. Há sim, programas mortos. Que não fedem e não cheiram. Porem, por algum motivo está ali. Hj a TV formula opiniões. Cria "culturas", destrói outras. Tudo em doses homeopáticas, ou seja, não percebemos o efeito na hora. A opinião que muitos deram aqui se baseiam na atual realidade. Porem é necessário analisar as coisas de um modem amplo. Esses efeitos colaterais surtem na cultura do povo, por isso não percebemos. Pra que uma música perdure entre as primeiras nas paradas, basta ser destrutiva, assim como é o pica pau.

Yan Gabriel disse...

Legal, vamos proibir as crianças de viver até conseguirem censurar a vida.

Anônimo disse...

CENSURAR A VIDA NÃO, MAS É NOTÓRIO QUE EM ALGUNS DESENHOS ANIMADOS, REVISTAS EM QUADRINHO,ETC, HÁ VIOLÊNCIA SIMBÓLICA.MEU FILHO POR EXEMPLO NÃO É NENHUM PRODÍGIO, MAS AOS 5 PARA 6 ANOS DE IDADE, QUANDO DAVA GARGALHADAS ASSISTINDO O PICA PAU,EU PERGUNTEI SE O QUE O PERSONAGEM FAZIA PICA PAU É LADRÃO, PREGUIÇOSO, SÓ QUER SE DAR BEM PASSANDO A PENA NOS OUTROS.É ENGRAÇADO PAINHO,MAS ESTÁ ERRADO. PERGUNTO: QUANTOS PAIS TRABALHAM DESTA FORMA COM SEUS FILHOS?

Leonardo disse...

Acho que o Brasil será o único país que a classificação considera o Pica-Pau impróprio para menores, isso é o cúmulo do ridículo!

A classificação indicativa é a maior tosquisse que existe, não tenho nada contra classificar os programas, até pode ser necessário para alguns que querem ter alguma idéia do que pode conter no filme que o seu filho quer assistir, mas infelismente hoje em dia existe a censura por horário da TV Aberta e isso eu considero muito errado, censura nenhuma presta, com essa reclassificação, com certeza o Pica-Pau não poderá ter alguns exibidos pela Record no horário da tarde, assim como muitos programas censurados da TV Aberta, como por exemplo a Sessão da Tarde da Globo que exibia filmes de ação, aventura e suspense e hoje em dia só exibe filmes água com açucar que tem classificação Livre, antigamente as emissoras tinham mais liberdade, eu lembro que filmes como Brinquedo Assassino, Predador, Robocop, Rambo, O Exterminador do Futuro eram exibidos normalmente no horário da tarde, mas hoje em dia essa censura fere o direito de assistir o que quiser do cidadão e a liberdade de expressão das emissoras, tenho quase certeza que essa classificação indicativa é um filhote da censura da Ditadura Militar e que estamos nos encaminhando pra isso. O governo não devia decidir o que é apropriado ou não para as crianças, cabe aos pais decidir, Pica-Pau apresenta conteúdo violento, mas de forma fantasiosa, apesar das atitudes erradas do personagem, o que faz diferença na formação da criança é a educação, mas os brasileiros são muito relachados não sabem educar os filhos e colocam a culpa na televisão ou em qualquer coisa, o que abre brechas para o governo praticar essas censuras ridículas, a desculpa do governo para isso é proteger as crianças, deviam proteger elas da péssima qualidade do ensino público no Brasil e das escolas caindo aos pedaços e não decidir o que podem ou não assistirem, isso cabe somente aos pais e mais ninguém, além do Pica-Pau, um dos desenhos que hoje em dia é considerado impróprio para crianças, mas que ja foi exibido normalmente pela Band e pela TV Globinho é Dragon Ball Z, desenho que eu certamente permitiria que um filho assistisse, se alguém considera violento e inapropriado, tem todo o direito de proibir o seu filho de assistir, mas isso não cabe ao governo, com certeza a censura do Pica-Pau vai abrir espaço para várias outras censuras, logo vão ser censurados Tom & Jerry, Liga da Justiça, Caverna do Dragão... até o Chaves vai ser considerado impróprio para menores de 18 anos, por conter cenas de violência, o Seu Madruga batendo no Quico e apanhando da Dona Florinda ou cenas de má influencia com a Chiquinha se aproveitando da ingenuidade do Chaves e do Quico para tirar vantagem, o que as crianças poderão assistir? A Galinha Pintadinha? Dora, a Aventureira?

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo