domingo, 1 de agosto de 2010

Avatar Colaborador Nerd

Cidadão Instigado - A mais nobre banda nacional

Por Josi Woodstock, do PopNutri

 

Escrever sobre uma banda é uma tarefa ilustre demais para considerar apenas a música propriamente dita como objeto principal a ser redigido. O impacto que a letra e sonoridade causam na alma, e o poder que essa mistura tem de agir sobre a existência e a condição do indivíduo, são capazes de tornar pequenos trechos escritos em expressões nobres e verdadeiras sobre a música, muito mais do que uma notícia anunciando um novo disco ou uma nova turnê mundial.

Escrevo sobre Cidadão Instigado não com a intenção de fazer crítica sobre o disco novo, e nem contar a história da banda, mas de deixar registrado em palavras cenas e sons de um show que, sem dúvida foi, o mais importante dos meus dias até hoje: o show do Cidadão que aconteceu no Sesc – Ribeirão Preto, em 26 de fevereiro de 2010.

 

clip_image002

Fotos não eram permitidas, mesmo assim consegui essa

Cenário não era necessário. A imponência dos integrantes ao manipularem com uma agressividade necessária seus instrumentos trazia para o público canções profundas com melodias extremas incrementadas, com temas universais, como Deus, amor e loucura… sob luzes brilhantes em um galpão que abrigava com humildade um verdadeiro espetáculo de rock’n roll.

A guitarra gritava forte, um barulho ensurdecedor dignamente afinado, guiada pelas mãos de um verdadeiro GuitarHero, Fernando Catatau, que também é vocal e, além do Cidadão, toca com Otto e Vanessa da Mata. Com Clayton Martin na bateria acústica e eletrônica, Rian Batista no baixo e vocal, Regis Damasceno na guitarra, violão e vocal e Dustan Gallas nos teclados e vocais, a banda fez uma performance perfeita, apresentando seu último álbum de estúdio, o UHUU!.

Em Ovelhinhas, música mais aguardada por mim, fui do delírio ao mais puro encontro com a realidade tão sonhada. Foi em Doido, Deus é uma vigem e O nada que ápices de alegria e coro público puderam ser notados no show. Essas excelentes músicas da banda.

“são tantos ossos divididos em mim
sangue descendo e subindo, alimento mutando
foi deus que me fez assim
e também você”

(Trecho da música Deus é uma viagem de Fernando Catatau)

Esse foi o fragmento que cantarolei por vários dias seguintes ao show, no banho, no caminho da padaria, no meu expediente de trabalho e em todos os lugares que passei.

Depois da apresentação, quando tudo parecia acabado e eu já era portadora do disco, vendido ali mesmo como é comum nos shows, eis que ressurge dos camarins Fernando Catatau, com toda a humildade de um grande músico e com palavras simples características de um poeta. Sentou no palco e se pôs a receber os poucos fãs que restavam no local, agradecendo, tirando dúvidas ou então recebendo elogios como o meu, por proporcionar a Ribeirão Preto uma noite tão rica culturalmente falando.

 

clip_image004

A lista com as músicas a serem apresentadas

Sem delongas agradeci, pedi um autógrafo e não cansei de louvar o verdadeiro GuitarHero da minha vida, aquele que pude tocar suas mãos e ver os pequenos arranhões causado pelo seu dom com as cordas de uma guitarra já velha de guerra. Dirigi-me aos portões para então aproveitar os prazeres proporcionados por esse que foi o show mais importante dos meus dias até hoje. Obrigado Cidadão.

 

clip_image006

O CD autografado por Fernando Catatau

“e vai caminhar por aí
pensando em seus próprios passos
flutuantes com aquela vontade de sumir progressivamente
e você se vai, vai
e você se vai, vai
desaparecendo aos poucos
e depois voltando a realidade”

(Trecho da música O Nada de Fernando Catatau)

4 Comentaram...

Jordan disse...

Cara, fico extremamente feliz de ver esse post!! Cidadão é uma das bandas brasileiras mais fodas da atualidade.
Uma coisa curiosa é que Cidadão não vem muito aqui em Fortaleza, que é a terra deles. Vieram recentemente no lançamento de abertura de um festival local, mas antes disso... Catatau é um pouco chateado com a cena local, mas mesmo assim... Cidadão Instigado merece um post desses! Muito massa!

irradiandoluz disse...

Parabéns, Josi, pelo excelente artigo.

Fico feliz em acompanhar sua evolução como blogueira e, porque não, jornalista.

Não se trata de um relato alucinado de uma roadie, mas sim uma crônica emocionada e emocionante de uma escritora de talento.

Não conheço a banda, mas depois deste depoimento, vou procurar conhecer.

Abração
Gabriel Dread

Gustavo Silva disse...

Gostei muito da postagem, mas achei que faltou o facebook/twitter da banda.

Tsuneichi disse...

www.myspace.com/cidadaoinstigado

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo