segunda-feira, 20 de julho de 2009

Avatar FiliPêra

“Vamos unir jogadores de RPG de todo o Brasil”

   vinny_manga

Vinícius Machado, o Mestre Ylykatop e principal cabeça por trás da campanha Bom é Jogar RPG, nos conta quais são os objetivos do seu empreendimento, o porquê de começar uma campanha de unir jogadores de RPG, sua visão sobre o mercado, e como é ser entrevistado na TV.

 

Você deve jogar RPG, nem que seja no seu videogame. Se não joga, com certeza conhece alguém que joga. Mas, infelizmente, ainda falta muito para o jogo se tornar popular aqui nas nossas terras. Muito disso é culpa da grande mídia, que não perde uma oportunidade de tornar o jogo um bode expiatório para todas as desgraças do mundo, associando os jogadores a rituais diabólicos, mortes e estupros.

É por motivos como esse que a campanha Bom é Jogar RPG surge em tão bom momento. Tanto para unir os que já jogam, através de uma rede social, quanto para levar informação aos que ainda não jogam. Seu idealizador e principal coordenador, Vinícius Machado, é visionário e tem uma forma única de encarar o jogo, e colocou tudo isso na hora de criar tudo que está tornando a campanha um sucesso. Em conversa por MSN ele nos mostra melhor os pormenores da campanha, o sucesso dela, e seus próximos passos!

 

NSN: Primeira e óbvia pergunta… por que começar uma campanha de incentivo ao RPG?

Vinícius: Bom, primeiro porque o RPG ainda é um jogo muito obscuro, místico para muitas pessoas. A mídia tem levantado várias questões que estão colocando o nome do hobby pra baixo. Daí eu imaginei que uma campanha focada em conscientização, integração e divulgação ajudaria a imagem do RPG no Brasil.

Eu também criei a campanha para facilitar o acesso à informação... Existem sistemas que poucos conhecem, existem pessoas usando o RPG na educação, na cultura e não são divulgados. A idéia é ajudar as pessoas a se conectarem e isto já está dando certo. Muita gente tem se conhecido através do site e também tem rolado voluntariado com a galera que joga.

A campanha tem como força principal o conhecimento e a pluralidade dos jogadores de RPG, que estão espalhados em alguns sites e fóruns. Queremos mobilizar quem já conhece o hobby para facilitar o acesso pra quem não conhece. Quero inspirar quem não conhece o RPG e ajudar a divulgar quem curte o jogo, vive dele ou usa ele no dia-a-dia.

 

NSN: Na sua visão, a corrente religiosa extremamente "cristã" brasileira contribui para esse monte de informações enganosas sobre o RPG?

Infelizmente sim. A falta de informação sobre o RPG e a falta de mobilização entre mestres e jogadores, tem permitido estas disseminações enganosas. Eu conheço evangélicos que jogam RPG e até querem mestrar campanhas pra ensinar coisas da Bíblia, do Antigo Testamento. RPG tem como fundamento a interpretação e a criatividade. Pode ser usado muito bem em instituições religiosas para passar informação de maneira mais lúdica, mais fácil.

Imagina a pessoa poder ser um grande profeta do passado ou ter lutado contra egípcios? Ter recebido mensagens de uma força suprema para executar uma missão grandiosa? Eu gostaria muito de jogar assim! Isto já acontece no RPG. Só que algumas religiões, principalmente as cristãs, não conseguiram ver o potencial do RPG. Eu conheço igrejas que fazem peças de teatro pra conscientizar ou doutrinar... Isto não é nada longe do RPG. O problema é que acontece um forte preconceito e um sensacionalismo descabido. Eu gostaria de aprender coisas sobre espiritualidade com o RPG também. Se já é feito com teatro, música e dança... O que falta pra fazer isto com o RPG?

 

NSN: Está nos seus planos tentar levar um pouco dessa informação as igrejas?

Claro que está. Sei que é um terreno perigoso. Talvez não consigamos falar com líderes das instituições, mas existem membros que têm como ajudar desmistificar a coisa toda de dentro pra fora. Sei que podemos enfrentar muita resistência, mas conto com o bom senso e também em saber que o RPG não tem nada de maligno. O problema todo é que muitas pessoas ainda têm preconceito com o jogo. Claro que existiram casos de excesso entre jogadores, Mas tem que haver um divisor de águas: uma coisa é o RPG e outro é quem joga RPG. Rotular o hobby pelas pessoas é contra o que muitas religiões pregam sobre amor, compreensão e tolerância.

 

NSN: Como foi o pontapé inicial para a campanha? quais foram os primeiros passos?

Primeiro começou com a necessidade de fazer algo diferente. Depois pensamos na estratégia, daí a idéia de fazer em formato de rede social apareceu. Conversei com alguns amigos e parceiros, inclusive a galera do NSN para pedir apoio, idéias... e quando tudo estava mais encorpado, começamos a campanha.

Da idéia inicial até a rede social ir pro ar foram menos de 4 dias. Do início do site até o lançamento no RPGCon foi menos de 1 mês. Agora já passamos de projeto para um organismo vivo. A campanha está sendo divulgada em lugares que nunca imaginei. Estou sendo surpreendido a cada dia!

 

nsn

NSN: Além de você, tem mais alguém cuidando da coordenação da campanha?

Eu botei todo mundo que trabalha comigo na X4IDS pra ralar! Eu coordeno a coisa toda, mas tem gente que me ajuda a moderar o blog, a divulgar, a recepcionar a galera. Eu quero até fazer um pedido: eu preciso de pelo menos uma pessoa por estado brasileiro para que eles sejam os porta-vozes do BEJRPG por todo o Brasil. Já tenho uma equipe grande no RJ, dois em SP e um em Manaus. Nosso site tem muita gente de Minas também. E temos visitantes de 16 países (até do Emirados Árabes já apareceu). Quem quiser ser correspondente internacional e curte RPG, só chegar!

 

NSN: Legal. Falando nisso... como você sente que está a recepção do público? Tanto os que já jogam RPG, quanto os que ainda não?

Tá muito boa, apesar de que ainda estamos falando muito para RPGistas. Quero criar ações reais (offline) para chamar gente que não conhece o RPG. Os que jogam geralmente parabenizam a iniciativa e alguns estão maravilhados com a idéia. Tivemos espaço com a galera do D3System, que, através do Bruno Cobbi, nos deu um espaço fixo pra divulgar no blog deles. Teve o pessoal do RPGOnline que já nos citou 2 vezes... Fora todos os blogs e retweets que tem rolado.

No meio do RPG estamos crescendo, temos nem 6 meses de campanha e já começamos a virar referência. Temos também os padrinhos que nos apoiaram de pronto: Rogério Saladino (Holy Avenger, Tormenta), Marcelo Rodriges (Tagmar2) e Marcelo Cassaro (Holy Avenger, Tormenta). O maior burburinho começou quando lançamos nosso jingle feito pelo duo eletrônico Anathumana. Muita gente baixou, comentou e ainda está rolando isto. Agora com o lançamento dos mascotes e da promoção pra dar nome a eles, seguimos ampliando os horizontes.

 

NSN: E como foi uma das primeiras experiências offline da campanha, que rolou no RPGCon?

Foi muito legal! Conseguimos conversar com jogadores iniciantes, pessoas que nunca jogaram, com professores que usam o RPG, psicólogos que conhecem o hobby! Também fizemos cobertura ao vivo (que passa em reprise pela X4TV, como vocês já mostraram) e vendemos camisetas, bottons e adesivos da campanha. Foi um belo pontapé inicial. Queremos promover eventos menores e criar os Points Bom é Jogar RPG - lugares onde as pessoas possam se reunir pra jogar em qualquer canto do Brasil.

 

NSN: E na mídia? como foi dar entrevista para uma rede de TV?

Foi tenso! Eu nunca tinha aparecido ao vivo em lugar algum. Se bem que o Rogério Saladino falou bem mais. Eu acho que foi legal para o RPG no Brasil em geral, porque agora qualquer um pode entrar na X4TV ou em nosso canal do Youtube e conferir como foi a entrevista. A apresentadora, mesmo não conhecia o RPG, entendeu bem o hobby. Ficamos de jogar um dia com ela e tudo! Foi show!

 

DSC07470

NSN: E o mercado de RPG? Você acha que ele é maduro e possui políticas que atraem novos jogadores?

Acho que é tão complicado como vender qualquer gênero de livro. Existe um público que curte muito um estilo e uma fração que gosta da coisa inteira. Mas eu acho pouco atrativo para quem não conhece. Se nunca tivessem me apresentado o RPG eu não compraria nenhum material. E na verdade eu sou a favor de licenças abertas e do Creative Commons. Eu não acho que as pessoas têm que pagar muito para ter um livro.

o acesso à informação deveria ser aberto. Depois se a pessoa quisesse ter aquele livro impresso, pediria para a editora sob demanda. Mas eu sei que o mercado não funciona assim... Mas sonhar não custa nada. A campanha existe também pra gerar esta sede nas pessoas. Nenhuma grande editora focada em RPG me forçou ou contratou pra fazer a divulgação do hobby, mas elas vão acabar ganhando também.

Deveria existir uma liga de editoras de RPG e que todos os sistemas e complementos pudessem ser abertos pra galera usar. Quem tiver material gratuito, seus próprios sistemas de RPG em licenças abertas, entrem em contato comigo e com a galera da campanha. Queremos divulgar vocês!

O RPG não pode ser um hobby elitista. Ninguém deve precisar comprar um livro de 60 reais pra aprender a jogar. Comece com livros gratuitos, licenças abertas e depois faça a sua coleção como quiser. Eu penso assim!

 

NSN: Qual a sua opinião a respeito dos sempre polêmicos scans?

Uma coisa é fato: não adianta proibir, a prática vai continuar acontecendo. As pessoas não gostam de pagar. E eu sei que quem teve tooodo o trabalho de criar, desenhar, editar e imprimir quer ser recompensado. Para mim a maior recompensa é se meu material fosse scaneado por aí. Desta forma eu saberia que muitas pessoas gostam dele, só não tem como pagar. Pensando nisto, eu já faço tudo em Creative Commons. Até o jingle da campanha é Creative Commons!

A dificuldade é que ninguém quer dar nada de graça. A banda Nine Inch Nails ganha apenas com seus shows e faz alguns encartes especiais. Quem é muito fã adquire o original, porque tem mais qualidade, é mais fácil de carregar por onde quiser. Mas quem quer colocar no mp3 player, baixa o álbum de graça no site. Eu sou adepto disto: deixe de graça, quem quiser comprar vai até você pedir para comprar.

Muita gente não gosta de ler no computador. E os scans impressos não vão ficar com uma qualidade boa, além de sair caro. Onde você acha que elas vão procurar o material de qualidade? Com quem fez os originais, né?

 

NSN: E a comunidade da campanha? Está crescendo no ritmo esperado?

Mais do que o esperado. Como eu te disse, tá viralizando muito! O fato é que tem gente que tem preguiça de se cadastrar. Cerca de 10% das pessoas que entram todo dia é que se cadastram. Mas tem gente que volta direto, lê os posts... Não posso mensurar a campanha apenas por quem se cadastrou, embora o número atual cresce a cada dia. Mas eu vejo os dados pelo analisador de tráfego. Em média as pessoas ficam 8 minutos no site da campanha. Isto pra Internet é muito tempo!

 

DSC07393

NSN: Com toda a certeza! E offline? Já existe alguma coisa em mente para a divulgação?

Vai ter RPGCON novamente em outubro em SP e depois em janeiro do ano que vem no RJ. Estaremos lá com certeza! Mas em breve vamos começar a cadastrar os Points Bom é Jogar RPG. Isto vai ser bastante coisa! Tudo tem rolado com esforço de cada um, com ajuda de rpgistas e amigos como vocês do Nerds Somos Nozes, como a galera do Vozes da Terceira Terra e patrocinadores como a Skum Buttons e a Gráfica Tesouro Laser...

Não existe investimento de grana, apenas de trabalho e doações. Caso a gente conseguisse um bom patrocinador, faríamos eventos e mais eventos em todo o Brasil. Quem sabe com esta entrevista alguém não se dispõe? Eu mandei muitos emails, falei com muita gente. Mas a campanha ainda nem estava tão bombástica como agora. Ainda estávamos engatinhando, mas agora creio que já dá pra ver o potencial da coisa toda!

 

NSN: Certo! Alguma consideração que gostaria de fazer, ou comentário sobre algum ponto não abordado ainda?

Teremos focos em educação, cultura, literatura e espiritualidade durante a campanha. Como eu disse, ainda estamos no começo! Vamos lançar um concurso para bandas independentes criarem um novo jingle falando sobre amizade e RPG. Quem tiver uma banda independentes, dupla, trio ou canta sozinho. Em breve vamos dar um espaço para a galera mandar seus áudios e vídeos! A banda vencedora vai ter sua música divulgada na campanha e vai virar toque de celular. A galera da X4IDS também vai fazer um hot-site pra banda, dupla, trio ou cantor(a) (caso ela não tenha) e vamos divulgar em todos os lugares que temos acesso.

Devemos começar este concurso mês que vem. Aí eu aviso a galera do Nerds Somos Nozes pra anunciar aqui. Espaço pra galera que faz música nunca é demais.

Eu quero convocar todo mundo que curte RPG ou é curioso pra saber sobre o hobby a entrar no site da campanha, se inscrever na rede social e participar. E também que todos fiquem ligados no Nerds Somos Nozes porque o blog tem sido uma grande fonte de divulgação e mais uma porta aberta pra galera saber o que está rolando na campanha Bom é Jogar RPG.

Sigam a gente no Twitter, no Youtube e vejam as fotos no Picasa. O Zé Fernandes criou três mascotes pra campanha, e quem entrar no SITE OFICIAL vai saber de cara desta promoção. No fim serão escolhidos três nomes e os ganhadores vão ganhar kits Bom é jogar RPG exclusivos (camiseta, bottons, adesivo, etc).

Creio que é isso…

9 Comentaram...

pedroca el diablo disse...

isso, mais ovelhas inocentes para serem sacrificadas em nome do rpg! venham para nós, malditos! \m/ ò.Ó \m/

Anônimo disse...

q jogo é esse aí na fotinha? q tem umas pecinhas coloridas?

Arquimago disse...

Gostei da entrevista e principalmente ver que o o hobbi está crescendo!

E que vamos chegar a um blanço muito positivo alem do esperado para os RPGistas!

Fábio Mendes disse...

Acho que o problema do pouco espaço na mídia não é tão ruim se levarmos em conta que a segmentação tem sido importante no crescimento do RPG. Ademais, é um universo um tanto hermético, ganhar mais espaço na mídia só vai distorcer ainda mais a imagem dos fãs. Imagine uma novela com fãs de RPG, que imagem terrível seria.

Abraços!!

Mornaax disse...

Eu adotei como minha a campanha :D

Go go mestre Ylyka'pop' :D

Double-V disse...

Gostei da entrevista. Adoro RPG, e gostei mt da campanha. Sobre esse evento de RPG em SP espero poder ir!

RPG é uma das coisas q mais curto na vida, não sou um Nerd genérico, mas sim um RPGista e Gamer(pouco à pouco, dominarei todas as "classes" Nerd existentes e terei poder suficiente na hierarquia nerd(será q existe?) para fundar um Império de nerds q colocará em ação o Plano D80-EM e após o emsmo ser completado, hora de por em prática o plano principal: Dominar o mundo!), falando nisso, estava jogando um agora! xD Gosto tanto de RPG q estou criando os meus próprios! Um usando RPG Maker e outro q tenho um projeto para ser MMORPG.

Espero q a campanha obtenha êxito em seu objetivo.

Tûk / Kek disse...

"pedroca el diablo" é um babaca. A campanha da entrevista foi criada para acabar com o preconceito em relação ao nosso hobby, e ainda vem um desses pra nos botar a imagem de satanistas...

DJ Welltton disse...

Cara!!! Fantastico artigo!!! Exato muitas pessoas em muitos lugares do mundo já usam o RPG para fazer muitas coisas do tipo: ajudar pessoas com problemas de atenção ou outro tipo de deficiencia na aprendizagem! Digos isso baseado num artigo publicado pelas revistas TIME e também outras como Veja, Super Interesante e Epoca no brasil.
Bom vale lembrar que o RPG não é jamais um instrumento de merda como muitos o discriminam e sim uma maneira de ver e fazer com que os jogadores como um todo busque mais conhecimento e aprendizagem para todos os conhecimentos em geral já que pra interpretar um clerigo tem que saber como são as religiões e pra interpretar outras classes como o monge, o mago e outras classes como num todo tem que ter conhecimento dos assuntos incluindo idiomas porque já que muitos livros são escritos dessa forma...
Vimos também no mundo que já são milhares de casos de pessoas que dispertaram muitos conhecimentos e capacidades utilizando desse hobby ou modalidade de jogo como qualquer outro que se utilizado de boas formas geram beneficios aos seres homanos! Venhamos e convenhamos! Nunca deverias se criticar torcedores, por uma meia duzia que vai aos stadios badernar, da mesma forma os esportes ou jogos de cartas! Enfim acho que todos me entenderam...
Apoio a ideia e está aqui um de meus emails:(welltton.siqueira@globo.com), para quem quizer falar sobre o assum. Obrigado e tenham otimos dias...

Stela. disse...

que bacana! eu tenho um trabalho que fiz pra faculdade sobre RPG e o princípio de prazer (freud). a idéia é desenvolver ele mais, pra ajudar em campanhas como essa, mas vai saber quando vou ter tempo pra isso... :/

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo