segunda-feira, 30 de março de 2009

Os Verdadeiros Contos De Fada

411px-little-red-riding-hood-project-gutenberg-etext-19993 

Leitores do NSN, a história é a seguinte: Era uma vez um blogueiro chamado Voz do Além que fez esse post falando sobre mensagens subliminares nos desenhos da Disney; foi o maior rebuliço com gente falando que isso era mentira, outros falando que a Disney é do diabo e coisa e tal. Algum tempo depois, eu fiz uma série de posts com versões "turbinadas" das garotas dos saudosos desenhos da nossa infância. No meio deles estavam as princesas da Disney, e adivinhem: mais escrotização! Falaram que eu sou pervertido, tarado, pedófilo, necrófilo e outras coisas que prefiro não citar.

Mais pra frente ainda, o Voz do Além, pra acabar com o rebuliço em torno da Disney, fez esse post "provando" que mensagens subliminares (as da Disney inclusas) realmente funcionam. Mais uma vez tivemos certa polêmica, então, para finalizar de vez com o assunto Disney, criei esse post sobre a origem dos contos de fadas usados como base para os desenhos da Disney. Sim queridos leitores, aqueles contos bonitinhos, fofinhos e meiginhos que começam com "era uma vez" e terminam com "viveram felizes para sempre" têm em sua origem uma alta dose de putaria e sanguinolência. Coisas como pedofilia, incesto, mutilação e canibalismo eram bem naturais naquela época, então, abram suas mentes, e se preparem para nunca mais lembrarem da Cinderela, Bela Adormecida e Branca de Neve do mesmo jeito.

Chapeuzinho Vermelho

3dore

A história atual todos nós conhecemos: chapeuzinho vermelho, lobo mau, vovozinha e lenhador... Não preciso explicar certo!? Mas, na história original o lenhador não existe, na verdade a chapeuzinho e sua vovó são devoradas e pronto, parou por ai, nada de final feliz aqui.

Em outra versão ainda mais antiga, a chapeuzinho faz um strip-tease pro lobo (que as vezes era representado por um lobisomem ou um ogro) para assim poder fugir enquanto ele esta "distraído". Existe ainda uma versão mais bizarra ainda da história, onde o lobo estripa a vovó e obriga a chapeuzinho a jantá-la com ele. A chapeuzinho, que não é besta, diz que precisa ir ao banheiro (que naquela época ficava do lado de fora das casas) e fugia. Percebam que, em todas as versões que citei, o lobo sempre se dá bem no final, de uma forma ou de outra.

Branca de neve

gobledwarf

Na história original da Branca de Neve, a "madrasta malvada" (que em algumas versões não é madrasta e sim sua mãe original) não cai de um penhasco como é mostrado no final do filme da Disney. Ela na verdade é forçada a vestir sapatos de ferro em brasa e dançar até cair morta. Outra bizarrice nessa história é a idade da branca de neve. Na versão dos Irmãos Grimm ela tem apenas sete anos, ou seja, príncipes pedófilos eram normais naquela época. E ao invés de dar um "beijo de amor", o principie carrega o CORPO MORTO (ou adormecido, se vocês quiserem) da branca de neve para seu palácio, para que assim ela estivesse sempre com ele (isso pode ser considerado um tipo de necrofilia?). Depois de algum tempo, um de seus servos, cansado de ter que carregar um caixão de um lado pro outro, resolve descontar suas frustrações dando uma baita SURRA na branca de neve. Um dos golpes desferidos no estômago faz com que ela vomite a maçã envenenada e assim volte à vida.
Mas de todas as mudanças feitas através dos anos, a mais sangrenta foi em relação ao coração da Branca de Neve. Nas histórias mais antigas a rainha não pedia ao caçador para trazer só ele. Ela queria também outros órgãos principais como pulmão, fígado etc... fora isso ela também queria um jarro com seu sangue (acho que o caçador precisou mais que um cervo pra resolver isso). Vocês devem estar perguntando: "pra que tudo isso?". Simples, ela queria JANTAR a branca de neve! Bizarro não!?

A Bela Adormecida

burne4rosebower

Essa sim tem um passado bizarro. Nas primeiras versões, ao invés de espetar o dedo numa agulha e cair desacordada, a bela adormecida tinha uma "farpa" encravada debaixo da unha. Parece uma mudança pequena, mas ela nos leva ao ponto que realmente importa. Nessa mesma versão, o príncipe não é tão encantado assim, e resolve, digamos... se satisfazer na bela ainda adormecida. Depois de satisfeito, ele simplesmente vai embora (o Budd do Kill Bill não foi tão inteligente e acabou morto). Nove meses depois, a adormecida dá luz a gêmeos que, em busca de leite acabam acidentalmente chupando o dedo dela, retirando assim a farpa amaldiçoada.

E a coisa não para por ai, o príncipe que a engravidou (estuprou) continuou voltando (se é que vocês me entendem) durante os nove meses. Quando ele chegou lá e encontrou a bela, já não mais adormecida e com duas crianças, ele decidiu se casar com ela (pelo menos isso, né?), mas ele não poderia levá-la ao seu castelo, pois sua mãe era uma OGRA! (o feminino de ogro é ogra?) que tinha o habito de comer qualquer criança que aparecesse em seu caminho.

Por isso ele esperou alguns anos até que seu pai morresse e ele virasse rei para aí então poder levar sua mulher para seu reino. E assim aconteceu, mas na primeira viagem que ele fez, sua mãe ogra resolveu fazer o que todo ogro tem que fazer: comer seus dois netos, e não satisfeita, também sua nora. Mas, com a ajuda do cozinheiro a bela acordada conseguiu se esconder até o retorno de seu marido (rei “half-ogro”), que quando ficou sabendo dos planos de sua mãe (ogra) mandou mata-la. Bunito né!?

Em outras versões, o príncipe na verdade já era rei, e a mãe ogra era a esposa do rei, o resto é bem parecido. A esposa ciumenta quer, como vingança, comer (no sentido alimentício) os dois filhos bastardos do rei, mas acaba sendo descoberta e é queimada viva numa fogueira. Moral da história, se você encontrar uma mulher desmaiada num bosque, se divirta e não volte nunca mais; ou, se você for uma ogra, não tente comer seus netos; ou ainda, se vocês for uma mulher adormecida no meio do bosque, use cinto de castidade, ou ainda, não espete seu dedo numa agulha amaldiçoada!

Eu podia ficar nisso o resto da semana...

Cinderela

prinsepcindyfull

Esse é um dos contos de fadas mais antigos já registrados, e com a maior quantidade de variações também (+ou-700). Algumas versões envolvendo um peixe gigante no lugar da fada madrinha datam de 850AD! Em outras histórias a fada madrinha é na verdade uma árvore que nasce sobre o túmulo da mãe da Cinderela.

Uma das modificações mais brutais ocorre no momento em que as irmãs malvadas tentam calçar os sapatos de cristal para enganar o príncipe, numa versão bem bizarra da história, uma delas CORTA fora seus dedos do pé para vestir o sapatinho e assim enganar o príncipe. Mas ela é desmascarada pelos pássaros amigos da Cinderela, que mostram ao príncipe o sangue escorrendo pelos sapatinhos, e depois, como vingança, arrancam os olhos das duas irmãs que terminam suas vidas cegas e mancas.

Há ainda uma outra versão (na verdade, ela é tão diferente que alguns nem a consideram como uma versão e sim um tipo de CINDERELLA ORIGINS) onde a cinderela era filha de um rei viúvo (algumas vezes a própria Cinderela foi quem matou a mãe) que jurou nunca mais se casar, a não ser que encontre uma mulher tão bela quanto a falecida esposa, que tivesse os cabelos cor de ouro, e que conseguisse calçar os mesmos sapatos da finada (fetiche por pés sacou!?). Acaba que sua filha (cinderela) preenche todos os requisitos, como 2 e 2 são 4, nada mais lógico que ele se casar com a própria filha.

Ela, por sua vez, na tentativa de fugir do casamento com seu próprio pai velho, barrigudo e incestuoso, foge pelo mar num armário de madeira (eu também achei estranho mais fazer o que, os caras eram criativos oras), no final ela consegue fugir, mas acaba do outro lado do mundo trabalhando como escrava na casa das irmãs malvadas, e daí pra frente começa a historia que vocês conhecem.

João e Maria

betts_hansel1 

Essa por si só já é assustadora, afinal, um pai que larga os filhos na floresta para morrer de fome não é lá o tipo de coisa que se lê para crianças certo!? Mas, numa versão mais antiga, a madrasta má, que pressiona o marido a lagar seus filhos na floresta, e a bruxa má são a mesma pessoa. Achei isso bem esquisito, mas as duas personagens tem personalidade bem similar. Outra alteração feita durante os anos foi com relação à própria bruxa que, em certa versão da história, na verdade é um casal de demônios, e ao invés de cozinhar João, eles querem estripa-lo num cavalete de madeira.

Quando o demônio "macho" sai para uma caminhada, a "demônia" manda Maria ajudar João a subir no cavalete, assim, quando seu marido voltar, tudo já estaria preparado. A esperta Maria finge não saber como colocar João deitado e pede para a "demônia" mostrar como se faz. Quando ela deita no cavalete, João e Maria a amarram ela e rapidamente cortam sua garganta. Depois fogem levando o dinheiro e a carroça do pobre casal de demônios.

O Flautista de Hamelin

pied_piper-796398

Nessa historia, um tocador de flautas mágico é contratado por uma cidade para livra-la de uma infestação de ratos. Ele cumpre seu papel, mas quando volta para receber seu tão suado dinheirinho, a cidade se recusa a pagar. Daí, como vingança, ele usa os poderes de sua flauta para raptar todas as crianças da cidade e só as devolve após receber seu pagamento. Até aqui tudo bonito, mensagem positiva e uma moral no fim da historia. Mas, o conto original não é bem assim, nele, o encantador não devolve as crianças depois de receber da relutante cidade. Na verdade ele faz com que elas todas se afoguem num rio. E, em algumas versões ainda mais antigas, há referencias a pedofilia em massa dentro de uma caverna escura.

A pequena sereia

waterhousemermaid

A grande diferença nesse conto está em seu final. Ao invés de se casar com o príncipe e viver feliz para sempre, a pequena sereia na verdade é abandonada por ele logo após ela beber a poção mágica que lhe transforma em mulher. Mas, como tudo tem seu preço, a poção tem um pequeno efeito colateral: durante o resto de sua vida a pequena ex-sereia iria sentir uma dor tremenda nos pés, como se eles estivesse pisando constantemente em facas. Vendo a traição, alguém (juro que não consegui descobrir quem) oferece um punhal para que ela tenha sua vingança. Mas, ao invés disso, ela pula no mar e "morre" se dissolvendo em espuma. Bom, comparado com a chapeuzinho vermelho, essa é até bem tranqüila.

Para compor esse texto, e usei MUITAS fontes diferentes na internet, tantas que não poderei citar todas aqui (até porque nem lembro todas), mas vou deixar as três principais onde vocês poderão ler cada conto (coisa que eu estou fazendo) e conhecer um pouco mais sobre o assunto.

aqui vocês encontraram vários contos de fadas diferentes, o problema e que estão todos em inglês.
http://www.pitt.edu/~dash/grimmtales.html

Esse site é excelente, tem tudo sobre contos de fadas, sua origem, adaptações, e outras coisas legais, dêem uma olhada no FAQ dele que tem mais coisas sobre as versões sinistras dos contos de fadas, mais uma vez, todo em inglês.
http://www.surlalunefairytales.com/index.html

Creio eu que esse dispensa apresentações correto!?
http://jovemnerd.ig.com.br/nerdcast/nerdcast-66-era-uma-vez-um-nerdcast/

É NOZES!

412 Comentaram...

«Mais antigas   ‹Antigas   201 – 400 de 412   Recentes›   Mais recentes»
Odete disse...

Rafaela, amei "Labirinto do Fauno". Baixei a trilha sonora do Javier, e ouço todo dia!

Penso como voce, não podemos tirar a magia, o "felizes para sempre"; mas, como adultos, não podemos deixar de lutar para que esta magia torne-se real!!!

Creio que, com sua inteligência, voce me entendeu!

Quanto ao outro ANÔNIMO (PQ SERÁ QUE NÃO TEM CORAGEM DE SE IDENTIFICAR), AINDA BEM QUE VOCE ME ACHA COITADA. Não gostaria de ter voce como fã...rsrsrsrs

Anônimo disse...

Pô Odete!!!!,você é apelona hem!!!!

Anônimo disse...

Marcia Carolina disse...

Odete essa é p vc! Qualquer semelhança com seus comentarios NAO É MERA COINCIDENCIA!! Enjoy!

"COLIFORMES MENTAIS
Maria Lucia Victor Barbosa


Dia 26 deste, durante entrevista coletiva que encerrou o encontro oficial de Lula da Silva com o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, o presidente brasileiro mais uma vez contaminou a platéia com seus coliformes mentais. Deitando falatório pelos cotovelos como se estivesse num daqueles comícios em que leva a mãe do PAC a tiracolo, ele sapecou diante da delegação inglesa a seguinte "preciosidade", referindo-se à crise mundial: "É uma crise causada por comportamentos irracionais de gente branca de olhos azuis que antes da crise parecia que sabia tudo e agora demonstra não saber nada".

Deixemos de condescendências. Não foi uma gafe, como se costuma dizer para atenuar os desastrados gracejos do presidente da República. Foi uma estupidez. Pior. Foi crime de racismo, coroado pela gabação xenófoba de que aquela gente branca, irracional, de olhos azuis são uns ignorantes que não sabem nada. Lula da Silva deve achar que só ele entende das coisas, como seu alter ego, Hugo Chávez, igualmente populista e chibante.

Questionado por um repórter britânico se sua declaração tinha viés ideológico, o presidente titubeou, engasgou e se saiu como mais uma idiotice: disse não conhecer nenhum banqueiro negro ou índio.

Acontece que existem banqueiros negros, como Stan O´Neil, ex-presidente do Merryll Lynch, um dos bancos norte-americanos que teve que ser vendido por causa das perdas bilionárias com as hipotecas subprime. E o negro Frank Raines, ex-presidente da Fannie Mae, instituição financeira que ajudou a desencadear o colapso de Wall Street.

Mas Lula da Silva sabe que ao associar raça e classe, como se todos os brancos de olhos azuis fossem capitalistas exploradores de negros e índios, joga bonito para platéia brasileira e mesmo latino-americana. Afinal, não somos todos de esquerda nessas plagas? Se formos temos que levar adiante a luta de classes como fiéis seguidores de Karl Marx. Mas nem esse chegou a tanto, pois teorizou sobre burguesia e proletariado e não sobre brancos de olhos azuis e negros de olhos escuros.

Vai assim Lula da Silva como porta-voz das garbosas esquerdas brasileiras fomentando ódio e preconceito. Em nome do PT ele veio para desagregar e não para agregar a nação. Como um Chacrinha de auditório propositalmente confunde a mente dos incautos que enxergam nele o defensor dos pobres e oprimidos, quer dizer, dos índios e negros, vítimas dos brancos irracionais de olhos azuis.

Diante desse despautério a impressão que se tem é que o presidente da República quer se portar como um Hitler subdesenvolvido ás avessas. Ele não gosta de gente branca de olhos azuis, como se existisse pureza racial. E se quis referir aos países desenvolvidos, especialmente aos Estados Unidos, esqueceu que no Brasil existe gente branca de olhos azuis. São descendentes dos europeus que para aqui vindo deram uma substancial colaboração para o progresso que o país hoje desfruta.

Além do mais, alguém conte para o presidente que brancos de olhos azuis, aqui, na Europa ou nos Estados Unidos, não são intrinsecamente maus ou ignorantes e nem sempre são ricos. No Brasil muitos se casaram com negras, com índias, e seus descendentes compõem nossa sociedade multirracial. Como resultado dessa miscigenação não temos um tipo racial específico.

O bestialógico de Lula da Silva deve ter soado no mínimo inusitado aos ouvidos dos ingleses. Mas o presidente deu mais vexame. Segundo o Estado de S. Paulo (27/03/2009), ele "se expressou com pouca familiaridade sobre questões que estarão em debate no encontro de cúpula do G-20, em Londres, no próximo dia 2".

Naturalmente, nesse encontro, o presidente da República defenderá os pobres e oprimidos e clamará contra o protecionismo daquela gente branca de olhos azuis. Curiosamente, matéria do jornal citado dá conta de que o Brasil dobrou barreiras em 2008. Yes, nós somos fortemente protecionistas e nossos principais alvos foram a China, a Europa e os Estados Unidos.

Outra incoerência que se observa em nossa política externa diz respeito à generosidade de um presidente que, se por um lado defende negros e índios, por outro permite que seu governo, do qual é o principal responsável, se recuse no Conselho de Direitos Humanos da ONU a aprovar resolução que condena duramente as "graves violações de direitos humanos na Coréia do Norte. As atrocidades cometidas na tirania comunista norte-coreana incluem a fome, a tortura e a perseguição política. Horrores que existem em Cuba, também vigorosamente apoiada por Lula da Silva e seu governo. O Itamaraty tampouco condena regimes acusados de violações graves como os do Sudão e do Congo. Mas endossa fortes críticas contra Israel.

Os coliformes mentais de Lula da Silva foram lançados para inglês ver, sendo que nesta enorme Sucupira em que vai se transformando o Brasil são tidos como lampejos de genialidade. Em todo caso, nossos brancos irracionais de olhos azuis que se cuidem. E se Lula cismar de mandá-los para aqueles chuveiros de onde não se volta?

Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga."

Anônimo disse...

A meu ver, o fato de ter sido criada com contos de fadas, ter acreditado e cair na realidade nua e crua, não me tornou nem melhor nem pior. Só me levou a decepções. Fazer alguém acreditar em fantasias é tão prejudicial quanto colocar a verdade nua e crua. Nós somos produtos do meio, mas o nosso caráter vai ter a palavra final. Creio que a única saída é o caminho do meio: mostrar a fantasia aos nossos filhos, contar estórias que elevem o caráter de nossas crianças, mas nunca esquecer mostrar a elas que o mundo, as pessoas não aceitam essas fantasias. Prepará-las para o mundo, nem dando de mais nem de menos. Contar sim estórias do nosso tempo seja de Walt Disney, Hanna Barbera ou Warner Bross, mas não dando lição de moral, deixem que elas percebam isso. Criança é inteligente e percebe logo nossas intenções.
Eu continuo a ver e ler estórias infantis, e aprendi a ler lendo gibis. Que me fizeram o gosto pela leitura, pelo desenho e pela pintura.Mas não tenho paciência para ver filmes e desenhos violentos e não recomendo-os também. As pessoas reclamam do que se diz nos contos e recontos. Mas o que a nossa cultura contemporânea vai deixar para o futuro, para os nossos tataranetos? Filmes japoneses incrustados de violência?Que maior ilusão esses guerreiros de poderes especiais!
Podemos ler e deixá-los verem os contos infantis, sejam de quem forem, porque o que vai dar exemplo a essas crianças é como agimos em nossa vida, como encaramos os nossos problemas. São nossos exemplos que serão os condutores de formação do caráter deles. Não um conto de fadas. É interessante ver, como a nossa sociedade foi lapidada há anos, quando as meninas sonhavam com o príncipe encantado para se casarem. Observando que era e é uma mentira deslavada que os pais assim faziam e fazem as filhas acreditarem. O casamento era de “fachada”, pois o pai com amantes e a mulher Amélia em casa a cuidar da prole. E assim para esconder a própria vergonha ou medo da realidade as mães fantasiavam um príncipe que jamais existiria, embora essas mães acreditassem que ele levaria sua filha a um futuro melhor que o seu. Será que foi Walt Disney que fez isso com as nossas tataravós? Não, ele não tinha nem nascido. Culpar os contos é fácil, mas ver os nossos erros e repetindo-os com nossos filhos é algo muito mais difícil de fazer.
Assista ao filme Edith Piaf e lá se poderá ver como a vida nua e crua é formadora de caráter, já que em sua época não tinha TV, muito menos Walt Disney. Como ela mesma disse, ela nunca se interessou por contos. Então poderão concluir se devemos ou não deixar nossas crianças verem Walt Disney e seus contos de fadas atenuados, transformados de sua verdade nua e crua.
A propósito: o termo Fada significa Fata = os Fados ou Destinos, ver Dicionário de Símbolos de Jean Chevalier. Portanto não estaremos nós dando destino a uma estória quando a propagamos, independente da época? E que ao mudarmos o destino dela não estaremos formando pessoas?
Sancat

Anônimo disse...

Nao me identifico pq n acho q isso va mudar de qualquer maneira os comentarios aki, Seja meu nome Joao, Rafael, Lucas, Marcos ou o Diabo a 4. Isso nao muda oq foi comentado. Ser eu fã!!?? huahauhauha Coitada de vc mulher, q necessidade é essa de se expor ao ridiculo?? Tenho msm MTA PENA de vc e de pessoas como vc... E agora ta ai concordando com os comentarios da Rafaela, contradizendo tudo q vc postou ate aki so p tentar se sair bem da discussao! Oh minha filha! vai pregar seu anti- preconceito fajuto aos rebeldes sem causa como vc! So faltava essa! Alem de doida e ignorante é cinica e hipócrita!!

Odete disse...

Márcia Carolina, obrigada pela gentileza! Sou profundamente grata, especialmente, pela comparação com os "coliformes mentais" de Lula!

Se voce me comparasse com a "genialidade" de FHC, aí sim, me sentiria ofendida!

Voce deve ser leitora da FOLHA, OESP, e congêneres!

Claro, a socióloga é a única referência no Brasil...Por isto só existe UM SOCIÓLOGO, UM FILÓSOFO, UM HISTORIADOR, UMA RELIGIAO, UM ANTROPÓLOGO...

Isto que eu chamo de "Apelo a Autoridade"!!! kkkkkkkkkkkkkkkkk

Odete disse...

BRAVO, BRAVO!!!!

ANÔNIMO DISSE:

"É interessante ver, como a nossa sociedade foi lapidada há anos, quando as meninas sonhavam com o príncipe encantado para se casarem. Observando que era e é uma mentira deslavada que os pais assim faziam e fazem as filhas acreditarem.

O casamento era de “fachada”, pois o pai com amantes e a mulher Amélia em casa a cuidar da prole. E assim para esconder a própria vergonha ou medo da realidade as mães fantasiavam um príncipe que jamais existiria, embora essas mães acreditassem que ele levaria sua filha a um futuro melhor que o seu.

Será que foi Walt Disney que fez isso com as nossas tataravós? Não, ele não tinha nem nascido. Culpar os contos é fácil, mas ver os nossos erros e repetindo-os com nossos filhos é algo muito mais difícil de fazer.

Assista ao filme Edith Piaf e lá se poderá ver como a vida nua e crua é formadora de caráter, já que em sua época não tinha TV, muito menos Walt Disney. Como ela mesma disse, ela nunca se interessou por contos. Então poderão concluir se devemos ou não deixar nossas crianças verem Walt Disney e seus contos de fadas atenuados, transformados de sua verdade nua e crua."

NO MAIS, PERFEITO!!!!

PARABÉNS!!!

ODETE

Carlos Dias disse...

VIVA OS CONTOS DE FADAS! VIVA A FANTASIA E A POSSIBILIDADE DE SONHAR COM UMA REALIDADE MELHOR!! OS QUE DISCORDAM QUE VIVAM ETERNAMENTE NOS SEUS INFERNINHOS MENTAIS!

Anônimo disse...

Márcia diz:

Ô gente, no momento estou morando na Itália (estudo justamente literatura infantil). Sou psicóloga e escritora de lit. infantil.
Acabei de participar da FEIRA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL, aqui em Bologna (representantes do mundo inteiro. O Brasil tinha só um stand, mas, o importante é q se fez presente) e fico contente, aliviada até, em saber q mais pessoas se preocupam c/ a educação de nossas cças brasileiras.
Meu filho está preparando meu site que versará sobre essa temática.

Waleska, torço para q não esfrie seu interesse pelo assunto depois q se formar!

Mariana, imaginemos (lei da atração) o céu repleto de "para-quedas moraissss!!!!"

Rafaela, mais uma vez, parabéns. Assisti os 02 contos de fada e sugiro "O caçador de pipas", não é um conto, mas, enfoca duas vertentes da inocência... Lindo!

Obrigada, Odete pela poesia...

Agora vou sair pois aqui já são 00:46!! (estamos no horário de verão!)

Beijos, Márcia

Lucas disse...

nossa, muito bom meu !
é o da pequena sereia é melhor do que o da chapéuzinho lol

.Freak. disse...

Ameeei os comentários hahah..agora falta ler o post....(qdo eu chegar em casa)

Já conheço alguns dos contos ditos como 'originais' .. mas li em alguns dos comentários certos detalhes que desconheço...
Depois dou uma olhada....

Mas ôôô assunto que rendeu ein XDDD

Dani disse...

>>Quem tem uma religião, e é espiritualizado, não precisa brigar por ela. Só briga quem é obssecado!

sem "puxasaquismo" gostei da frase... eu nem discuto religiao pq é uma coisa que não dá tenho minhas crenças e tou bem assim, fanatismo eh foda, tenho amigos de tudo quanto é religião, acho q a base para boa convivência é o respeito, a empatia num futuro longínquo quem sabe desfrutaremos disso...

bye Odete!

Arianne disse...

Essa historia da chapeuzinho eu já conhecia...
Saiu na Veja há alguns anos...
Essa historia era pra ensinar as crinças para nunca sairem sozinhas e se tivessem que ir, que fosse por um caminho seguro, para não serem 'comidas' pelo lobo mau (ou seja, não acabarem num episódio de Law & Order - Special Victims United)

Ady disse...

Que Post legal! Adorei saber a origem dos contos de fadas que tanto ouvi qdo criança e que depois que cresci, bem que desconfiei que não eram tão de fadas asssim...

Mas...
Fui ler os comentarios pois o .Freak. disse:" em alguns dos comentários certos detalhes que desconheço..."

E QUE COISA RIDICULA FICAR DISCUTINDO PELA NET..

Não estou falando das pessoas que comentaram, mas das 'criaturas' que estão 'brigando'...

Devem ser desocupadas para poderem passar o dia na Net discutindo uma com a outra...

Ou então são muito solitárias e precisam de atenção...E dai ficam comentando para ver se alguem nota que elas existem! Pois se realmente tivessem interessadas em trocar ideias e enriquecer sua mentes, não chegariam ao rídiculo d ficarem discutindo na parte de comentarios...

E ainda falam de infancia...claro, não passam dela ainda...ficam discutindo como duas crianças, cada uma querendo provar que sua Barbie é a mais bonita e legal...CRESÇAM E APAREÇAM!

PS. E antes que me critiquem e falem que eu tenho que aprender a escrever primeiro para depois criticar, eu sou dislexica, tá!

Max, O Observador disse...

cara odete e márcia rocha: vcs falam sobre fanatismo, mas pelo horário dos seus posts e intervalos entre eles, eu diria que vcs estão tendo um comportamento levemente fanático, ñ acham? :-)

Só uma curiosidade em relação à vc: já ouviu falar de comunidades quilombolas? elas preservam muita da cultura parcialmente oral que havia na áfrica, como o canto a dança a escrita (sim haviam escravos que sabiam escrever em árabe...) ñ se esqueça que na áfrica ñ são apenas negros que batem tambor, mas que tb tem os egípcios, os povos do deserto do saara, os povos do deserto, os fenícios, etc...
ou seja, existem outras culturas e religiões na áfrica sem serem as que são conhecidas por aí...
vc fala que ñ sabe como é ser uma criança negra e sinceramente, acho que vc nunca vai saber, assim como eu nunca vou saber como é a infância de uma criança loira de olho azul. vc diz que a novela é lixo, mas francamente, é a melhor forma de identificação nacional que nós temos... basta vermos a nossa tradição literária e veremos que a novela se encaixa bastante nela... eu digo que eu NÃO gosto de novelas, mas são aceitáveis do ponto de vista de que as pessoas têm algo em que possam comentar que é feito no brasil! E digo mais sobre a novela, se vc olhar bem, faz um tremendo sucesso lá fora, principalmente na áfrica subsaariana de língua portuguesa, e sabe pq? pq tem personagens negros que parecem com eles :-0 o que ajuda o Brasil como uma espécie de embaixador na áfrica, tendo um peso maior na resolução de conflitos melhor do que a força bélica americana...
a propósito, mais uma coisa: o filme com uma princesa negra que a disney está fazendo (a princesa e o sapo)vai ser mais baseado nos filmes antigos da disney, como alladin (que tem uma princesa que ñ é branca :-0 vcs se esqueceram deste detalhezinho...)e vai ter até um feiticeiro vodu (será que é o papa guehde? acho melhor preparar o rum...)

ps: antes de citar Berthold Bretch (e o bom e velho teatro épico...) queria dizer que sugiro uma leitura:tempos sombrios e sobre a violência, escritos pela influência da alemanha nazista em sua literatura.
para finalizar, digo a mesma coisa que disse antes:
leiam, leiam e leiam...

Anônimo disse...

Bom, retomando o assunto, eu vi todo esse ódio à Disney e me perguntei: até quando vão continuar culpando os filmes, as fábulas, a tv, os games, a internet e sei lá mais o que pela suposta perversão na mente das crianças? Quando chegará o dia em que esses pais e mães irão parar de apontar o dedo para fora e olharão para si próprios no espelho, admitindo a culpa? Meu Deus, tenham bom senso! Se uma criança se tornar uma delinquente, não foi a historinha em versão escabrosa dos Irmãos Grimm ou os filminhos açucarados da Disney que fizeram isso, e sim, a falta de amor dos pais, podem ter certeza!
E por favor! Qual o problema de uma criança assitir filmes da Disney? Qual o problema das crianças fantasiarem, sonharem, terem uma lembrança bonita para guardar de sua infância? Alguém aí conhece alguma criança que resolveu se drogar quando chegou à adolescência porque descobriu que Papai Noel não existia? Pelo amor, né?
Gente desajustada eu conheço um monte, mas não por culpa do GTA, do Playstation, da Branca de Neve, do Pinóquio, etc. Leiam a história verídica de Christiane F. e vocês verão o que acontece com uma criança que não tinha direito à sua infância, às suas brincadeiras, a nada dessas coisas que vocês estão condenando tanto! Quem leu esse livro sabe do que eu estou falando!

Anônimo disse...

Olha, a Disney não tem apenas princesas "brancas, de olhos claros e cabelos loiros que não despenteiam"...ou vocês nunca viram Alladin? ou quem sabe a Pocahontas? a princesa negra será do conto da princesa e o sapo.

May disse...

Poxa, que legal! Eu só sabia da Pequena Sereia e algumas versões da Chapéuzinho. Muito legais essas curiosidades! Me pergunto como seriam os filmes das versões originais XD (classificação: conto de fadas para maiores de 18 anos) o.O"

Anônimo disse...

Na verdade, o choque só se deve à difusão de versões "suavizadas" pela Disney mesmo. Uma das histórias infantis mais conhecidas na Alemanha dos anos 1980 (quando morei lá) se chamava "Max und Moritz", uma dupla de pivetes que faziam brincadeiras maldosas com "pessoas de bem" (tipo encher camas com besouros, serrar a ponte de madeira do riacho etc). Na última dessas, eles furam os sacos de farinha do moleiro. Este os descobre, joga-os junto com o grãos no moedor e assim por diante...

Enfim, nada que o ministério da educação de lá ou a escola em que eu estudei desaprovasse... Pra quem acha que é só com os gringos, tenha em minha posse uma coleção de contos folclóricos latino-americanos que nada fica a dever...

Abç fraternal

Ilustre Desconhecido

Nyx disse...

É de se esperar já que todos esses contos têm origem popular. Deixando de lado tantas considerações possíveis, é mais importante pensar: eram as antigas versões maléficas pelo cunho violento, ou são as novas por serem responsáveis pela alienação? Afinal, quem nunca escutou uma dessas histórias [modificadas] quando criança?

Márcio Ezequiel disse...

Reitero dica do livro O Grande Massacre de Gatos, de Robert Darton que na primeira parte, faz uma leitura dos costumes franceses, a partir de versões camponesas de clássicas histórias infantis, como “Cinderela”, “O Gato de Botas” e “Chapeuzinho Vermelho”.
Segue link com um trecho.
http://www.cefetsp.br/edu/eso/patricia/historiascontosgatos.html

Valeu!
Márcio Ezequiel
http://marcioezequiel.blogspot.com/

Anônimo disse...

Gostei de mais!!
Se alguem quiser ler mais sobre os contos de fads recomendo o livro de Darnton Robert, O grande massacre dos gatos.

Jefferson disse...

Legal, isso só mostra que a sociedade já era extremamente podre naquela época, para aceitar tais histórias.Mas, parece que estamos regredindo para, logo logo, essas histórias voltarão, pedofilia deverá ser o ponto chave.E para o pessoal que num crê nessas coisas da disney, pq num pesquisa um pouco antes de chamar tds de malucos.

Unknown disse...

orivel

Anônimo disse...

Porque em vez de criticar a Disney e seus contos, você não vai procurar a história verdadeira? Eu não sei onde você ouviu essas histórias distorcidas ou se você inventou isso tudo, mas eu acho que essas contos com certeza não foram escritas assim, não pelo autor verdadeiro. É claro, existem várias versões, de várias pessoas diferentes, mas quem realmente inventou esses contos? Isso é ridículo... Mensagens subliminares... Elas podem até existir, mas não afeta as pessoas, pelo menos não quem é paranóico com essas coisas! Não tirem a magia, inocência das coisas e das pessoas. Todos precisam de um pouco.

Anônimo disse...

Prefiro essas versões bizarras...
já contei todas elas pros meus filhos (Carol, de 4 anos e Filipe de 5).
gosto dos finais sordidos...
Chapeuzinho por exemplo eu mudei e fiz o lobo esuprar ela no banheiro lá fora da casa.
A bela adormecida eu preferi ela viciada em sexo, por causa de uma memoria inconsciente dela..

Tony disse...

O fato é como citaram: Contos de fadas tem a sua importância para uma criança, mesmo que este conto não seja verdadeiro como nós percebemos com a pesquisa feita, a verdade sobre esses contos pode vir á tona mais tarde rs Entretanto, eu fiquei curioso em relação a Alice no País Maravilhas, alguém sabe qual a versão digamos verdadeiro e 'disneysada'?rs ateh!

Anônimo disse...

De uns tempos pra cá venho me interessando por contos de fadas novamente . Me deparei com esse post e fiquei muito interessado, apesar de conhecer desde o começo dos anos 90 essas versões mais antigas das estórias.O engraçado é que nunca me senti chocado ou mesmo decepcionado com elas, até porque eram apenas versões, mesmo que de fato sejam originais, e já havia visto ou ouvido muitas outras diferentes.De qualquer maneira ainda prefiro os contos nas suas roupagens mais conhecidas,e certamente ,assim como tudo no(nosso) mundo evolui para melhor se adequar à evolução da própria humanidade,esses contos contados como nós os conhecemos em nossas infâncias evoluíram para se tornarem num dos mais interessantes entretenimentos para as crianças(além de uma fonte riquìssima de estudo da psique humana).Quanto ao fato da Disney utilizar mensagens subliminares, concordo que seja verdade, mas não sei afirmar o quanto possa realmente influenciar uma mente infantil.Não conheci nenhum caso de criança ou adolescente que tenha se tornado violento ou pervertido por ter visto tais desenhos(que eu saiba pelo menos).Na verdade , mesmo que tenha algum objetivo escuso por trás das belas estórias que eles nos contam através dos desenhos, no nível não subliminar percebo mais as mensagens de amizade, amor e perseverança do que incentivos à violência por exemplo.No máximo então o que ocorreria numa mente em formação seria o conflito de ideias(concordando-se que haja alguma influência subliminar).Talvez,para nós adultos, seja uma questão de separar o joio do trigo.

Anônimo disse...

Olá!!! Gostei muito desse post...ouvi falar dessas verdadeiras histórias na faculdade e já vinha procurando um site pra aprender mais...Parabéns, vc foi o único que encontrei!!!

Unknown disse...

Esse povo desviou completamente do assunto

Anônimo disse...

amei....
muito legall!!
n sabia dissu ainda bem q existe internet obrigada ai gente

Anônimo disse...

E Viveram Felizes Para Sempre !!! Através do Olhar de Uma Criança.

E Viveram Infelizes,Tristes,Sozinhos,Humilhados Para Sempre...Através do Olhar de um Adulto.

Seja Realista o Mundo Não é um Mar de Rosas!

Esperança ??? Pra que Esperança, se conforme com a Realidade!

Por Favor !!!!!!!!!Chegaaaaaaaaaaaaaa
de Tanto Pessimismo

É Incrível,Como Existe Tantas Pessoas Nesse Mundo Que Gostam e Tem Prazer de Só Enxergar o Lado Ruim das Coisas!

O Mundo Ja É Feito de Tantas Crueldades
Tanto Ódio,Tanta Maldade.Não Quero Dizer Que é Tudo Mentira e Que os Contos de Fada São Perfeitos, Quero Apenas Que Vocês Não Deixem Nunca de Olhar A Vida Com Olhos de Uma Criança!!!

Eu Respeito Todas As Opinões, Mas Pessoal Sinceramente, Acho Que Muitos Estão Exagerando e Enxergando Nos Contos de Fadas O Que Querem Ver...

É Indiscultível Que Antigamente Os Contos de Fada Eram
Um Absurdo, Mas Simplismente Mostravam A Realidade Em Que As Pessoas Viviam Naquéla Época

Não Estou Querendo Defender a Disney, Nem a DremWorks muito Menos Seus Filmes Produzidos.


Gente, Pelo Amor de Deus , O Que É que Uma Criança Em sua Tão Divina Inocência
Sabe Sobre Sexo?
Nada, Nada e Nada.

Como é Que Uma Criança Vai Enchergar A Palavra Sex em um Filme e Ligar Esta Palavra ao Que Adultos Fazem
Sendo que Ela Nunca Viu e Muito Menos Sabe o Que esta Palavra Significa???

Crianças Enxergam Coisas de Crianças

Adolescentes Enxergam Coisas de Adolescentes

Adultos Enxergam Coisas de Adultos

Existia Maldade nos Contos de Antigamente? Sim, Existia

Mas Acredito Que Fizeram o Possível Para deixa-los menos Agressível, e Em Vez de Ensinar Bobagens e Crueldade
As Crianças, Passaram a Ensinar e Levar Educação!!!

Move Milhões e Milhões, Enchendo a Polpança de Muitos e Muitos por ai? infelismente Sim.

Nesse Mundo Em que vivemos os Pais Precisam Estar Atentos a Todos Instante, principalmente em Relação a Internet.

Não Acabem Com o Universo Infântil e Sua Magia, o que a Mente Pervertida de um Adulto Enxerga, graças a Deus a Mente Inocente de Uma Criança não vê!!!



Paz e Amor a Todos

Fêeh disse...

Cara... Muuuito foda....
Meu professor já tinha falado um pouco sobre essas estórias, daí surgiu a curiosidade... sentei na frente do pc e fiqeei uns 2 dias pesqiisando... achei vários site... uma serioe de versões tão cômicas quanto assustadoras... mas o qee mais me satisfes msm foi esse... Cara.... Muuuito foda msm... me amarro... melhor qee a versõesinhas patéticas da disney... me amarrei... se houver outras histórias... mas enfim.. continua perqiisando... qeero mais... ^^Um Abraço...
Fêeh

Anônimo disse...

ahan,achei bem tree~~

Anônimo disse...

Leiam contos, sim. Ouçam sim. Não há nenhum fundamento nisso que foi postado. São idéias inculcadas. A disney quer é lucro, isso sim. Nisso eu concordo. O resto está na sua cabeça dos outros. Concordo com a Rafaela. Os contos são uma rica fonte de aproximação, não só das crianças, como também dos adultos. Prova disso é que todos aqui conhecem os tais contos, todos formados, crescidos e sem traumas. Nunca vi alguém matar ou se suicidar por assistir ou ouvir um conto. Se existem coisas ruins, deveríamos ver os games que saíram essas últimas semanas. Vocês precisam ler muito, estudar muito o assunto para proferir um veredicto assim. Até parece ideologia evangélica transcendental. Quisera eu que meus filhos só lessem e assistissem contos. A coisa tá feia na tv e nos games!!! E eles são muito mais comuns e populares do que os contos hoje em dia. Ademais, nos games, as crianças são protagonistas, elas matam elas vencem e elas perdem, Não assim nos contos. Além do mais, a que se conta é o que vale, não interessa e nem à crianças será necessário, saber a origem do conto na idade média. Isso nunca foi muito claro. O importante é saber que existe o conto. Eu mesmo nem procuro dar opiniões quando conto; apenas conto. O pior é que essas idéias sem fundamento científico algum ficam circulando na rede e é muito difícil de sair. Esse mesmo texto está em diversos sites e blogs, na internet uma idéia propagada ganha muita força rpidamente. uma mentira torna-se verdade pela sua rápida divulgação. É um crtl-c crtl-v. é necessário hoje em dia, para de inventar e praticar. Sair e pegar as crianças da rua e lhes contar um bom conto. Pois que o fizer é bendito, pois manter as crianças entretidas neles é muito difícil, exige técnica e muita pedagogia. Há muitos estudos envolvendo os contos inclusive na USP e na UNB, para não dizer de outras tantas.Pedofilia, mutilações etc sempre foram comuns naquela e nessa época, mas coisas comuns são diferentes de coisas normais. Tais atos nunca foram normais. Quando a bíblia relata Ló e suas filhas em um ato incestuoso, o relato é o registro de que não era comum, se assim fosse não seria relatado.
É necessário sair do senso comum e transcender da religião para poder entender a necessidade dos contos,da músicas clássicas, dos quadros de Da Vinci e assim por diante. Se não, vamos ficar achando pingos em letras erradas. Não adianta dizer que "sou psicólogo que sou pedagogo", o título pode ajudar mas depende a formação de cada um, da disposição mental de cada um. Depende da visão de mundo de cada um. Do que cada um assimilou e como assimilou. vai saber se o objetivo desse blog é discutir realmente o conto, ou de "fazer-se presente na web". Tem muita coisa subliminar aí, por que o subliminar é a intenção implícita.

Anônimo disse...

Leiam contos, sim. Ouçam sim. Não há nenhum fundamento nisso que foi postado. São idéias inculcadas. A disney quer é lucro, isso sim. Nisso eu concordo. O resto está na sua cabeça dos outros. Concordo com a Rafaela. Os contos são uma rica fonte de aproximação, não só das crianças, como também dos adultos. Prova disso é que todos aqui conhecem os tais contos, todos formados, crescidos e sem traumas. Nunca vi alguém matar ou se suicidar por assistir ou ouvir um conto. Se existem coisas ruins, deveríamos ver os games que saíram essas últimas semanas. Vocês precisam ler muito, estudar muito o assunto para proferir um veredicto assim. Até parece ideologia evangélica transcendental. Quisera eu que meus filhos só lessem e assistissem contos. A coisa tá feia na tv e nos games!!! E eles são muito mais comuns e populares do que os contos hoje em dia. Ademais, nos games, as crianças são protagonistas, elas matam elas vencem e elas perdem, Não assim nos contos. Além do mais, a que se conta é o que vale, não interessa e nem à crianças será necessário, saber a origem do conto na idade média. Isso nunca foi muito claro. O importante é saber que existe o conto. Eu mesmo nem procuro dar opiniões quando conto; apenas conto. O pior é que essas idéias sem fundamento científico algum ficam circulando na rede e é muito difícil de sair. Esse mesmo texto está em diversos sites e blogs, na internet uma idéia propagada ganha muita força rpidamente. uma mentira torna-se verdade pela sua rápida divulgação. É um crtl-c crtl-v. é necessário hoje em dia, para de inventar e praticar. Sair e pegar as crianças da rua e lhes contar um bom conto. Pois que o fizer é bendito, pois manter as crianças entretidas neles é muito difícil, exige técnica e muita pedagogia. Há muitos estudos envolvendo os contos inclusive na USP e na UNB, para não dizer de outras tantas.Pedofilia, mutilações etc sempre foram comuns naquela e nessa época, mas coisas comuns são diferentes de coisas normais. Tais atos nunca foram normais. Quando a bíblia relata Ló e suas filhas em um ato incestuoso, o relato é o registro de que não era comum, se assim fosse não seria relatado.
É necessário sair do senso comum e transcender da religião para poder entender a necessidade dos contos,da músicas clássicas, dos quadros de Da Vinci e assim por diante. Se não, vamos ficar achando pingos em letras erradas. Não adianta dizer que "sou psicólogo que sou pedagogo", o título pode ajudar mas depende a formação de cada um, da disposição mental de cada um. Depende da visão de mundo de cada um. Do que cada um assimilou e como assimilou. vai saber se o objetivo desse blog é discutir realmente o conto, ou de "fazer-se presente na web". Tem muita coisa subliminar aí, por que o subliminar é a intenção implícita.

Jey disse...

achei o texto muito interessante! Era o que eu procurava!

Anônimo disse...

A da pequena sereia e uma mentira.........ttroxa..........filha da p..... vai se fde

Anônimo disse...

Isso sim é que é ir fundo nas origens. Confesso que algumas delas eu não conhecia.
Mas, na verdade, não tenho opinião alguma a expressar sobre o que você postou.
Só quero falar sobre a Pequena sereia. Se não estou enganada, as irmãs dela, com pena pelo que ela está passando, voltam até a "bruxa" que lhe deu a poção e, em troca de seus cabelos, recebem o punhal, junto com as intruções de matar o príncipe e sua princesa.
Aliás, parece-me também que ele não traiu a sereia. Ela foi quem se enganou quanto aos sentimentos dele por ela.
É só.

Aline disse...

Adorei a descrição dos contos, já havia lido algo sobre a origem dos contos, mas é difícil encontrar sites q realmente contem as histórias. Sobre o conto da pequena sereia; Eu tenho um livro de contos muuuuito antigo, e a versão é muito parecida com a que contou. A diferença é que ela é meio adaptada para crianças, mas com o mesmo final triste. Então, neste livro, quem entrega o punhal à sereia são suas irmãs, que o conseguiram trocando por seus cabelos. Só uma dica ;)
Valeu pelo post, muito interessante
xD

Mariane disse...

Nossa, escandalizaram a história da chapeuzinho vermelho muito feio. Essa história aí teve origem na idade média. Naquela época as cidades eram cercadas por muros por causa dos perigos das florestas e talz que rodeavam as cidades.
Para fazer medo nas crianças, contava-se a história dessa chapeuzinho vermelho, que na verdade foi distorcida devido ao fato de a chapeuzinho ter sido uma menina que saiu sozinha pelo bosque e foi estuprada. O lobo, figura bem sugestiva foi o estuprador. Essa coisa de "comer" tbm tem um certo fundo de verdade. Com essa história as crianças não saíam da cidade sozinhas.

Luciana Fernandez disse...

Mto bom
hahahaha
adorei o site!

Anônimo disse...

KKKKKKKK......Crucificar a Odete é ser Nerd?????? Ridicula a posição de muitos que opinaram contra a Odete!!!!! Cada um na sua...o site bom, mas com esta discução a toa...Os que dizem a favor do site contribuam para a sua melhoria, dê a sua opinião, sem desmerecer a do outro, depois falam de educação, ética, cidadania,,,,,Vcs estão de brincadeira!!!!!........... IVONE PORTO

Diablo Nikito disse...

O texto está divertido, eu ri bastante. Mas não deixe de lado uma revisão ortográfica/digitação/concordância... enfim...

Outra coisa que ajudaria muito (como designer gráfico) é: para trocar a fonte serifada branca sobre o vermelho que cansa demais para a leitura.

parabéns!
x.o.x.o

DSIan disse...

foda

Anônimo disse...

tremenda idiotisse haha! vc presisa de umas aulas de gramatica. viu?

Anônimo disse...

Queridooos, realizem:

SEUS FILHOS NÃO VÃO VIVER NUMA BOLHA!

Quem sabe se algumas pessoas por aí tivessem lido os contos originais, hoje não haveria tanta violência.

ESSES CONTOS ORIGINAIS FORAM CRIADOS PARA ADVERTIR AS CRIANÇAS DOS PERIGOS DO MUNDO!

As crianças de hoje em dia veem coisas muito piores na televisão! Sem falar na INTERNET! Seus animais ignorantes! Acham que "protegendo" seus filhos do mundo real os ajudarão a sobreviver? NUNCA!!!!

Raciocinem! ;D

Liz disse...

Nossa!
Juro que morri de medo quando li! HAHSHOSIAHSA
Eu sabia que Chapéuzinho Vermelho tem vários tipos de interpretações, como o fato de quem usava capas vermelhas antigamente e eram vistas nas florestas eram prostitutas e tudo o mais...
Mas...nossa. Muito boa sua pesquisa sobre os contos de fadas, por acaso encontrei sua página. Tô fazendo uma pesquisa sobre as fadas em geral. Mas fada de asas (:
muito bom mesmo!

paty disse...

puts!!!!
agoram vam roubar tudo os ^
irmaõ grinns que inventaram ñ inporta as modificasoes que foram feitas ao longo dos anos ....
os contos originais devem ser feraaaaaaaa

Anônimo disse...

Nossa, adorei saber as varias versões dos contos de fadas, a da Cinderela é a melhor ashauhsaushaushaus, mto bom, parabéns pela pesqueisa adorei mesmo;

Anônimo disse...

Os contos de fadas são mensagens que se dirigem normalmente às mulheres, de qualquer idade (criança, jovem ou anciã). O objetivo disso é ensinar-lhes a obediência.
Como elas sempre desobedecem a ordem estabelecida são punidas.
O resgate de sua "culpa" só pode ocorrer se um príncipe (um homem rico e de poder) lhe desejar muito, muito, muito.
Então, se a mulher continuar desobediente....não se casará, ou terá filhos, ou viverá feliz para sempre.Se tornará uma bruxa malvada que merecerá a morte.
Na contra-mão desse paradigma temos a RAPUNZEL, que conquistou o príncipe, "deu" prá ele, ficou grávida, foi expulsa de sua "casa", se sustentou no deserto e ...para espanto geral...foi ela quem curou o príncipe da maldição.
O príncepe, por sua vez, seguindo nessa contra-mão de um outro tipo de homem, tinha todo o perfil de um "aproveitador" que se viu enroscado pela Lolita. Parecia apenas uma paixão. Seduziu-a. Engravidou-a.Acabou percebendo que havia mesmo feito um "mal" e tentou ajudá-la contra a expulsão da fúria materna. Mas foi ferido diretamente em seus "novos olhos" (aquele que vê, que se conscientiza).Perdeu Rapunzel, mas não desistiu de procurá-la....até encontrá-la (simplesmente inédito para o mundo masculino!).Mas...para poder viver com ela, e merecê-la, e ser feliz "para sempre" precisou pedir perdão de sue "cegueira".
Sabemos que o perdão curativo da mulher sempre vêm através do beijo ou da lágrima; assim,, lhes garanto que o conto de Rapunzel é, dentre todos, o menos publicado.
Por isso, continuamos com a tal bela adormecida (é bom que não desperte!), a Chapeuzinho que leva a "comida" para todos, a Bobinha de Neve...

Anônimo disse...

Olá!
Eu li uma versão da pequena sereia em livro (Andersen, Hans Cristian. A Seriazinha. Distribuidora Record, RJ 1970), q é parecida q vc narrou. NO caso as serias só com 15 anos poderiam subir a superficie, ao subir ela vê um acidente e salva o principe e se apaixona. Qdo ele acorda vê uma outra princesa e acha q ela q o salvou. A seriazinha quer se tornar humana, procura uma bruxa-sereia e esta diz q a transforma, mas tem x dias para q o principe se apaixone por ela, caso ele se case com outra, no dia seguinte ao seu casamento, ela se dissolverá em espuma. Ela vai atras do principe, mas no fim este vai se casar com a outra q ele acha q era a sua salavadora. Ah! tem uma lace q o efeito colateral é q ela não poderá falar, logo ela não pode dizer ao principe q ela é quem o salvou. Ela tb sente dor nas pernas como vc disse. Bom, no dia do casamento, uma de suas irmãs lhe dá um punhal para q ela mate o principe e assiim não vire espuma. Mas ela não o faz, cai no mar e vira espuma. Aí vozes falam com ela e diz que ela etsá entre as filhas do ar, q embora não tenha conquistado o amor do principe, mostrou q é valente e generosa e por isso ocnquistou seu lugar entre as filhas do ar, que podem ir para qquer lugar, mas não são vistas.
Esta coleção mostra versão um pouco diferente do da Disney, embora também não seja a versão mais cruel q já tenha visto.

denislefay disse...

Assim, eu adorei o tema do post é super interessante e eu já conhecia muita coisa a respeito disso.
O que me impressionou mais foram alguns dos cometários. Uns muito interessantes e outros completamente sem sentido, como por exemplo se não me engano (se estiver enganado me desculpel) de que a falta de fantasia causa homossexualidade ( foi algo mais ou menos assim se não me engano), bem tenho 35 anos e cresci assitindo vários tipos de desenhos e programas infantis (sou fã dos desenhos e filmes da Disney e não farei nenhum comentário contra ou a favor deles porque já tem polêmica demais por causa disso e eu não trabalho alimentando fornalha)o que eu queria falar é que a falta ou ecesso de fantasia e conto de fadas não interfere na sexualidade ou religiosidade de ninguém (nem implica em comportamento violento isso é uma predisposição genética, livro, filme nem desenho nenhum transforma ninguém em gay ou assassino, se nasce assim), por que estou dizendo isso? Bem cresci em família católica (não sou cristão sou bruxo), tive uma criação um pouco rigorosa e desde de que me entendo por gente sei que sou gay por que nasci assim, e não por influências (como desenhos, filmes, amigos, etc), fico feliz de ver que algumas pessoas sabem e outras entenderam como se deu a origem desses contos de fadas e sobre a época em que surgiram esse é que foi o foco principal do post.
Já para aquelas pessoas que insistem em não ver a realidade e preferem se esconder atrás de um mundo de fantasias, fadas não foram, não são e nunca vão ser "boazinhas", essa coisa de que elas realizam desejos assim do nada realmente é conto, as fadas não tem a menor consideração pelos humanos, na verdade pras fadas o mundo estaria melhor sem os humanos destruindo a natureza, vocês até podem perguntar ironizando: e ai senhor bruxo então você já viu e já conversou com as fadas? A minha resposta é não! pra elas eu sou nada assim como o resto da raça humana. E vocês também podem perguntar: porque então elas não destroem a raça humana pra salvar o planeta? Vocês acham que elas vão se sujar com a gente? Elas só estão esperando que o homem destrua a sí próprio, ai elas podem voltar a viver em paz no planeta.
Quero dar os parabéns ao autor do tópico, é sempre bom mostrar a realidade por mais dura que ela possa parecer. E dizer aos alienados, contos de fadas atuais não servem pra intruir e sim como diversão, seus originais sim ensinavam algo, ensinavam as crianças a se defender e a não cometer erros, os atuais só serverm pra nos fazer rir( e eu continuo rindo com todos eles e de todos eles inclusive os da Disney, eu já falei que sou fã?).
Abraços para todos. Denis Machado.

Anônimo disse...

Aff... tanto auê por causa dum blog que faz análises de historinhas infantis!!??
É só HUMOR NEGRO, gente!! A meu ver, não serviu pra desmitificar nada... só serviu pra descontração mesmo... até porque, como muitos já ressaltaram, nem REFERÊNCIAS tem!!

Anônimo disse...

eu gostei muito das historias mais nada ve com os contos de agora eu acho importante a gente sabe essa historias originais. queria mesmo sabe se o que essa pessoa passou para escrever isses contos...

Camylla Morais

Anônimo disse...

Adorei o post, parabéns!

Anônimo disse...

ótimo texto *-*
soh q vc escreveu CERVO ao invés de SERVO (?)
Assustei com essas histórias hasudfhuasdhf

Anônimo disse...

São até bem criativas essas hitórias, mais vamos combinar não tem nada de coerência muitas delas. L.D

Unknown disse...

Os contos originais são ótimos! Pena que a Disney estraga.

Lucas disse...

Não acredito que perdi meu tempo aqui.Na verdade, valeu pelas imagens.

Anônimo disse...

è OGRA mesmo, a minha sOGRA eh uma!

Anônimo disse...

acho esse site muito interessante , as historias sao impressionateselas sao relativas , as fotos sao perferitas !

BY: Não te entereça !

Roberta disse...

Sério que ainda tinha gente que não conhecia o lado "Notícias Populares"/"Aqui Agora"/"Datena" dos "contos de fadas"? XDDDDDDDDDDD

E o "Flautista de Hamelin" sempre teve um final tenso... É assim com a grande maioria das histórias do Hans Christian Andersen. Quer história mais triste do que a da órfã Pequena Vendedora de Fósforos que morreu de fome e de frio?

Renata disse...

Sobre a história da Chapeuzinho Vermelho, minha professora de Literatura Infanto-Juvenil disse uma vez que o Lobo mau representava os homens mais velhos e também tarados talvez pedófilos né.. e que ele comia a chapeuzinho no sentido de transar mesmo e que a moral da história é "não dê muita trela a homens mais velhos e que vc nem conhece.. etc " pq ele só quer te "comer" e ir embora...
Achei bem interessante..

Anônimo disse...

Oi, aqui é Ramirez, um semi-blogueiro semi-nerd... Eu sou facinado por contos de fadas (por isso tenho meu blog pela-toca-do-coelho-branco.bl...) e eu li esse artigo e achei bem interessante. A maioria das coisas eu já tinha ouvido falar, na verdade li um livro com "contos originais grotestos" da biblioteca de minha outra escola.
E sempre fui fãzaço da pequena sereia. Mas não parei com a versão da disney, li o orginal também num site que provavelmente já fechou, então vou corrigir algo de sua postagem. Você diz que não sabe como ela consseguiu o punhal.
Então vou explicar: Durante a história ela tem encontros noturnos com suas irmãs mais velhas, e durante esses encontros elas vêem seu terrível estado amoroso. Então, elas vão conversar com a bruxa do mar - a mesma que fez a poção, que aliás, cortou a língua da pobrezinha sereia, coisa bizarra que vc deixou de mencionar - e trocam seus cabelos pelo punhal mágico. Então a sereia tem que matar o príncipe e derramar seu sangue em suas pernas para voltar a ser sereia. Mas ela não faz isso na versão "oficial" registrada e se joga no mar com 2 finais: ou ela vira uma das filhas do vento até um dia ir ao céu, ou ela morre de vez.
Outra versão é a que ela mata o príncipe e volta a ser sereia, mas morre e vira espuma do mar de tristeza e arrependimento; e numa das versões ela não morre, mata o príncipe e volta a ser sereia amaldiçoando todos os corações apaixonados.
Ah e pra quem gostou do post vou deixar uma dica: procurem pra ver/locar/comprar/baixar o filme "Branca de Neve - conto de terror" ou talvez com o título "Floresta Negra", pois ele mostra uma versão menos alegre da história, e conta uma de suas versões - e mais verossímel - onde branca de neve se depara com sete ladrões do reino e não sete anõezinhos mágiquinhus nhunhu *-* uhsauhashuashuasuhasuh

vale lembrar que "a pequena sereia" não possuí nome nos originais, ela é simplesmente pequena sereia... ^^

adorei o blog!

Bia Alencar disse...

É... mas ainda bem que ainda existem filmes do Renato Aragão, da Xuxa, High School Musical e coisas do tipo...!!!!!!!
Prefiro isso do que crianças vendo as putarias das novelas, assistindo semi nuas dançando em cima de garrafas, pintando caveiras nas paredes dos quartos ou proclamando sermões xiitas.
As mensagens subliminares existem, é um fato.
Esse conto de fadas eram BIZARROS sim.
Nem sei se merece o nome contos de fadas!
Porque na epoca ainda, essas historias nao eram chamadas de contos de fadas.
Eu acho importante pra as crianças,e essas historias. é claro na versao de hoje!
Eu acho que a infancia é a melhor fase da vida.
A fase, que nao existe sexo, so amor e alegria.
E essas historias deixam a infancia da criança
ainda mas especial.

Bia Alencar disse...

+ 1 esqueci de colocar, é que um parte do meu comentario acima nao é meu.

Anônimo disse...

Bom, na verdade isso não tem mensagem subliminar alguma. Apenas contos de camponeses suicídas da era medieval e descontentes com suas vidas medíocres.
Os contos só serviam pra mostrar às crianças como o mundo "é de verdade".

Anônimo disse...

Oi
Para falar a verdade o fim da pequena sereia eh um pouco diferente, eh... li essa historia num livro sobre contos de fadas.
Ela realmente tem esse "efeito colateral" e o principe casa com outra. A morte dela jah estaria assinada se ele prometesse amor eterno a outra, se ele prometesse amor eterno a ela, ela a conseguiria oq tanto queria, uma alma imortal, coisa que soh os humanos possuem. Qdo morrem as sereias viram espuma do mar, mas elas vivem muuuuito mesmo.Bem, qdo o principe casa comm outra, ela viraria espuma, mas suas irmãs vendem seus cabelos para a bruxa e conseguir o tal punhal, pois se a pequena sereia o matasse e o sangue dele espirasse em suas pernas, ela voltaria a ter caldas.
Ela, no entanto, nao tem coragem de mata-lo, e acaba morrendo, mas uns espiritos vendo a historia, se comovem, e apos um tempo de penitencia vagando pelo ar ela ganha sua alma imortal, mais ou menos isso!!!

Anônimo disse...

Ah... da bela adormecida eu não conhecia, mas me lembra muito outra historia do mesmo livro dessa que falei da pequena sereia, tem um conto que chama "a leste do sol e oeste da lua" (ou o contrario, não lembro bem), onde uma moça se casa com um urso polar que na verdade era um principe, filho da tal ogra. Legal ver historias taum parecidas!

Dessa vez n esqueço de assinar, rs...
Sarah

Rapousa disse...

Cara, eu li o conto da Pequena Sereia andando de ônibus. Porque na verdade, para ficar com o príncipe ela deveria matar a noiva dele (pq a história é parecida com o filme da Disney, só que a princesa que vai casar com o príncipe não é a bruxa má, é a mulher pela qual ele se apaixonou mesmo), daí que ela pode matar a "concorrência" e assim o príncipe talvez não a visse somente como uma amiga, mas ela resolve que não quer um amor assim e que foi muito feliz como humana só com a amizade do sujeito. Daí ela se mata. E daí que sereias quando morrem, por não terem alma, se tornam a espuma do mar, mas ela, pela atitude dela, ganha uma alma. Daí hipoteticamente ela vai para o céu.

Sei que sou super melosa, mas quando cheguei ao final do conto eu chorei. No ônibus.


Anyway, em Branca de Neve tem outras coisas bizarras, a bruxa não tenta envenenar a princesa só com a maçã, antes disso ela tenta CARAVAR um pente na cabeça da sujeita, depois tenta umas outras duas coisas bizarras que não lembro e por fim a maçã. Sério, bizarríssimo.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk, morri de rir [/no sentido coloquial da palavra] com a moral da história da Bela Adormecida: "Moral da história, se você encontrar uma mulher desmaiada num bosque, se divirta e não volte nunca mais; ou, se você for uma ogra, não tente comer seus netos; ou ainda, se vocês for uma mulher adormecida no meio do bosque, use cinto de castidade, ou ainda, não espete seu dedo numa agulha amaldiçoada!"
tá de parabéns!

Julia disse...

Sim, fiz um trabalho na facul sobre Chapeuzinho Vermelho, descobri esse lado obscuro (e interessante hihi) dos contos de fada!
Muito bom seu post no blog, tá de parabéns!

Anônimo disse...

pqp, como tem gente que consegue transformar um ótimo assunto em um pé discussão ¬¬'

Anônimo disse...

Palhaçada total esse blog...
Quem não tem o que fazer inventa algo pra parar de pensar no seu pequeno mundinho...
Sou estudante de história e acho uma verdadeira perca de tempo o seu fazer um blog só para influenciar as pessoas a não lerem mais os contos de fadas para seus filhos...
Minha mãe é pedagoga e eu cresci escutando histórias de contos de fadas ...
E não cresci uma anormal como vc ,quando vc era pequeno nem mãe vc devia ter porque vc está defendendo uma tese de pensamento completamente ignorante e equivocada !
Concordo com a afirmação de cima em que mundo estamos vivendo em que falar de flores é crime !?

DC disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DC disse...

Cara adorei o Post já estou a algum tempo fazendo pesquisa sobre as origens dos contos de fadas e esse post me ajudou muito. Adorei o trabalho.
A pouco tempo li um livro chamado EM COMPANHIA DE LOBOS de Angela Carter (conto)e conta a historia parecida com a do STRIP da chapeuzinho vermelho.Sinopse:
Um conto baseado nas antigas histórias do folclore europeu e norte-americano sobre lobisomens. Uma Chapeuzinho Vermelho... no mínimo estranha

Becca disse...

nooossaaaaa...suas versões saum boas iingraçadas...
adorei

Anônimo disse...

eu acho correto explicar os verdadeiros sentidos dos contos de fadas porque com isso nos sabemos se o determinado conto e legal ou nao porque alguns contos de fada que parecem ser inocentes quando vai ver o verdadeiro sentido a pessoa ve uma coisa segundo as intencoes.

Anônimo disse...

Você é o pior!! Bruner...

Anônimo disse...

Você é o melhor!! Buner

Nina disse...

Que horror né?!
Como o João e a Maria tiveram a CORAGEM de levar todo o dinheiro e a carroça do casal de demônios?! Isso é inaceitável ! =P

Anônimo disse...

Em tempo, sabemos que o nome do post foi só para efeito mesmo, para chamar atenção.Porém nem mesmo os estudiosos de folclore e tradições orais poderão afirmar que tais contos sejam os tais originais, e ainda assim é lógico deduzir que cada conto era narrado de uma forma diferente e com funções únicas em cada povoado.Pode até ser que os contos na época eram baseados em histórias que realmente ocorreram e foram "dramatizadas" pelos oradores que aumentaram aqui e ali para prenderem a atenção de seus ouvintes, que , diga-se de passagem, deviam ser na sua maioria adultos(semelhantes aos que hoje vão ao cinema se entreter com histórias de terror, suspense e erotismo).

Mauro T.

Anônimo disse...

para ser sincero já ouvi o suficiente para acreditar ou não, eu já ouvi que Beyoncé, Lady Gaga, Rihanna, Jay-Z, Nirvana, Linkin' Park, Guns'N'Rose entre outros tem um tipo de pacto com o diabo, relacionados com a maçonaria, o que não acho que realmente estejam. Feitiçaria e tal, antigamente, para quem não sabe mais ou menos nos séculos 11 à 19 as coisas eram bem bizarras, haviam histórias assim porque as pessoas agiam assim, é uma excrotisse ouvir isso nos dias de hoje, mas se lermos as versões originais do que realmente acontecia nessas épocas como queima às bruxas, mulheres que eram ruivas e sabiam fazer remédios e sabonetes eram queimadas. Outra bizarrisse que não concordo era da época das cruzadas, lá pro século 11 e 13, os padres achavam que se mechessem com eles, se mexia com Deus, óbviamente, pessoas que escondem a verdade do publico, arrogantes e pessoas que queimam mulheres apenas por serem ruivas, não está muito de acordo com as leis do Senhor (Não julgando religião nenhuma). O fato é que o mundo é controlado pelo mal, Beyoncé e Sasha Fierce... Sasha é um demônio que entra em Beyoncé toda vez que ela sobe ao palco.
Rihanna, Durante a musica Umbrella é possivel descrever uma previsão da crise que ocorreria em 2008-2009, a previsão era certa e na maioria das vezes ela conta sobre um suposto pacto com o diabo. "Quando o sol brilhar nós brilharemos juntos, você pode ficar debaixo do meu guarda-chuva" guarda-chuva significa proteção contra a crise, ela continuaria fazendo sucesso mesmo com a tal crise.
Lady Gaga >> Bad Romance, segundo os posts que li em outros sites conta sobre gaga querendo fama, dinheiro, sujeira. "Quero o seu romance ruim" diz Lady Gaga, ela sabe que o que ela está entrando em uma coisa realmente ruim, mas ela quer assim mesmo...
O Nome do CD em que se apresenta Bad Romance
THE FAME MONSTER >>> A Monstra da Fama

Ela precisa de fama para sobreviver se não obter isso ela morre, ou algo parecido...vcs entenderam.

Anônimo disse...

Eu acho que tudo isso é questão de ponto de vista histórico. Poxa, naquela época as crianças não eram tratadas como hoje, como seres com caráter em construção e com a ingenuidade e inocência a flor da pele. Elas tinham que saber que o mundo não era o mar de rosas se quisessem sobreviver. As estórias serviam para isso, mais do que nunca, como uma forma de educação.

Hoje em dia, pode parecer bizarrice, porque as crianças são valorizadas. Falar que os filmes da Disney tem a maldade encrustada em cada cena através de pornografia e coisas mais é uma falta do que fazer muito grande.

Cresci vendo os filmes da Disney, posso dizer que não tive trauma algum, mais do que isso, criei vários valores meus por conta deles. E acho que se a sociedade assistisse esses contos de fadas mais vezes, talvez o mundo não tivesse perdido a fé numa humanidade igualitária de amor e respeito.

E mais uma coisa, essas modificações da Disney em seus filmes tem, mais do que qualquer outra coisa, fundo comercial. Eu pelo menos não compraria um filme para ver uma menininha de 7 anos como a Branca de Neve sendo estrupada por anões pedófilos.

by: a adolescente que nunca cresceu.

Anônimo disse...

Cara, estou HORRORIZADA!
Apesar de ser verdade, eu não consigo acreditar!
É LOUCURA DEMAIS PRA SER VERDADE! Mas eu acredito que seja, apesar de não querer acreditar!

Anônimo disse...

Ola! Parabens pela materia. Na historia da pequena sereia quem oferece o punhal é uma das suas irmas mais velha, que que ve-la novamente ao mar, então pede para a pequena matar o principe. - Michaele

Unknown disse...

ameeii o seeu trabalho tambem fasso essas pesquisas! e quando falo pra algumas amigas eela falam q eu sou loca'

Anônimo disse...

Caique Andre

ei não eh soh a disnep que fez uma nova versão dasd histórias.......
o monteiro lobato tbm fez várias modificações nos personagens do sitio do pica pau amarelo....

um exemplo eh o sací que na história original era uma monstro de uma perna só que tinha dentes afiados para matar e chuapar o sangue dos cavalos e ele matava as pesoas que ficavam no seu caminho à base de cassetadas com um porrete.

Anônimo disse...

na historia da pequena sereia quem da a faca pra a sereia sao as irmas dela para matar o principe e livra-la da maldição e ela nao mata

Anônimo disse...

Era isso mesmo que eu estava procurando. Adorei ler os contos de fadas originais. Podem ser super estranhos, mas são bem melhores que aquelas fantasias da Disney.

Unknown disse...

Bem, estava curioso quanto a origem dos contos de fadas ainda que soubesse que eles não eram tão de fadas assim... O blog é legal e desperta interesse. A sociedade medieval, como qualquer outra sociedade do passado, não pode ser julgada com conceitos e padrões atuais, seria anancronismo! Porém, concordo que essas bizarras narrações pretendiam educar incutindo medo, como o "homem do saco" assusta os pequenos dos tempos atuais e a política causa horror nos que buscam uma sociedade melhor. Valeu pela exposiçao, voltarei mais vezes.
Qualquer hora explique melhor a intenção da mensagem subliminar, oK.
Paulo R. Biscaia

kézia disse...

LEGAL ,SINISTRO E INTERESSANTE!!!

Anônimo disse...

up!!gostei...interessante!ENTÃO TA POVO DO CONTRA DEIXEM SEUS FILHOS ASSISTIREM OS FILMES DA DISNEY Q QDO ELES CRESCEREM VÃO SE TORNAR TÃO GAYS QTO O DONO DELA!!!!KKK
VÃO LER A ORIGEM DA DISNEY...VÃO

Clara Luisa disse...

olá,
bom, entrei pois me interesso bastante por contos de fadas... e queria acrescentar uma parte sobre a história da pequena sereia que não vi aí...
Quando o príncipe se casa com a guria do convento, a pequena sereia é fadada a morte tornando-se espuma do mar, as irmãs para salvá-la negociam com a bruxa do mar o cabelo delas em troca da irmã mais nova de volta, então a bruxa dá um punhal às irmãs que entregam à Pequena Sereia, essa não tem coragem de matar o amado e se torna assim espuma do mar... então as fadas do vento com dó dela a levam e ela se torna uma fada do vento... e o resto é história...
hauahua
fiz a tradução da história original para minha coleção ( faço design de moda) na faculdade.

Anônimo disse...

Vi uma matéria similar a essa na Mundo Estranho hoje, está de parabéns! Adorei!

adriana pasquotto disse...

vc é ótimo!!! me parece que temos alguém que realmente pesquisou sobre o assunto e está por dentro da coisa! infelizmente muitos não vão entender, porque já foi 'fotografado' pelas mentes as histórias bonitinhas que ouviram na infância...Freud explicou certas histórias pro mundo e também foi taxado de tarado pervertido... o fato é que ele tinha razão e os contos foram criados numa época em que nós não estávamos lá pra vivenciar. os comportamentos eram totalmente outros como diz um texto de um caderno de culinária de Da Vinci como uma forma de comportamento numa refeição na mesa: não colocará sua comida mastigada no prato do seu visinho. ou então que tal uma sopa de cavalo: pega- se um cavalo, coloque-o pra ferver, acrescente 3 cenouras.....cozinhe até soltar os ossos....prensa-se o cavalo.... e por aí vai!!! é uma loucura geral!!!num livro pra lá de bom de História diz o seguinte:a história da gata borralheira (cinderela: que aliás nem é nome e sim um insulto pra uma gata que limpa o 'rabo' com as cinzas do borralho)nasceu no Egito!olha, realmente a sua página e vc estão de parabéns! um beijo pra vc e ...avante!!!

belinha disse...

tu naum conhece o conto da alice ?
eu sei apenas que ela era abusada pelo pai, e se droga, e quando esta drogada, vai ao pais das maravilhas.

Manuela disse...

Que medo o0

Santolaja Sarrea disse...

Sabe o que é mais legal mesmo?o que mais me interessou nesta pagina?Não foram nem as curiosidadews sobre os contos de fadas( que eu já havia lido em exelentes materias como a da revista superinteressante)mas a discução das pessoas e perceber como o stress e a falta da cordialidade, a violencia dos nossos dias se refletem mesmo nas pequenas divergencias das opniões mais banais, realmente o mundo mudou ...

Jonatas Carlos disse...

REALMENTE BOA RESPOSTA TIPO QUE BEM PAIA FAZER ISSO EM....
INVENTAR HISTÓRIAS A DYSNEI...
É BOM POIS AS ANTIGAS ERA BEM SEM GRAÇAS


























¥



BY; JCRL®

kikyoeinuyasha.blogspot.com disse...

OI? Sou Alexandra Camilo e faço o curso de Letras da Unicid e pretendo ser escritora e lendo o seu blog, notei que já tinha visto estas versões no wikipedia e a verdade é a seguinte, no século passado os contos de fadas na verdade eram para os adultos e não para as crianças , como são hoje em dia. Será que o ajudei a entender?

kikyoeinuyasha.blogspot.com disse...

Na verdade o conto da Cinderela é baseado na vida de Danielle de Barbarac que teve uma madrasta que se chamava duquesa de Guent, que havia se casado com o pai dela por interesse, sendo que ela havai falido e ela tinha duas filhas, uma era muito bonita, mas fútil como a mãe e a outra era gorda, mas também era bonitas, mas desprezada pela mãe por ela ser assim, tanto que a caçula vira uma grande amiga de Danielle que sofria nas mãos da madrasta e de sua filha mais velha que morriam de inveja delas, não por ela ser linda. Danielle era bela porque tinha herdado a beleza de sua mãe falecida, a duquesa e a filha tinham inveja , porque Danielle sabia ler e escrever. Na França do século XVI, onde se passa a história, era proibido as mulheres irem para a escola, mas com Danielle foi diferente, porque o seu pai era um fazendeiro rico, que sabia ler e e escrever e que viajava muito e que não admitiu que sua filha única fosse analfabeta e por isso a ensinou a ler, a escrever e até mesmo a lutar com a espada. Foi por isso que o príncipe Hary, se apaixonou por ela e quis se casar com ela

kikyoeinuyasha.blogspot.com disse...

Se quiserem saber mais aluguem o filme Cinderela para sempre, a onde a atriz Drew Barrymore, faz o papel principal e o príncipe Harry é o ator Dougray Scott e a madrasta é Anjelica Huston e a irmã mais velha Megan Dodds. Assistam que vocês vão gostar.

raquelmyllene disse...

Acho que tudo tem seu lado positivo e seu lado negativo.
As histórias da Disney são encantadoras, mas nós sabemos que a vida real não é assim.
Nós vivemos num mundo, onde assaltos,assassinatos, miséria, fome, canibalismo, estupros, etc.; são coisas que acontecem
constantemente. Eu acho que criança tem que ser criança. Tem que sonhar, tem que ter imaginação fértil, se iludir com os
contos, porque nós já passamos isso e sabemos o quanto é bom e também, que toda a verdade vem com o tempo. Mas acho também,
que não são incapazes mentalmente de entender que não é do jeito como era antes, mas que a nossa realidade não é igual a dos
contos.
Hoje em dia, as crianças vivem assistindo Dragon Ball Z, X-men e vários outros desenhos violentos e a maioria, não vou generalizar, não sai querendo bater em todo mundo, porque viu no desenho. Acho que cabe as pais mostrar, pelos menos um pouco,
da realidade e ensiná-los a discernir o que é ficção e o que é real.
Sempre assisti filmes e desenhos violentes, sempre joguei jogos violentos e nem por isso, sou uma louca que quer fazer maldade com todos ou deixei de acreditar que se eu correr atrás, as coisas podem ser sim, do jeito que eu quero. Mas sei que
elas não vão se ajeitar numa boa, se eu não fizer nada, ou se eu achar que minha vida é um conto de fadas.
É impossível esconder das crianças o que vem acontecendo. Os jornais mostram fatos que ocorrem todos os dias.
A infância é sim, a idade de sonhar, mas também é a hora de aprender coisas que serão necessárias pro futuro. Afinal, você
vai querer educar seus filhos quando eles tiverem quantos anos ? 15, 16 ? Quando já tiverem a cabeça feita e viverem de brincar, achando que a vida é perfeita ? Acho que não heim !

Unknown disse...

Adorei, minha professora comentou sobre as verdadeiras versões dessas histórias! ae procurei, nossa, muito interessante! gostei muito

Petrus disse...

Eu acho que o conhecer é fundamental. O conhecimento ilumina e dissipa o medo ou/e o preconceito. A verdade existe para ser encarada e superada. Os contos de fadas, mesmo que atuais e muito modificados, jamais perdem sua essência erótica, macabra ou o que for. Quer apelo sexual melhor do que a maçã em Branca de Neve? E as perguntas rituais na Chapéu Vermelho? É só procurar um dicionário simbólico. Existe muita coisa por trás sim, nas versões atuais, que cabe à psiclogia identificar e explicar. Eu acho tudo isso muito interessante. As versões originais devem sim ser exploradas e estudadas. Assim como o tempo em que foram escritas, claro. O que eu quero dizer aqui é: o que antes era explícito, apenas se tornou escondido. Mas continua lá. Devemos tomar muito cuidado com o que mostramos para nossas criancinhas "inocentes". O subconsciente é algo incrível e mestre em captar o escondido.
Acho que as crianças (e mesmo os adultos) têm o direito à fantasia, como diz a disputa aí em cima. Mas fantasia não significa apenas Disney e também não significa ausencia de verdade. Se a questão aqui é proteger as crianças da verdades do mundo, é uma questão infundada. Acredito que a inocência não exista e jamais existiu, nas histórias. O sexo sempre imperou. Não dá para proteger as crianças da realidade. O choque e a revolta depois é grande demais. Os contos de fadas são expressões do mundo, gente. Tem gente que esquece disso. O mundo não é inocente. O que acontece é o senginte: a prórpia inocência das crianças as protege. Até que estejam prontas para entender aquilo com o que estão sendo confrontadas. É um processo. É assim com a disney ( a inocência não existe ali haha, definitivamente). É assim com tudo.

leitura disse...

para ambos esses contos não são apropriados para seus filho obrigado

romances kalanit flowers disse...

COMO PEDAGOGA QUE SOU,FIQUEI ESTUPEFATA COM QUE LI, JÁ TEMOS TANTA VIOLÊNCIA A NOSSA VOLTA, PRA QUE INVENTAR MAIS HISTÓRINHAS CABELUDAS PRA JUSTIFICAR QUE O MAL EXISTE. PRECISAMOS ACREDITAR QUE O BEM VENCE O MAL.POR QUE DAQUI A POUCO MEU CARO BRUNÊR TEREMOS QUE DESCARTAR O PARAISO, E VER QUE TODOS NÓS PADECEMOS NO INFERNO.QUE DEUS NÃO EXISTE E QUE JESUS FOI UMA METÁFORA CRIADA PARA MANIPULAR A HUMANIDADE.DÁ PRA VC ENTENDER O QUE ESTOU LHE DIZENDO? O INDIVIDUO PRECISA SER CONSTRUÍDO,DEVAGAR, LENTAMENTE, PARA ELE CHEGAR A UM PONTO QUE POSSA A TOMAR DECISÕES ENTRE O CERTO E O ERRADO, ENTRE O BEM E O MAL. LAMENTÁVEL ESSA POSTURA DE ALGUNS DIANTE DOS CONTOS DE FADAS, ELES EXISTEM PARA ALIMENTAR A ESPERANÇA. A ESPERANÇA QUE TUDO UM DIA PODE SER BOM, APESAR DA NOSSA REALIDADE SER CRUEL...PRA QUEM TEM QUE IR PARA UMA SALA DE AULA COM MAIS DE 40 ALUNOS COM TODOS OS PROBLEMAS SOCIAIS EXISTENTES SABE DO QUE ESTOU FALANDO, POR ISSO É PRECISO COLORIR A VIDA DESSAS CRIANÇAS, PRA QUE ELAS POSSAM APRENDER A TER ESCOLHAS...ENTRE SER A BRUXA MALVADA OU O HERÓI QUE MATA O DRAGÃO...ESSES QUE ENFRENTAMOS TODOS OS DIAS, AO IR PARA UMA FILA PROCURAR UM EMPREGO OU IR PARA UM PRONTO SOCORRO, OU MESMO FAZER COMPRAS...

Débora. disse...

Caraca, você escreve bem demais. Desatei a rir aqui! Muito bom, MESMO!!! ^^
parabééééns, vou acompanhar o blog! ^^

Unknown disse...

É vcs têm razão... É melhor deixar as crianças feito robôs em frente ao vídeo-game, assistir "porcarias" que encontramos na TV a toda hora, (Gugu Liberato, por exemplo), pernas, peitos e bundas... Novela que incentivam o divórcio, a traição e qualquer tipo de violência que podemos imaginar... Novelas que incentivam nossas crianças a perderam de maneira prematura a sua infância, do que deixá-las amadurecer seu emocionla com arquétipos de fadas e/ou heróis, ou mesmo ter o livre arbítruo entre o bem e mal... Acho melhor vcs fazerem a leitura de Nelly Novaes Coelho, Bárbara Vasconcellos... Ana Maria Machado, Lewis Carol, Lygia Bojunga Nunes e também Monteiro Lobato (são seguidores dos contos de fadas...). Acorda gente!

JANAINA disse...

que bobagem! os contos de fada servem exatamente para ajudar as crianças na aceitação de um desejo que possui e a atemoriza.é comum que os contos tragam estas mensagens ocultas para que seja feita a sua interpretaçaõ.os contos funcionam como um rito de passagem antecipado, para que a criança se prepare para o futuro!!!

histórias da Minina Arteira disse...

Bru...
Adorei seu blog! Estou lendo um livro que explica bem como os contos de fada sobreviveram até chegar a nós e o poder da influência deles no subconsciente das crianças. O livro é A Psicanálise dos Contos de Fada, de Bruno Betteleheim, editora Paz e Terra.Muito bom!
Mais uma vez, parabéns!!
Carla

Yana disse...

Muito bom o post e a pesquisa feita... Adorei

lucas disse...

ben,.... mts acreditam q isso e pura mentira... mais eu acho q sempre nessas coisas tem um fundinhu d verdade!!!
e mesmo q for mentira quem sou eu pra dizer o contrario...;

Aprendacomanet disse...

Olá
De uma olhada no meu Blog, veja os links recomendados, eu te adicionei.
Há... se quizer me adicionar no seu agradeço blog agradeço.

beijos

Gostaria divulgar meu Blog.
http://concursosepremios.blogspot.com/

Unknown disse...

Bom, então ainda bem que foram inventados os atuais contos de fadas, afinal, as crianças de hoje em dia seriam bem menos inocentes se fossem esses os contos narrados a elas antes de dormir e ao invés de ensina-las só faria perder a inocência bem mais cedo do que o devido... Parabéns pela pesquisa, muito bom :)

"MODA DE HOJE EM DIA" disse...

achei muito leal pois as de hoje sempre terminar em finais felizes e as daquele tempo nem sempre.adorei este sate mais queria q estive-se mais estorias legais.

Lena Argolo disse...

Olá, só registrando, a maior parte do que vc disse está dito no livro de Bruno Bettelhein, A Psicanálise dos Contos de Fadas. É um livro bem antigo.
http://www.scribd.com/doc/3066303/Bruno-Bettelhein-A-Psicanalise-dos-Contos-de-Fadas
Seu post está excelente, parabéns!

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

bá que tri adorei essas historias bá comtinue assim

Unknown disse...

Olá.
Por acaso caí no seu blog de pára-quedas e acabei lendo seu post.
Os contos de fadas são importantes para o desenvolvimento einfantil, bem como ajudam as crianças a resolverem seus conflitos internos. As crianças são tábuas rasas que recebem informaçõeso tempo todo de que o mundo é colorido, o céu é lindo, as pessoas são perfeitas, e sabemos que isso não existe. Quando elas se dão conta de que na verdade a vida não é tão bela, entram em conflito, e os contos servem exatamente para mostrar a parte "negra" da vida, como a inveja, o narcisismo, etc. Aí entram os contos: a bruxa, a madrasta, o lobo..... Nos contos nossos pequenos percebem que os sentimentos ruins são normal e fazem parte da nossa humanidade. Parabéns por desenvolver essa discussão. Até!!

Calderaro © disse...

É difídil eu ler um post tão grande com tanto interesse. Parabéns pela linguagem, é disso que precisamos na internet.

CANTINA disse...

Legal, porem acho que vç deveria citar o livro psicologia dos contos de fada de Bruno Bettelheim, de onde acredito vç deve ter formulado boa parte das sua deduções sobre a real face dos contos de fadas.

eu.. disse...

Olá.
Gostei muito desa matéria, mas gostaria de te corrigir uma coisa, essa história que tu falou aí ser da cinderela origens é na verdade um outro conto, o pele de asno, que é quase uma releitura da cinderela, que ao fugir do casamento com o pai ela se enconde embaixo de uma pele de asno mágica que esconde a verdadeira beleza da rincesa que passa muitos anos como escrava, até encontrar um príncipe e fazer para ele um bolo, onde deixa cair seu anel, que este é provado em todas as moças até encontrar a certa e se casar.acaba que só cabe em pele de asno, que na verdade se revela uma linda princesa para o principe e sua família.

obrigada.Anamaria.

Claudinha Lima disse...

Oi Bru,
Realmente concordo com sua análise dos contos de fadas, é real mas não é somente isso. Sim, estas histórias eram escritas em épocas em que crianças eram vistas como adultos pequenos e que a única diferença estava no tamanho. Há ainda a análise vista pelo lado social e politico, onde todos os contos possuem sua marca como a nossa querida chapeuzinho vermelho "por que será que ela tinha que usar um capuz e ainda por cima vermelho?". Todas as histórias tem a suas versões, e todos nós temos as nossas próprias visões. Entretanto, hoje, todas essas belas histórias são para as nossas crianças, os verdadeiros contos de fadas, onde elas enfocam principalmente as princesas, a magia, a músicalidade das palavras. Além de ser educadora e ter trabalhado como pesquisadora na área de literatura infantil, tenho a experência viva e crescente em casa, depois de ter me tornando mãe. A Disney veio embelezar estas histórias, talvez tenham fugido do real em busca do melhor(mesmo que tenha sido só para o melhor deles, financeiramente falando), e que o que restou para nós foi admirar. Aceito o fato das críticas e tudo mais, é para isso que crescemos, mas enquanto as crianças são crianças, deixemos que elas vivam essam magia e recriem seus prórpios contos. Elas não maldam, eles reconhecem as maldades e se perguntam o por que delas existirem. Elas não procuram sexo, um beijo é simplismente a forma mais sincera e carihosa que elas conhecem de demonstração de afeto. As maldades são nossas. Nos novos filmes da Disney revejo uma mudança mais cuidadosa tratando de assuntos como morte e diferenças. Antes os filmes mostravam as cenas de morte, hoje eles apenas induzem as crianças a visulizar o fato. O próprio traço dos desenhos mudaram, antes eram desenhos adultos, perfeitos, humanos,hoje: redondos,coloridos,fofinhos...preste atenção!!!!São as crianças que deduzem quem morreu, quem é bom,quem não é amigo.Acredito que o papel mais importante é o nosso, de pai, de tio, amigo, irmão, vizinho. Somos nós que devemos ver certas maldadaes e ensiná-los a identificar os perigos do mundo sem precisar achar um culpado. Este é o mundo em que vivemos temos que dançar conforme a valsa. Fugir quando preciso como cinderela, fechar os olhos como Bela adormecida, brigar como chapeuzinho, perdoar como A Bela da fera, batalhar como A princesa e o sapo, Chorar como João e Maria, e amar, sempre, como Geppeto. Os contos estão vivos, sejam eles de fadas ou não. Os contos são culturais e cada lugar do mundo tem o seu. Não devemos somente criticar devemos sim aprender a escutar. A leitura é algo que somente o leitor tem o poder de decidir o que é bom ou ruim para ele. Então ao "contar" um história, seja o mais neutro possível para que a sua opinião não interfira na leitura de quem estiver ouvinho. No mais, adorei os comentários e se pudesse ficaria o dia todo falando sobre isso, mas o dever me chama e tenho que colocar mais um "filminho" para meus filhinhos. Sucesso!

Bianca Waylla disse...

Serio, tudo envolve um eixo de pedofilia...
Muitas historias (contos)trazem um foco moral,onde sempre princesas,menininhas não podem sair do caminho ou seja perder a virgindade..
No entanto na historia da Bela Adormecida há uma versão que diz que o Pai violentou Aurora que depois dos sagrados 9 meses gemeas nasceram...
ME pergunto sozinhas?
Assim pariu..sairam andando!
Mais acredito que tudo o que os primeiro autores queriam passar eram historias reais que lhes viviam!

Tipo: Alice no pais das maravilhas..
O professor das "Alice" quem escreveu a historia pensand ela!

Beijos Bianca Waylla

Greyk, disse...

Nossa! muito interessante mesmo!
Eu andava antigamente pesquisando muito sobre coisas sobre este tipo, e ler isso aqui foi muito interessante de fato mesmo pra mim, um amigo me passou o link dizendo que era realmente bom, e agora concordo plenamente com suas palavras!

Unknown disse...

Anderson



APEEEEENAS RINDO DESSA PALHAÇADA TODA! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK aiii, ai

Unknown disse...

Também há um bom livro sobre isso, O Grande Massacre de Gatos, de Robert Darnton.

Anônimo disse...

Acho que de certa forma eles fizeram com as verdadeiras histórias o mesmo que fizeram com a bíblia, para tornar as histórias mais aceitas para os padrões sociais atuais, porque quem já leu a bíblia, principalmente as histórias do antigo testamento verá só incesto, filhas e filhos fazendo sexo com o pai bêbado, pedofilia, sexo com animais e muitas coisas pesadas, que hoje em dia seriam abominadas... Então quando as pessoas adaptam tais histórias para as crianças, é bem lógico que as tornem mais leves, ressaltando apenas o que a criança deve aprender. Então sente a responsabilidade...

Unknown disse...

muito legal ADOREI!

Femme au Foyer disse...

Rafaela Freitas,

na verdade, não seria sem sentido, apenas natural. É normal que as pessoas desta época tenham um primeiro momento de choque ao contato com realidades posteriores. Tsc, tsc.

lúh disse...

Amei!!

Sheyla disse...

Li os comentários, criticando seus posts e pra falar a verdade eu penso que essas pessoas que gostam de criticar e bancar as intectuais tão sabias da antiguidade, não passam de meros ignorantes desprovidos da graça de Deus.É bom sonhar, contar histórias? Então porque não pegam a bíblia para ler e refletir sobre moral e bons costumes? Tudo que você vem pesquisando e publicando de fato é verídico. A humanidade tem seus valores destorcidos justamente por essas mensagens que são passadas a nós de forma oculta,transformando a verdade em mentira e vice versa. Continue proporcionando aos seus leitores esses esclarecimentos, afinal parece que o ser humano gosta de permanecer na ignorância e tudo que se refere a realidade nua e crua ofende os iludidos! Vi também que as pessoas pensam que católicos e evangélicos não passam de um bando de loucos, alienados e blá blá blá blá... É por isso que o mundo está nessa perversão e troca de valores, não que isso não existisse desde os primórdios, mas eu fico observando como pode alguém falar de valores se os que tem estão completamente corrompidos pela cegueira da ignorância. Penso que essas pessoas que falam de Deus de forma desrespeitosa são meros instrumentos nas mãos de algo que nem preciso citar... para desmotivar pessoas que ainda acreditam na graça de Deus e que desejam mostrar a quem puder o erro no qual vivem, mas cada um sabe o que faz, as opiniões são diversas e os valores também. Cabe a cada um parar um instante na vida e refletir sobre o que realmente é verdade ou mentira. Mais uma coisinha! Falaram sobre lavagem cerebral, quer saber, a maior parte da humanidade sofre isso todos os dias quando senta em frente a uma televisão e vêem suas novelas, filmes etc. Portanto não precisa-se de uma religião para sofrer essa lavagem... Qualquer um está sujeito a isso, até porque os ensinamentos de Cristo não é uma lavagem cerebral e sim a realidade a qual falei, sem contar que o ser humano já tem uma certa tendencia ao erro. Ah! E por favor não esperem que eu vá revidar alguma crítica que vier a surgir sobre meu comentário, até pq estou aqui justamente para comentar sobre o post do autor e não debater religião e nem o que cada um pensa ou deixe de pensar. Só expus minha opinião assim como todos! E pra falar a verdade parece que isso virou mesmo uma discussão religiosa,isso é inevitável até porque os valores estão de certa forma ligados a religião. Mas continue seu trabalho está muito bom se é que essa opinião conta! Valeu

Laura Turati disse...

Que lindo para contos infantis,a Disney naão podia pegar histórias piores para modificar!!!!

Sarah L. disse...

A principal questão é: não se pode fazer referência a um "texto original",uma "primeira versão" pois na maioria dos casos isso não existe,o que existe são várias versões de diferentes cantos da europa de cada conto...Então,por mais que uma versão seja macabra e assustadora isso não faz dela a "Versão original". Sim,é muito importante se levar em conta o contexto social,mas alguns valores são os mesmos de hoje,no caso,os de recompensa a quem é injustiçado,(acho válido),relação entre beleza e virtude(não acho válido) entre outros...
Na minha opinião,sem esses contos não fazem um grande bem,também não fazem mal nenhum,e ,ao contrário,podem até ensinar alguns valores válidos como de esperança,amizade,precaução,generosidade entre outros,e o grande defeito é a valorização extrema da beleza física(não que isso seja algo antigo,muito pelo contrário está presente em tudo hoje em dia )mas uma boa e atenciosa educação dos pais resolve este problema fácil..
Concordo com as pessoas que comentaram que o que tirou o valor de seu texto foi a clara falta de pesquisa mais profunda sobre o assunto,tanto que vc confundiu dois contos diferentes (cinderela e pele-de-asno) como se um fosse uma versão da outra sendo que já li os dois e a meu ver são be, diferentes.
Enfim, é inegável que essas histórias que me divertiam muito e ainda me divertem são INCAPAZES(nas versões mais populares) de faze rum mal tão grande a uma criança do que toda a a pornografia explícita(internet) e implícita(TV) que cerca o cotidiano de crianças hoje em dia que acabam em vez de esperar pelo príncipe encantado "ilusório" fazendo sexo oral e postando o vídeo na internet.

VC disse...

eu tenho o livro original da pequena sereia que comprei numa feira de livros e nele diz que ela tinha irmãs que deram seus cabelos a uma bruxa que em troca lhes deu esse punhal q elas entregaram a sereia que iria salvar ela de virar espuma e de quebra ela ia voltar a ser sereia. e para isso era so ela matar o principe, o que ela não fez...

douglasw disse...

perdi minha infância ou prê-adolescência lendo isso obrigado valeu.

A ARTE DE ENSINAR E APRENDER disse...

OI CONHECI SEU BLOG NESTE EXATO MOMENTO E ME APAIXONEI, PELA FORMA COMO VOCÊ TRABALHA A QUESTAO DOS CONTOS NADA DE FADAS QUE TRABALHAMOS COM NOSSAS CRIANÇAS A VIDA TODA APENAS POR UM UNICO VIES. QUERIA LINKA NÃO CONSEGUI DAI COPIEI POSTEI EM MEU BLOG COM OS CREDITOS (LÓGICO)POIS ESTOU TRABALHANDO ESSA DISCIPLINA E PRECISO DE MATERIAL DIVERSIFICADO. ESTOU SEGUINDO.

Anônimo disse...

é é bom mas nao   se compara aos outros muito legal né mas nao é muito bom que legal xauuuuuuuuuuuuuuuuu mas fasao alguns mais bom que dai eu do os parabens thau

Anônimo disse...

Sou professora da rede municipal de educação e descobri o blog sem querer, mas achei ótimo.Trabalho em Sala de Leitura e já li alguns contos originais e, lógico, existe um motivo para terem sido feitos daquela maneira.
Hoje, na pior das hipóteses, é no mínimo culto conhecê-los em suas versões originais.
Parabéns pelo trabalho.

Anônimo disse...

porra cada historia mas bizarra que a outra

Anônimo disse...

Tenho a dizer que pelo menos duas dessas histórias sao verdade, o Flautista de Hamelin e a da Pequena Sereia. Tenho dois livros em casa com essas histórias, que nao sao da disney. E elas tiveram de partir de algum lado. portanto, nao contrariem quem se informa realmente e fala com base naquilo que leu.

Anônimo disse...

que enorme

Anônimo disse...

Bom pra começar, não tinha a história demeu interese-.-', pelo que já me contaram não é assim as V-E-R-D-A-D-E-I-R-A-S histórasu.u, elas são mas assustadora.

Priscilla Senatore disse...

Essa Odete, NO MÍNIMO, deve ser NEGRA. Nos dias de hj, negros acusam brancos por tudo! Não tenho culpa da História ser assim, MAS TBM NENHUM BRANCO DE HJ ESCRAVIZOU ALGUM PRETO, PORRA! Alienação dos infernos...Só falta dizer que preto é acusado de racismo até no ano novo, pq só se pode usar branco....¬¬

AINDA BEM QUE EU CRESCI COM OS CONTOS DE FADAS, pq fui uma criança com muita imaginação, e hj, além de entender a realidade do mundo fazendo Engenharia, SOU DESENHISTA DE DESENHOS ANIMADOS! Assistir a um desenho NÃO TIRA A CAPACIDADE DE SE REFLETIR OU DISSERNIR AS VERDADES DO MUNDO (QUE VARIAM CONFORME AS ÉPOCAS, "POIS NÃO"?.

AGORA, SE UMA CRIANÇA CRESCER PENSANDO COMO A ODETE E ALIADOS, ACHANDO QUE EM TUDO TEM QUE HAVER PINTO, BUNDA, PAR DE PEITOS SILICONADOS E BUCETA (ASSIM COMO PANICO NA TV E OUTROS)PQ NÃO PODEMOS SER AO MENOS "CRIANÇAS" NEM RELIGIÃO, NEM PISCOLOGIA, NEM BUDEGA DE NADA VAI SERVIR!

NÃO É DEUS QUEW SALVA, É A CABECINHA INFAME DE QUEM PENSA MERDA E VEM POSTAR AQUI NA INTERNET!

Parabéns à Rafaela, marcia, e tantas outras. Utilizo das suas minahs palavras!

Agora, sem mania de racismos, dor de ser negro, PQ NGM AKI MOROU EM SENZALA! Inferno...


P.S.: PARA UMA CRIANÇA, N EXISTE ESSAS DIFERENÇAS TOSCAS, ODETE! SUA BESTA...VOLTE A SER CRIANÇA PARA LEMBRAR QUE VC NÃO SE IMPORTAVA COM TUA COR, OU A DO FULANO!

Elani disse...

Muito boa a pesquisa...adorei, já fazia um tempo que queria lê-los em suas versões originais...
acredito que vou usá-los em minha sala de aula...

ATT. Elani Marinho

Anônimo disse...

Muito bom... Gostei muito e é primeira vez que venho aqui.

Anônimo disse...

E dai se a disney mudo os contos de fadas,é melhor do que conto pras crianças essas coisas,porque na tv só passo desgrasça,sexo,trogas,violencia sexul,gente matando umas as outras por causa de dinheiro.
como é que eu vo chega pros meus filhos e fala ...
_ filho a chapeuzinho vermelho não tem final feliz ela fazia strip pro lobo mal,o cinderela tembem não,a branca de neve tambem nãoooo ...
Olha eu queria poder acreditar no papai noel de volta sabe porque ???
Porque era tão mais faciu as coisas,acreditar que o papai noel ia me trazer presente meia noite,que a cinderela apesar de tudo era veliz que a chapeuzinho vermelho conseguil fugi do lobo mal que no final tudo ia ficar bem .
mais hj endia,as crianas crescem no computador,hj em dia é só sexo,sexo,e sexo,dinheiro,dinheiro e dinhiro .
é interessante essas versões mais são pra adutos não para crianças,por isso defendos os contos de fadas,porque envez de vcs ficarem criticando essas versões pra crianças,vcs deveriam cuidar da vida de vcs !!!

Anônimo disse...

Existem sim mensagens subliminares, e a contrário em que alguns com mente vazia acham, elas não servem apenas para colocar imagens de pênis, seios, vaginas e apologia ao sexo...elas manipulam sua mente, e e fato, tanto que existe leis que proíbem o uso delas em propagandas. Quanto aos contos são muito melhor os antigos...e as crianças deveriam ouvi-los sim...para desde cedo saberem lidar com sentimentos de perda, vingança, ódio, desejos, tudo isso sabe... e por isso que as pessoas estão tão sensíveis, não sabem lidar com suas vidas, são fracas e ficam esperando por um final feliz...tem dificuldades de se relacionamentos, não sabem lidar com a rejeição, enfim...quer se entreter assiste um Clube da luta, Ligações perigosas, Poderoso chefão...isto sim entretenimento de alta qualidade.io em que alguns com mente vazia acham, elas não servem apenas para colocar imagens de pênis, seios, vaginas e apologia ao sexo...elas manipulam sua mente, e e fato, tanto que existe leis que proíbem o uso delas em propagandas. Quanto aos contos são muito melhor os antigos...e as crianças deveriam ouvi-los sim...para desde cedo saberem lidar com sentimentos de perda, vingança, ódio, desejos, tudo isso sabe... e por isso que as pessoas estão tão sensíveis, não sabem lidar com suas vidas, são fracas e ficam esperando por um final feliz...tem dificuldades de se relacionamentos, não sabem lidar com a rejeição, enfim...quer se entreter assiste um Clube da luta, Ligações perigosas, Poderoso chefão...isto sim entretenimento de alta qualidade. Aliás meu nome e Gilson Gomes quem quiser debater me encontra no facebook

Anônimo disse...

gostei amei vou ler joao e maria agorinha

Anônimo disse...

Ótimo post adorei as referencias....
Essa discussão sem termino do que influencia ou não no carácter dos filhos é complicado, pois cada um tem uma forma de criar e educar uma criança, seja ela certa ou errada.Porém achar um culpado para suas falhas ( sendo pai e mãe) é fácil jogar a culpa em um jogo,filme,livro e etc, difícil é assumir o próprio erro. Tudo tem sua hora certa para informação e não vejo porque desprover as crianças e adolescentes disso não no país em que vivemos, onde novela instrui ao sexo cedo, pais dão maquinas fotográficas as filhas para exporem o corpo em rede sociais,escolas não tem segurança e por ae vai. Não sou mãe ainda, porém vejo que a responsabilidade é dos pais e de ninguém mais. Até onde sei existe o livre abitrio e cada um segue o caminho que acha conveniente pra si e expõe o que acha, assim como faço agora. Brunera primeira vez que acesso seu blog, achei bem bacana as fontes e a pesquisa continue assim, pois pessoas para criticar tem ''a lot'' agora para se integrarem e fazer o mesmo difícil, meus parabéns!

Naum entereça disse...

A Diisney n pode ser culpada,pq ela foi a que mudou a historiia trazeendo finais felizes para que tudo fosse fofo e perfeeitoo,e isso tudo e pra que? assustar as pessoas e forca-las a naum gostar mais dos contos BIZARRO isso

Marcele disse...

Vi que esse post é antigo e nem sei se você vem mais para cá, mas a questão é que eu adorei as revelações, algumas eu já sabia, mas outras não...

Eu to me formando em História e vi alguns erros no que voce escreveu, se não se importar irei destaca-los:

"Coisas como pedofilia, incesto, mutilação e canibalismo eram bem naturais naquela época

príncipes pedófilos eram normais naquela época"

Você tá pegando contos de fada e revertendo o ocorrido para mais de séculos de História? Seria como se daqui a mil anos relatassem nossa sociedade através do Homem Aranha.

E outro é simples.. voce escreveu "850AD", ao invés de AC.


Beijos.
marceleblanchart@hotmail.com

Anônimo disse...

Adorei mais a pequena sereia.Levei 1 hora para ler tudooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!
bjoss chloe

Bruna disse...

Iiih que povo chato. Adorei, muito interessante.

victória disse...

Curti muito isso, bem mais interessantes que as da Disney

Maria Silvana Santana disse...

Olá Brune. ^^
das fabulas eu só sabia a da Chapéu vermelho,
achei interessante quando uma prof° falou em sala sobre a história mais foi a unica :/
Porém tem o ditado que diz:
Quem Procura acha \o/
e eis me aqui, é exatamente o que estava procurando. =)
Já tô seguindo e salvei aqui no meus favorito.
tenha uma mega semana todos.
Bjim ;*

Tais disse...

Talvez já tenham respondido (não li os comentários ainda), mas foram as irmãs da pequena sereia (que não possui nome, por sinal) que entregaram o punhal para ela, em troca dos cabelos longos que elas deram para a feiticeira do mar. Aí ela desistiu de matar o príncipe e virou meio que uma fada protetora do casal, segundo a versão que eu vi. Tem outra em que ela conhece os seres do vento, ou algo assim, e viaja com eles após virar espuma.

Anônimo disse...

pARECE QUE ESSES SEGUIDORES NÃO TEM IMAGINAÇÃO!
o QUE É QUE TEM INVENTAR AS HISTÓRIAS COMO QUERIAMOS QUE ELES FOSSEM,NÃO SOMOS OBRIGADOS A ACEITAR A CHAPEUZINHO SENDO A VITIMA DA HISTÓRIA E PORQUE ELA ÃO PODE PASSAR A SER A VILÃ,KKKKKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

eSSE CARA SÓ PENSA ASNEIRA!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

nunca vi uma coisa assim antes. mt bom

linda disse...

que agora enrolados

linda disse...

e enrolados

Anônimo disse...

Muito legal o blog. Li alguns dos contos originais que você citou num livro que comprei na Bienal no Rio de Janeiro esse ano. O livro se chama "Contos de Fada" da editoria Zahar da Ana Maria Machado, para quem tiver interesse em ler. Parabéns.

Anônimo disse...

Huuuuuuuuuuuuuuuuuuuuhuu amooooooo os irmãos griiiiiiiiiimm

Anônimo disse...

nossa! eu ja havia conhecido varios personagens na vida real tipo a chapeuzinho vermelho eu tinha 1 paisagem dela na vida real a pequena sereia eu tambem ja tinha ouvido falar entao eu adorei ter visto tudo isso foi muito bom vcs terem criado e colocado isso na net eu adorei porfvor postem + artigos disso q eu amei essa materia e qro saber + siobre o assunto.
bruna maria
obgda

Elvis Oliveira disse...

Gostei muito! não encontramos as verdadeiras histórias, as pessoas tentam ocultar a realidade, e também por que gostam da conformidade do que é "bonito", aquilo que brilha aos "olhos de Deus", e esquecemos em que planeta estamos... devemos conhecer as versões originais!
Muito Obrigado; Professor Elvis Oliveira

Glaucia disse...

Gostaria de saber de onde tirou as informações, estou fazendo uma pesquisa sobre João e Maria e não achei nada parecido, isso me interessa. A propósito, vc já leu a Psicanálise dos Contos de Fadas? Vale a pena.
E por favor, se tiver a fonte destas informações, me passe? Realmente estou precisando de qq tipo de informação sobre.
Obrigada!

Anônimo disse...

cara esse teu post se os autores tivesem vivos e você tivesse publicando isso, você ia ser preso mas você é bem criativo... mas não entendo porque todas as histórias tem contexto, que envolvem filmes de terro coisas que assustam pra parece oque. você é um bom copista de historia foi legal essa sua combinação com outras historias parabens aplausos..

Anônimo disse...

Conheço uma versão da Cinderela que é diferente.... na verdade é pornográfica... ela é antiga e os acontecimentos são bizarros, nunca a encontrei na internet... era um livro do meu bizavô, encontramos em sua biblioteca em um sítio... tem ilustrações com objetos que eu nunca havia visto... há... e o principe é casado, e ele e a mulher com a cinderela fazem uma grande familia a tres.. más as duas se apaixonam e logo o principe é forçado a se casar com uma das irmas da cinderela, e ai a coisa piora. Há na verdade a cinderela é empregada no castelo..
Más não ter canificina, mesmo por que o conto é datado do século XVII, e estudos comprovam que nessa época os elos familiares eram muito diferenciados, homens podeiam ter mulheres fora do casamento e levá-las para morar consigo, com ou sem o concentimento da esposa. Em contrapartida, as mulheres eram obrigadas a permanecer fiéis, isso fazia com que procurassem outras mulheres, uma vez que eram abandonadas sexualmente pelos maridos.Muitas dessas histórias relatam fatos que aconteciam antigamente, que hoje, em uma sociedade moderna são inaceitáveis, más que eram mais comuns do que se imagina. No século XIII, os laços de sangue eram, muitas vezes desconhecidos, pois haviam centenas de filhos bastardos, logos pais casavam-se com as proprias filha, irmãos se apaixonavam e procriavam... nojento e bizarro, más em épocas distantes muitas coisas bizarras eram normais.

Por. Manuela Maistro

Anônimo disse...

isabela diz...
foi os irmão grimmm q fizeram essas hitorias?

Lady India disse...

Muito interessante saber que esses contos idealizados e que sempre terminam com o final feliz para os moçinhos e um final não tão bom assim para os vilões é tudo uma camuflação da realidade.
Ei, rapazes donos do blog se quiserem o meu e - mail, tá aqui: ray.lynn_rayza@LIVE.COM

Anônimo disse...

isso sim es uma hitoria muito loca!!!!!11

faianeg disse...

Referindo-se a Disney eu acredito. vale a pena busca e descobrir aquilo que eles trasmitem principalmente para as crianças..nao so os desenhos "encantados", como filmes, seriados etc.. é uma coisa de louco, e quando mencionado causa aquela contenda. mais eu digo "se não acredita seja um Tome faça sua propria pesquisa e construa uma opiniao com seu propios conceitos" P.S: EU ACREDITO SIM QUE EXISTE UMA LIGAÇÃO COM MENSAGENS SUBLIMINARES.

Anônimo disse...

eu adorei era isso que eu precisava obrigada

Anônimo disse...

Na realidade, esses contos na Antiguidade eram como "lições de moral" para as crianças, por isso seu conteúdo que muitos tem como, macabro. Os irmãos Grimm reescreveram essas histórias com finais felizes para que as crianças de sua época aprendessem essas lições, mas de um modo sem tanta violência. Walt Disney apenas fez os filmes desses contos, então realmente não entendo o porque difamar a Disney. São contos mágicos que encantam até hoje, e como muitos disseram, é bem melhor que as crianças os assistam e os leiam, do que fiquem sujeitas as novelas e filmes brasileiros e estranjeiros de conteúdo extremamente pornográfico.

Manu disse...

Eu acho que realmente não tem importancia que uma criança fosse ler as histórias dos Irmãos Griim.
Pois, além de ser divertidas e interessantes mostram um mundo real onde a qualquer momento isso acontece.
Poie uma criança se ilude com as histórias da Dysney, mas o mundo real ela não conhece e não tem nem uma ideia que se ela ficasse adormecida qualquer tarado ou tipo assim, pode muito bem abusa-la.
Então prefiro que um dia meus filhos fiquem assustados com a verdade, doque alegres com um mundo que vão esperar e nunca conhecer;
Isso que é cruel.

Anônimo disse...

os contos de fadas foram modificados para que as pessoas se decepcionasse com o mundo real ,sem graça ou sentido em que vivemos

Anônimo disse...

aqui vai uma versão bem diferente de branca de neve o os sete anões , na verdade não eram anões e sim crianças os filhos de branca de neve,sua mãe não morreu doente e sim foi morta pela própria filha malvada ,e ela não era branca ,ela era albina.

Giulianna disse...

Faz um tempo que me interessei pelas origens dos contos de fadas. Mas, para ser sincera, quando eu volto a assistir os desenhos eu não penso nisso. Porque me conquistaram de uma certa forma que não consigo ver maldade. A maldade estava naquela época em que foram escritas, por isso foram modificadas. Não acho que os produtores da Disney estavam com essa intenção. As mensagens subliminares, infelizmente, estão presentes. Mas também não ligo pra isso, porque quando assisto, eu vejo que tudo é possível e, principalmente, vejo o amor. Para mim, as origens foram apenas uma cultura e nada mais que normal para aquela época onde o homem era o centro das atenções e fazia com a mulher tudo o que quisesse. Eu só tenho a agradecer pelos caras que fizeram essas modificações porque os desenhos da Disney me permitiram ver o mundo de uma outra forma e as pessoas que nele existem. Então, obrigada!

Anônimo disse...

é

Anônimo disse...

caracaaa, gostei mais dessas histórias do que as outras(ñ que eu seja uma maníaca!!!!)mas, porque essas histórias por incrivel que pareça tem mais aver com a realidade em que vivemos.

Anônimo disse...

Engraçado é que naquele tempo, ao contrário de hoje,havia mais inocência nas crianças,acho que os pais frizavam que era "de mentirinha";hoje tentam tirar essa inocência natural mostrando o errado como certo e natural,tb não precisam dizer a eles que é mentirinha aquilo que assistem diariamente pela tv e no cotidiano ao vivo e real...pobres crianças...

Anônimo disse...

Adorei suas pesquisas.
Sempre tive curiosidade sobre histórias infantis , e graças a suas pesquisas , tive uma clareza bem maior . Continue assim .

Anônimo disse...

Achei esse texto de um escritor brasileiro publicado em 2004:

Psicologia das fábulas infantis (publicado em 17/06/04) no jornal O Popular (www.opopular.com.br)
Leonardo Teixeira

Especialistas garantem que todo tipo de fobia tem origem na infância. Analistas de divã, seguidores de Freud, pediatras e pesquisadores ressaltam a influência da palavra como veículo desse medo.

Em crônica publicada no POPULAR, no dia 8/8/2003, ressaltei o problema das cantigas terroristas de ninar. Agora, pensemos na contribuição dos contos fantásticos que são mundialmente lidos para construir a magia do mundo infantil, exercendo na mentalidade pueril uma futura repercussão sob a forma de neuroses, traumas psiquícos e desequilíbrios emocionais. Algo do tipo dormir com luz acesa, ir para a cama dos pais, medo de armários, de monstros debaixo da cama etc.

A maioria de escritores de contos de fábulas infantis escreveram sobre si e para adultos, demonstrando seus traumas e preconceitos: a filha adotiva é escrava (Cinderela), a madrasta é má (Branca de Neve), a mãe é irresponsável (Chapeuzinho Vermelho), filhos abandonados pelos pais (João e Maria), viver sozinho com irmãos (Os três porquinhos), pais inexistentes (personagens da Disney são tios, sobrinhos, avós, netos, primos e amigos - nunca pais e filhos – quando o pai existe, o filho não o respeita, como nas aventuras do Lobinho, entre outros). O famoso Chaves é uma criança abandonada que mora num barril. A Chiquinha e o Nhonho moram só com o pai, o Quico só com a mãe, Clotilde é uma velha bruxa solitária.

Praticamente não há estrutura familiar – base da sociedade pacífica – e o sentimento ultrapassaria cem anos de solidão (parodiando Gabriel García Marquéz). Se fossemos analisar o presente relato sobre os ditames da teoria da conspiração, ou aguçar os sentidos nas mensagens subliminares, tudo ficaria ainda mais grave. Bruno Bettelheim ainda é "mais exagerado", quanto a esse tema. Até mesmo com o brilhante Monteiro Lobato teria que se ter cautela, em face dos seres folclóricos assustadores como a Cuca. Se o leitor procura algo mais brando, o brasileiro Luís Jardim e o dinamarquês Hans Christian Andersen talvez seriam mais indicados.

Recentemente li 60 histórias adaptadas pelos conceituados Irmãos Grimm (Wjacob e Wilhelm), que escreveram Branca de Neve, A Gata Borralheira, O Sapo Príncipe, A Bela Adormecida, O Pequeno Polegar, entre outros. "As histórias deles deveriam ser adaptadas para crianças", é o que diz a psicóloga Ofélia Boisson num livro editado na década de 70.

Para não criticar esses geniais autores, até por ser um admirador da arte literária, o problema talvez seja a criação, o carinho e o respeito familiar que deve estar sempre em mente, lutando pela formação do espírito crítico da criança, mesmo nas brincadeiras mais puras e histórias mais inocentes ou escabrosas.

Anônimo disse...

Adorei o blog foi sensacional!
Me amarro nessas coisas bizarras...
Continue escrevendo no NSN
Acho isso muito show.
Gostaria que fizesse uma história REAL sobre o SREK e sobre a ALICE(a do pais das maravilhas)

Com carinho,
ONE KISS,
DANDIELLE:*

sarah montagna fagundes disse...

hum....
muito interessante agora que você mencionou mensagem subliminares podia fazer um post sobre a coca cola.
você sabe né que ao contrario ela diz ''alo diabo'' e outras coisas
mais parabens adorei o blogger e vai ficar mais legal aida se fizer esse post

Anônimo disse...

oo

Anônimo disse...

muinto bom adoreiiiii

Anônimo disse...

Rafaela Freitas... Concordo com sua crítica sobre a aplicação de mensagens subliminares na Disney; Concordo também, parcialmente sobre sua polêmica em relação aos estudos necessários sobre idade média para saber criticar estes contos antigos. Mas acho que você tem que enxergar que como estamos em tempos modernos, nós temos uma visão atual de tais histórias infantis; Como você mesma disse, cada época tem seus hábitos.E por mais que fosse algo comum naquela época, ainda sim era um abuso ter tais atos eróticos à força com crianças e até com adultos; Infelizmente, isso não era refletido daquela época, É Claro.

Adorei a matéria centralizando o assunto dos contos de fadas medievais.

Anônimo disse...

Oi, Amo contos de fadas e costumo ler sobre eles. Tenho um livros (academico) que traz até na integra algumas dessas histórias.
No caso da Pequena Sereia, as irmãs vendem os cabelos para a Bruxa em troca do Punhal que livraria a irmã da morte, caso ela matasse o principe. Mas ela não mata. Porem, ao invés de virar espuma do mar, alguns espíritos ficam com pena dela e a transformam num espírito tbm, que vagaria por muitos anos (agora não lembro qtos, mas muuuitos), até ganhar uma alma imortal (coisa q as sereias n tinham).

Muito legal a discussão!

Anônimo disse...

PRA COMEÇAR NÃO É CULPA DA DISNEY ESSAS HISTÓRIAS NÃO FORAM INVENTADAS POR ELA...A MAIORIA FOI CRIADA ORALMENTE E ADAPTADA PARA FICAR MENOS HERÓTICO..NINGUÉM É CULPADO A NÃO SER OS CRIADORES

Júh disse...

Pow amei aqii.
Apesar da minha infância ter ido por água abaixo esta valendo.

Anônimo disse...

No dia seguinte, vieram e levaram
Outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei.

Natalia Machado disse...

Nossa, excelente matéria! Muuito interessante mesmo! MEGA criativa, realmente maravilhosa!! Parabéns !

geovana disse...

caraio eu nao nunca mais vou gosta da cinderela da bela

Anônimo disse...

Obrigada foi muito útil para mim

Anônimo disse...

porra kd uma história boa

«Mais antigas ‹Antigas   201 – 400 de 412   Recentes› Mais recentes»

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo