domingo, 13 de julho de 2008

Avatar FiliPêra

Rock 'n Nerds

 

weezer 

crédito: mediaeater

 

 

Da Redação Nerd

Hoje é Dia Mundial do Rock! Ponto. É fato que o hoje o rock é a música universal. Pode não ser a que mais vende, mas com certeza é a que produz os melhores espetáculos. Podem passar modas, estilos, mas ele sempre está lá, quase que intocado. Desde Nevermind, disco essencial do Nirvana, à frente do movimento grunge, é que os rockeiros finalmente passaram à frente, deixando para trás, Michael Jackson, Maddona e toda a música pop do centro das atenções. Hoje, para se ter uma idéia do poder do rock, ainda existem dinossauros do naipe dos Rolling Stones e U2 vendendo tanto quanto antes, sem perder as suas raízes com o passado

Nossa idéia inicial para esse post era contar um pequeno histórico do rock, com suas vertentes, origens, ramificações, influências...e assim vamos. Mas ia ficar longo e chato (além do fato dessas informações serem bastante relativas, e variam de lugar para lugar). Então nada melhor do que expor nossos gostos rockeiros, juntamente com as bandas que mais gostamos, em formas de brever depoimentos, sem a mínima pretensão de serem enciclopédicos. Participaram todos os autores que fundaram o NSN. O Sherman está incomunicável, o Shadow só quer saber de jogar videogame e o Voz do Além está metido em suas atividades subversivas. Em rápidas palavras o Sherman revelou que sua banda favorita é o Red Hot Chilii Peppers e o Shadow disse que a sua é o Sum41. O Voz do Além disse que tal assunto é sigiloso e preferiu não comentar...

 

 

bruner

BruNêra

  "Estava eu arrumando meus DVD's de filme, jogos e afins nesta sexta- feira quando o Pêra me chama no MSN falando o seguinte: "Oh! mané, não esquece de fazer sua parte do post sobre Rock desse domingo. Valeu? Tô indo aí levar um bolo pra familia" (notem a parte do bolo, pois isso é um acontecimento assustadoramente extraordinário; porque além de ser um sanguessuga dos inferno ele é adventista, e por causa do segundo motivo quase nunca sai de casa na sexta feira).

Pronto! Lá se vai minha noite de arrumação! Confesso que escrever sobre música não é muito minha praia, mas o que eu não faço pelo NSN!? Então vou logo avisando, não esperem grandes coisas. OK?

 

24_MHG_cult_hermanos

LOS HERMANOS

Essa é definitivamente a minha banda favorita. Sei que tem muita gente que os detesta, chegando até a chama-los de "LOSER MANOS" (rsrsrsr). São todos ums idiotas - mas admito que o apelido é engraçado. Conheci o som dos caras através do CD Ventura (lógico que eu gostei de Anna Julia, mas depois de conhecer o resto da obra deles essa musica se revelou uma das mais simples). Que é o terceiro disco da banda e o melhor, na minha opnião, abusando dos metais. Os Hermanos deram um tom meio nostálgico a todas as músicas, com solos de sax e trompete misturados com uma guitarra suave e deixando a bateria bem de fundo. Eles trazem com força todo o clima dos anos 60 com todo o sentimento, beleza e "ingenuidade" dos festivais.

 Los Hermanos - Ana Júlia

O que mais me agrada na música dos caras são as letras. Todas trazem uma história ou um sentimento particular. Acredito que não há pessoa que não se identifique com pelo menos uma das músicas.

Neste CD (Ventura) assuntos clichês como: amor, solidão, timidez; ganham nova roupagem nas mãos de Marcelo Camelo e cia. As minhas preferidas são Conversa de Botas Batidas e De Onde Vem a Calma (11ª e 15ª faixas respectivamente). A primeira narra uma possível última conversa de dois velhinhos que se encontravam escondidos num hotel desde a adolescência, escondendo assim das famílias seu romance. Num desses encontros o prédio começa a ruir e o porteiro tenta avisar o máximo de pessoas possível, mas não se sabe se, por estarem dormindo ou se por quererem manter seu romance em sigilo, eles não atende a porta e acabam desabando junto com o predio. Marcelo Camelo viu essa notícia num jornal e a partir daí criou uma das letras/homenagens mais bonitas que já li.

 Los Hermanos - De Onde Vem a Calma

A segunda trata sobre a timidez e auto-aceitacão. A letra é até simples, mas como sou um cara EXTREMAMENTE tímido e introspectivo, acabo me indentificando muito com a música. Fuçando na internet achei esse poema de Artur da Távola, que foi a base de onde o Marcelo tirou a letra. Leiam! É realmete bonito:

 "O que você pensa que é ser tímido? Ficar num canto, com medo dos outros, paradão, calado, mordido de si próprio, incapaz do gesto ou da palavra? Não. Isso é ser inibido. Ser tímido é ter o gosto da multidão e temê-la. Ser tímido é fica com vergonha pelo outro. (...) É preferir calar sabendo o que falar. Ser tímido é não entrar nas disputas, cortado por elas, por dentro. É ficar mais do lado do garçom que do próprio. É construir na imaginação tudo que tem de melhor. (...) Ser tímido é esperar que o descubram. É invejar sem inveja. (...) É querer ser o primeiro e se esperar por último. E zangar com as próprias raivas. (...) Ser tímido é ficar sempre do lado de fora da vitrina. (...) Pode ser falar muito. Pode ser até brilhar. Pode ser luzir. Mas sem raiva, senão de si mesmo. (...) Ser tímido é poder querer. É fazer sem que saibam, mas ter necessidade de que saibam. Ser tímido é ser temeroso da própria vaidade. Ser tímido é querer entrar na festa, eterno penetra da alegria alheia, porque a sua é secreta. Ser tímido é rir para, em vez de rir de. Ser tímido é procurar saber, é querer a justiça. É esperar que os outros reconheçam. (...) É voltar para casa numa solidão de luas e cães. (...) É rolar pelo chão com a vida que não teve, feliz com ela que se prolongou na fantasia. É levar a vida que teve dentro da pasta, disponível. Ser tímido é saber mais do que faz. É ficar feliz quando pontas do que é e sente são percebidas de graça. (...) Ser tímido é ser rei. Na madrugada de seu reinado escondido e deslumbrante"

Finalizando... Infelizmente o grupo fez uma pausa por tempo indefinido no ano passsado. Torço para que não demorem a voltar, pois a música brasileira perde muito sem eles. Marcelo Camelo estará lançando um CD solo este ano e ja se pode ouvir duas musicas no MySpace dele.

Discografia:

1999 - Los Hermanos

2001 - Bloco do Eu Sozinho

2003 - Ventura

2005 - 4

 

system_of_a_down_photo

SYSTEM OF A DOWN

Essa é minha segunda banda favorita! Gosto tanto de rock pesado (tipo Slipkot), quanto de rock mais calmo/alternativo (tipo White Stripes ou Link Park). Mas o SOAD consegue equilibrar com perfeição os dois extremos e ainda por cima com letras matadoras! Dentro da discografia da banda você encontra desde músicas loucaraças como Vicinity of Obscenity, do cd Hypnotize, que, se tem alguma mensagem na letra, deve-se mascar peiote para poder entender; e mesmo assim a batida e a voz de Serj Tankian conseguem hipnotizar o ouvinte com o refrão:

"Banana banana banana terracotta
Banana terracotta terracotta pie
"


 

 System Of A Down - Vicinity Of Obscenity

Até músicas como Science, do cd Toxicity, que fala do desligamento entre a humanidade x fé x terra, atravéz da ciência. Com um baixo marcante e passagens utilizando flauta os caras criam uma impossível mistura de hard rock e música tribal sem exagerar na percursão.
Dentre as muitas peculiaridades da banda, a que mais me agrada e o alto cunho politico e sócio-critico das letras. Dentro de seus 5 CD's você encontra críticas ao capitalismo, guerra, pornografia, sistema carcerário, drogas e principalmente aos EUA; entre muitos outros assuntos incrustados na sociedade. Músicas como Prison Song, Chop Suey, Psycho, Attack, Stealing Society, BYOB, Radio/Video e Violent Pornography para citar so algumas.
Outra faceta interessante da banda é a utilização de vários intrumentos "não convencionais" dentro do estilo, harpa, flauta, "palmas", violoncelo, e  distorções eletrônicas estão presentes dando um ar mais alternativo e inovador para cada CD, em especial o disco Hypnotize, que ficou bem eclético.
A banda fez uma pausa por tempo indeterminado no ano passado para que seus integrantes pudessem dar andamento em seus projetos particulares. O vocalista Serj Tankian (metade da graça da banda está nesse cara) lançou um disco solo chamado Elect The Dead, que ficou PHODARAÇO!!! Nele os temas controversos são muito explorados; a música de trabalho do cd chamada, Empty Walls, faz uma crítica mais que direta à política de guerra de George "O Asno" Bush. No clipe da música uma guerra é encenada por crianças; culminando em duas Torres Gêmeas de brinquedo sendo atingidas por aviões, também de brinquedo. Minhas músicas preferidas são Lie Lie Lie, que começa com um piano perfeito, e Honking Antelope, que, além de ser fantástica, tem um clipe excelente.

 Serj Tankian - Empty Walls

Discografia:

2000 - System Of A Down

2001 - Toxicity

2002 - Steal This Album!

2005 - Mezmerize

2005 - Hypnotize

 

Para finalizar farei uma pequena lista de outras bandas e cantores que gosto e merecem ser citados:

- Asian Kung-Fu Generation (pop rock japonês de alta qualidade)

- The Massa Missile (outra banda J-pop)

- Cake (banda de rock alternativo com muita influência mexicana)

- Gnarls Barkley (essa dupla é uma das maiores revelações do ano passado. Rock/funk altamente nerd; para se ter idéia, num dos shows da banda toda a equipe estava vestida de Storm Tropers)

 

Daft Punk

- Daft Punk (música eletrônica de qualidade, não esses bate-estaca porcaria que tem por aí, já fiz uma resenha do filme Electroma,  que é uma incursão da dupla pela sétima arte. Melhor que eles sá a banda Kraftwerk que o Pêra ja resenho AQUI)

- Cordel do Fogo Encantado (banda de Recife, que mantém vivo o movimento Mangue Beat, som regional com muita percursão)

- Toy Dolls (Punk pesado, descompromissado e sujo, um Ramones excrotizado! Muito bom)

- Me First And Gimme Gimmes (banda de punk-rock cover, que pega músicas como Stand by Your Man e Up Town Girl e dá uma turbinada. Irado!!!)

Matisyahu02

- Matisyahu (cantor judeu ortodoxo de reggae. Não concordo com tudo que ele fala, mas a música é realmente muito boa)

Até a proxima pessoal.
É NOZES!!!

 

 

 

filipe

FiliPêra

"Bom, parte dos meus gostos musicais vocês já conhecem, pois criei e editei quase todos os posts de música aqui do Blog . Mas vamos lá. Minhas duas bandas favoritas são: Radiohead e Muse, que já ganharam posts abundantes aqui no NSN (é só fazer buscas). Conheci essas duas meio que ao mesmo tempo, em parte porque elas têm pontos em comum. Mas, apesar das semelhanças, cada uma me atrai por motivos diferentes.

radiohead

O Radiohead representa a vanguarda da música (e do rock), estando sempre à frente das outras bandas. Chegou a lançar um novo método de comercializar músicas, colocando os artistas à frente das poderosas gravadoras. A banda começou pegando carona no estilo grunge (até cabelos horríveis eles tinham), mas logo depois abriu as portas do rock para as influências da música eletrônica e do jazz. Mas não pense que o parto foi fácil, eles exigiram liberdade total para o que seria o terceiro CD deles. Ao receberem o resultado os executivos da EMI, gravadora para qual eles tinham contrato na época, os executivos classificaram o álbum como invendável. Não sabiam que estavam perante a maior revolução do rock em tempos, que atendia pelo nome de OK Computer. Foi com as músicas como Paranoid Android e Karma Police que Eu fui fisgado pelo Radiohead. Na época em que as ouvi, ainda não sabia que elas faziam parte de uma obra maior, mais complexa como OK Computer. Mas não usarei esse espaço para falar só de Thom Yorke e cia.

 

O Muse é diferente. Enquanto o Radiohead é intimmuse-museista e busca levar à reflexão, sendo recomendado para momentos mais calmos; o Muse é rock 'n roll dos melhores; barulhento e demolidor. E a banda faz melhor: tem performances ao vivo inesquecíveis (é só assistir os DVD's). E olha que é difícil uma banda me convencer ao vivo. A banda ainda tem uma profusão de influências das mais diversas, indo desde música clássica a Smashing Pumpkins. Para ter uma idéia do poder da banda assista ao DVD Absolution Tour, ou o próprio CD Absolution. É ele que sempre uso para convencer qualquer um com um pé atrás com a banda. É foda até o limite!

mars volta

Mas, deixando o mainstream (o Radiohead é considerada a banda de rock mais importante do mundo desde a década de 90 e o Muse foi eleito "o melhor show da terra"), todo fã de música tem gostos que gosta de manter exclusivos - chegando inclusive a reclamar quando seu artista passa para o centro das atenções. Sou fã de várias bandas que não sei de mais ninguém que sequer as conhece. Uma delas é The Mars Volta.

Primeiramente o som dos caras não é para qualquer um (fã adora falar isso). Seus CD's, com grandes influências progressivas, contém músicas que chegam aos quilométricos 13(!) minutos. E para ajudar, geralmente seus álbuns são conceituais, e não contam com nenhum hit sequer; as músicas são coladas umas nas outras, formando um grande história. Chato? Depende de quem está ouvindo. É ver para entender (e talvez gostar)!!!

A música abaixo é mais normalzinha deles:

 the mars volta - the widow

nine_inch_nails_ Outra banda alternativa que Eu gosto é o Nine Inch Nails. Não só pela atitude sempre agressiva deles quanto ao mercado - eles chegaram a fazer um apelo aos fãs para que não comprassem um CD deles, porque haviam sido enganados pela gravadora - ou pelo fato de terem aderido a distribuição gratuita e online do trabalho deles (The Slip, o mais novo trabalho deles, foi distribuído gratuitamente no site deles), mas também pelo seu som demolidor, com fortes influências de rock industrial e música eletrônica. A campanha de Year Zero, seu antepenúltimo CD, recebeu uma das campanhas virais mais brilhantes do mundo da música em todos os tempos (imagine os ARGs de Batman, mas aplicados a divulgação de um CD, que relata o fim do mundo). O resultado foi uma alta vendagem do trabalho e um Leão de Prata em Cannes 2008 (o segundo prêmio mais importante da publicidade). Alguns detratores reclamam, dizendo que os CD's são bem parecidos; mas faz tudo parte da mágica. A principal força do NIN são suas letras fortes e subversivas.

 Nine Inch Nails - March of the Pigs

 

Weezer2

Outra banda mais alternativa, mas um pouco mais conhecido que gosto muito é o Weezer (a foto lá em cima é deles, inclusive). Foram eles que para o bem e para o mal deram origem ao emocore. Inicialmente a idéia era relatar experiências pessoais nas músicas. E é fácil perceber isso em praticamente todas as músicas de Blue Album. Rivers Cuomo, o vocalista da banda, canta sobre grupos de RPG, namoradas, pais hipongas e naturebas. Após ele o rock jamais voltou ao que era antes. Mesmo que depois as bandas "emo" (entre aspas porque estão longe do que eram as primeiras) tenham invadido o mundo com sua chatice, tendências auto-depreciativas e maquiagem horríveis, o Weezer e seu Blue Album continuam essenciais.

 Weezer - My Name Is Jonas

Obs: não culpem a eles existirem coisas como Simple Plan e 3 Doors Down!!!

Abaixo, imitando a idéia do BruNêra, vou colocar uma lista com outras das minhas bandas favoritas, que Eu ainda não fiz qualquer menção aqui no NSN (usem o Google e se divirtam):

Lost Prophets (New Metal inglês, com fortes influências de Faith No More)

Faith No More (Banda do maluco Mike Patton. Foi dela que saiu o famigerado movimento do nü-metal, que vendeu horrores nos anos 90, mas sumiu ainda mais rápido que surgiu; deixou bandas como Korn, Linkin Park e Limp Bizkit)

prodigy

Prodigy (mistura furiosa de punk com trance. Ficou famosa também com clipes polêmicos, como o de Smash My Bitch Up. Gerou filhotes do calibre do The Liars)

Arcade Fire (banda praticamente sem gênero dentro do rock. David Fricke, editor-sênior da Rolling Stone americana comparou a banda a versão musical de um filme de David Lynch)

Violins (a única banda brasileira que Eu gosto integralmente, de tudo que eles fizeram sem excessão. Pela sonoridade branda e introspectiva, foram comparados ao Los Hermanos e ao Legião Urbana. Trataram de mudar isso com os dois últimos álbuns, Tribunal Surdo e A Redenção dos Corpos, e se aproximaram do Radiohead e do Muse).

Rage Against the Machine (Rap Metal da melhor qualidade)

Within Temptation (melhor banda de música gótica que existe, deixando para trás, e muito, os Nightwishs da vida)

strokes

Entre os "moderninhos" (os detratores adoram o termo) Eu gosto muito de White Stripes e The Strokes.

Para os um pouco mais antigos, Eu ouço bastante Jesus and Mary Chain, REM, Smashing Pumpkins e Sonic Youth.

Tem muito mais, porém para não me alongar muito vou parar por aqui...

 

 

 

 

beto

HumberTêra

 

"Pô galera, podem ter certeza que realmente só vou fazer isso por causa de vocês. São 4 da manhã e eu to começando a fazer o post sobre rock, ja que, como foi dito, hoje é o Dia Internacional do Rock.
Vamos lá! Eu gosto de vários estilos de música, mas o que predomina mesmo é a musica eletrônica, Trance, Dance, D&b (drumm e bass), etc..
Mas tem algumas bandas de rock que eu gosto, que vou citar abaixo:

CPM 22
Linkin Park
System of a Down
 
e mais algumas

Mas eu prefiro usar meu espaço para falar de coisas diferentes que valem a pena ouvir pelo menos para conhecer!

http://www.youtube.com/watch?v=36Xt-XeWnHM

O som acima é bem bacana. Basicamente é uma mistura de violino clássico com um som de hip hop rolando na pick up!

 

Aqui rola um free style de hip hop, com uma mistura de reggae. Os cantores são: Toussaint, que é cantor de uma banda de Blues chamada Soulive (foda), e Wyclef que canta uma mistura de reggae e hip hop.

O som abaixo passa no comercial do canal Universal Chanel. É um rock maneiro:

 Three Days Grace - Never Too Late

Tem mais um som extralouco, que é de um Judeu ortodoxo que canta um free style de hip hop com passagens do Torá e ainda por cima arrisca algumas coisas de beat box que deixa a mistura mais maneira ainda. Trata-se de Matisyahu:

 

Um som que é a essência do som trance...e o começo de tudo; é um som chamado GOA.  Para ouvir é só dar o play:

 

Tem mais um aí embaixo, é só clicar:

http://www.youtube.com/watch?v=nZPdILnchMo&feature=related

 

blue_man_group_poster

Pra fechar, tem um som muito diferente da banda Blue Man. Os caras são muito loucos; eles misturam cor, imagem e música com som de objetos diferentes para fazer isso tudo. Vocês podem dar uma conferida, clicando nos links abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=QM-mfEMssy8

http://www.youtube.com/watch?v=QM-mfEMssy8

 

E aí está uma lista dos sons que eu ouço sempre!!!

Charlie Brown Jr., Cidade Negra, Soulive, O Rappa, DJ Marky, Spring Now, Eric Clapton, Orishas, Maroon 5, Blink 182, Gothan Project, Jack Johnson, Linkin park, Pitty, Bens Brothers, Natiruts, Wyclef Jam, Ben Harper...

 

vanessa chorao

E agora pra terminar (de verdade) realmente foi a Coca-Cola que nos deu o prazer de ouvir essa mistura (extrememotherfucker): Vanessa da Mata e Charlie Brown Jr.
Essas foram as musicas que eles cantaram juntos:

01 - Pontes Indestrutíveis
02 - Ai Ai Ai Ai Ai
03 - Senhor do Tempo - Não Me Deixe Só
04 - Vermelho
05 - O Que Ela Gosta é De Barriga
06 - Música
07 - Lutar Pelo Que é Meu
08 - Uma Criança com Seu Olhar

Clique AQUI para ver os vídeos do show.

 

Blz galera a gente se vê por aki em breve!!!

Flws Vlws (6:05 am) ¬¬

1 comentário

lucas. disse...

O do HumberTêra foi triste.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo