quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Avatar Sherman

O Leitor

  o leitor

Realmente, Kate Winslet arrasa em O Leitor. A interpretação da inglesa é fumegante, autêntica, e poderosa como uma mulher com alguns segredos, que nem de longe passa a a sua “verdadeira” imagem, até sua revelação.

A história é sobre um rapaz chamado Michael Berg (interpretado pelo jovem ator David Kross, depois substituído por Ralph Fiennes, que não está nada extraordinário mas longe de uma fraca interpretação) que um certo dia se apaixona por uma mulher um tanto mais velha que ele. O primeiro encontro dos dois é, como se fala... coisa do destino. Ele na rua, depois de pegar uma baita chuva, começa a passar mal e tem um  encontro com essa mulher, que o ajuda. Logo depois de alguns dias, ele a encontra meio tímido para lhe agradecer por te-lo ajudado naquela ocasião. Após uma conversa, ela pede que  ele saia para que se troque. O rapaz sai, mas, pela fresta da porta a vê colocando uma meia-calça. Foi o suficiente para que o inocente menino  ficasse louco pela mulher.

Os dois passaram a se encontrar na casa dela… para terem várias horas de sexo, muito sexo. Aliás, tem muitas cenas tórridas no filme. No mínimo uns vinte, vinte cinco minutos de metragem contendo exclusivamente sexo. Mas, antes que me pergunte, as atuações de Kross e Winslet, coordenadas por Stephen Daldry (diretor do longa), em nenhum momento deixam a coisa resvalar para o vulgar, ou para algo de péssimo gosto. Só ajudam a melhor entender o sentimento que eles nutrem um pelo o outro.

Depois de várias semanas, Michael resolver perguntar  o nome da mulher. Ela responde que é Hanna, um nome que irá ficar para sempre na mente dele. Depois de um certo tempo, Hanna vai embora sem mais nem menos. Michael, apaixonado, fica a se perguntar (somente por gestos) por que ela teria ido embora. Anos mais tarde (sim, o filme é cheio de elipses), Michael, estudante de direito, acompanha um caso sobre um julgamento de ex-guardas nazistas no campo de concentração que  recebiam  ordens e as cumpriam sem o menor constrangimento. Uma das guardas é Hanna. A mulher com o olhar sofrido, carente, desamparado; na verdade escondia uma  frieza monstruosa. Será?. É isso que Michael (e nós) se pergunta. Até onde podemos nos enganar com as pessoas, ou somos todos iguais?

leitor1

leitor2

Na minha opinião, apesar de sua qualidade, o filme está sendo subestimado pela academia, tendo como certo somente o prêmio de Winslet. Mas, com certeza o filme tem tudo pra surpreender o grande público, além de ser mais um grande filme para esse Oscar.

E sim, é mais um filme de Holocausto/nazistas/wathever a concorrer ao prêmio da Academia, que, esse ano não será transmitido pela TV aberta, graças ao desfile das escolas de samba.

 

The Reader (EUA, 2008)

Diretor: Stephen Daldry

Duração: 124 min

Nota: 9,0

10 Comentaram...

Anônimo disse...

Fui ver o filme, ontem. Achei realmente escepcional. Muito bem dirigido e com magistral interpretação de Kate Winslet. A reconstituição do ambiente doméstico e urbano da época da IIWW, ficou perfeita. O que mais gostei, foi a honestidade e a total isenção com que a posição dos personagens no cenário político alemão, da época, foi abordada. As cenas finais no luxuoso apartamento novaiorquino da ex-vitima de Auschwitz, recolocam tudo em seu lugar.

Anônimo disse...

Um filme para ser revisto em todos os seus detalhes.Estava entusismada com a força da interpretação de Meryl Streep em "Dúvida", mas Kate Winslet mostrou que é fantástica e para o jovem ator, muito bom também foi, com certeza uma grande oportunidade. Uma história comovente, um soco no estômago para queles que gostam de julgar os outros.Não percam!

Anônimo disse...

Olá, gostei da reportagem e me interessei em ver o filme. Só faço uma observação: no terceiro parágrafo está escrito "intender" no lugar de "entender". Vejam: "Só ajudam a melhor intender o sentimento que eles nutrem um pelo o outro".
Um abraço!
João Paulo - Brasília

Simone disse...

No primeiro comentário foi escrito escepcional, ao invés de excepcional.
_ Vamos comentar sim, afinal é o direito de expressão que nos cabe. Porém vamos ler aquilo que escrevemos, para não cometer um erro grosseiro como este.
Estão assassinando a nossa língua portuguesa.

Anônimo disse...

Pois é, estão mesmo assassinando nossa Lingua!
Caso preste bem atenção, a pessoa que escreveu sobre o filme Sherman, por favor, preste atenção na concordância!Desculpe-me, eu cometo erros na escrita,porém não escrevo sobre assuntos desse tipo e nem em nenhum SITE!
Se o fizesse, obviamente leria 21545457 vezes o que escrevi,para que não houvesse erros "tolos".

Quanto ao filme, é uma boa pedida!


Anne G.

Anônimo disse...

O que esses comentarios ortograficos te a ver com o filme?rsrsrsrsrrsrrsrssrsrsr...
é bom ou nao? isso é o q importa aqui!!!

Anônimo disse...

"intender" e "wahtever" ?

revisão hein

Anônimo disse...

eu nao intendo porque ficao brigando por tao pouca coisa, afinal o que importa ou exporta e o filmee nao picuinhas de cumadres...o jacusada...

Anônimo disse...

Sem defender mas qual a diferença da Hanna em relação:
1)A um médico de triagem do INSS que indefere uma aposentadoria à um deficiente físico com 50 anos?(Auriflama-SP 2002)
2)A um enfermeiro que resolve vender orgãos de pacientes semi-terminais, ainda vivos?(Rio-2003)
3)A um médico psiquiatra que molesta seus pacientes crianças(Sp-2000)
4) Uma casta que consegue alimentar cachorros com banquetes, mas viram as costas pra familias pobres (Politica-Permanente)
e mais um monte que a gente le toda hora?
Resposta: ela era ignorante, não letrada, tinha medo da exclusão e acreditava na palavra de Hitler, não o questionou fazia o serviço para o qual foi contratada. Bem diferente da turma aqui citada.
Ja o Michael, agiu como todo bom advogado...

Anônimo disse...

Eu apenas queria saber sobre o Filme, e não sobre Concordancia Verbal ,e erros citados aí .
não sou professora de Portugues ou coisa assim .Sou apenas uma faxineira, e aí eu não posso me expressar? por não saber colocar as palavras?.As pessoas cobram muito mas nada fazem ao ser humano .mas e o FILME é OTIMO.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo