terça-feira, 29 de março de 2011

Avatar Colaborador Nerd

Blogs e Comentários

Por Sayron Schmidt, do World RPG Fest

 

image

Mais um dia por aqui (mais uma noite sem dormir, mais uma briga e outra confusão no bar...sem Matanza, né?). E como todo o dia comum, temos mais discussões acaloradas no aniversariante do mês, o Twitter. Seja uma breve reclamação sobre algo corriqueiro ou uma grande discussão cientifica, que não vem ao caso pois achei-a um saco. Mas acabei adentrando em uma diferente ao que estou acostumado, a temática abordou blogs, comentários e tudo o que reflete a opinião do leitor acerca dos blogs.

Mas antes, vamos voltar um pouco no tempo, a uns três anos atrás. O Twitter não tão era popular, Facebook era algo que só a galera cool possuia, já que no Brasil o filho do Google sempre dominou, e o tal da Social Media ainda não circulava no vocabulário do povão. Nesse tempo, existiam duas formas - deixe-se bem claro que são as formas básicas - não as únicas, de se elogiar um trabalho de um blogueiro ou escritor: ou os leitores comentavam no campo destinado a tal e marcavam aquelas cinco estrelinhas, dando a nota para o artigo, ou mandavam um e-mail para o autor.

Óbvio que os leitores preferiam a mais fácil. Comentavam, já estavam ali mesmo, tinham acabado de ler o texto e poderiam apenas dizer “gostei”, como poderiam fazer quase um tratado apontando erros, acertos e qualquer coisa que achassem conveniente escrever. Simples, todos os textos publicados recebiam ao menos um punhado de comentários, o que deixava seu autor orgulhoso (exceto se fossem stalkers ou trolls daquele tempo, hoje essa última palavra não tem mais o mesmo significado, mas isso será explicado em outro texto.) e todos dormiam felizes pois sabiam o que os leitores pensavam.

Passados esses três anos, chegamos aqui, onde o reply, retweet e o like andam de mãos dadas em qualquer blog. O Twitter e o Facebook se transformaram em uma grande ligação entre quem escreve e quem lê, todos possuem pelo menos um dos serviços e ficam, praticamente, o tempo inteiro conectados. Agora pensem que, se as caixas de comentários facilitavam tanto a manifestação dos usuarios, o que dizer hoje, que é apenas clicar no botão CURTIR do Facebook ou no RETWEET do Twitter? Logico que os comentários diminuíram consideravelmente em TODOS os blogs que conheço.

Agora entramos na grande discussão. Uma colega de twitter, que por sinal escreve em um blog muito bacana, resolveu desabafar no microblog, contando suas desilusões a respeito da falta de comentários de seus visitantes e que ninguém valoriza o trabalho que ela e as outras meninas que colaboram fazem, que todas vão dormir tarde planejando e escrevendo pautas e blah...blah...blah..., enquanto blogs que fazem CRTL + C / CTRL + V em memes que rolam mundo afora, recebem mais de 400 mil visitas diárias e 400 comentários.

Primeiro, e acho que vou ser até um pouco agressivo, cada blog tem um foco e acho que o delas (nem o meu e, muito menos, o do NSN!) não é atingir a pirralhada que ainda faz comunidades no Orkut para a(o) melhor amiga(o) e disputam para ver quem vai ser o first (cara, nunca entendi essa porra do first. Tudo isso é com o objetivo de ser xingado pelos outros e chamar a atenção?), e sim um público mais consciente e que busca uma informação trabalhada, com possibilidade de discussão e aprendizado. Esses leitores podem até entrar em blogs de “humor” e rir com o que está lá, mas dificilmente um deles irá perder seu precioso tempo comentando algo.

Então vocês devem estar se perguntando aonde eu quero chegar com toda essa volta que fiz?

Inicialmente, os blogs não vão morrer por falta de comentários, ao menos aqueles que souberem usar os recursos atuais e todos aqueles que ainda virão (a internet vive em transformação!) a seu favor. Considerar que o trabalho está sendo bem feito quando se recebe RT's ou CURTIR. Quando lê um comentário positivo no Twitter ou, até mesmo, gera uma discussão por ali. E além disso tudo se estabelecer, o que é mais importante. Não será em um ano que vocês terão visitantes fiéis e grandes comentaristas, tudo precisa de tempo. Ou alguém acredita que o Jovem Nerd a uns 6 ou 7 anos (não lembro exatamente a quanto tempo o blog existe) recebia a quantidade de comentários e visitantes que recebem hoje?

Os comentários hoje são usados basicamente para discussões, principalmente as mais acaloradas (né não povo do NSN?!). Polêmicas, criticas, religião, música ou qualquer coisa que você discorde de algo, gera discussão e isso faz os comentários aumentarem de forma considerável.

Portanto minha gente, não tenham uma crise só porque seus textos estão tendo poucos comentários, lidem com isso e ultrapassem as adversidades, principalmente quando se entra em um campo já tão sobrecarregado quanto o mundo dos blogs.

No próximo texto eu explico o meu problema com o famoso termo Troll!

6 Comentaram...

Samantha disse...

Gostei bastante. Eu tenho visto isso no meu blog, recebo poucos comentários. Mas tb tem que levar em consideração a compra de comentários hoje em dia, quem comenta ganha brinde,e isso na verdade não é um comentário real, é fácil escrever uma coisa genérica só pra ganhar prêmios. E acho que o que diminui também os comentários é o fato de existirem 30 milhões de blogs completamente iguais. Não dá pra comentar em todos. Fico triste quando parece que ninguém vê meu blog ou comenta nos meus textos, mas tenho consciência que são poucas das pessoas que vivem nesse turbilhão de promoções e vampiros que eu realmente tenho intenção de atingir. Talvez o que falte seja atingir o público certo. O ruim de todas as redes sociais é que elas tb ficam repetitivas, certa época eu usava mais o twitter, mas hoje em dia não tenho paciência, é pouca coisa que presta do que se fala lá, muitas promoções e muita puxação de saco :(

Bjks
Sam

Aleatório disse...

Depois dessa vou até comentar xD
gostei do texto xD

Arthur disse...

É a primeira vez que comento em um blog, e olha que faz algum tempo que leio vários, diante do texto acima ( muito bem escrito por sinal),acho que deixarei de lado a minha " timidez virtual", se é que isso existe e expor minhas opiniões.

Paulo Roberto [Em Paralello] disse...

Syaron meu velho como sempre excelente texto!! Quando iniciei o meu blog e até mesmo quando comecei a escrever para o NSN sempre fiquei dando F5 direto para ver se os mesmos eram comentados (rsrssrsr)

Quando recebi o primeiro comentário fiquei feliz, mostrei para a galera lá de casa foi foda a sensação!

Após algum tempo agente percebe que muitas pessoas leem, gostam, mas muitas das vezes não possuem tempo de comentar pela correria do dia a dia, pela infinidade de blogs existentes ou outro motivo qualquer.

É claro que é muito bom receber comentários, mas hoje minha satisfação está em escrever um texto bom e de qualidade. Creio que acima de tudo o importante é você ver que escreveu um texto bacana, coeso, inteligente e com isso tenho a certeza de que comentando ou não nossos leitores ficarão satisfeitos, afinal de contas esse é o nosso grande objetivo!

Abraço irmão!

Domenium disse...

Concordo com todo o artigo. Porém existe muita gente de mentalidade preguiçosa que não se dá ao trabalho de ler, pensar e analisar. Principalmente alguns jovens nascidos nos anos 90. Não irei julgar, dizendo que todos nascidos em meados dos anos 90 tem o mesmo “vício”, mas é bem clara essa precisão. Geralmente procuram artigos resumidos, a maior quantidade de informação no menor tempo possível. Eu tenho blog, utilizo o twitter, porém sou bem relapso, não fico conectado 24hs por dia. Mas o que percebo é que as novas ferramentas apenas aumentaram a velocidade daquilo que se comunica e não a qualidade analítica daquilo que se diz.
Com os meus 30 anos de idade, acho importante tais ferramentas (twitter, facebook...), porém não faço culto com tanta santificação como ocorre ultimamente. Dou prioridade ao conteúdo e tem alguns sites e blogs que já se tornaram passagem indispensável todos os dias como o Nerd Somos Nozes, 100 Anexos, Mundo Gamp, Boca do Inferno dentro outros. São sites que eu leio e tenho a certeza que o conteúdo não é copia ou uma re-leitura de uma postagem solta na internet.

Eu também tenho um blog, o Imemorável (domenium.blogspot.com), priorizo nos meus artigos a analise crítica do conteúdo expresso. Sei que não chove comentário, mas tenho meus poucos e bons leitores.

MARCELO SOARES disse...

É ate normal se sentir frustrado quando se vê seu blog com poucos, ou nenhum comentário, e outros com "besteiras" repletos. Mas, acho que é que nem os entusiastas dos fanzines de outrora, em papel, distribuidos na rua de mão e mão, sem saber se vai pro lixo de alguém ou será lido.

Os caras as vezes recebem cartas do outro lado do mundo, de gente que nem sabe como botou as mãos no seu zine, muitas vezes só uma carta dessas em um mês inteiro, e mesmo assim continuavam fazendo, por que? Pq gostam, se divertem, querem botar suas idéias e pensamentos para o mundo.

Afinal, entrar em qualquer coisa, ainda mais blogs e coisas artisticas/comunicacionais, pensando em sucesso/lucro é um sonho muito alto mesmo.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo