quarta-feira, 10 de março de 2010

Avatar FiliPêra

O que está acontecendo com Hollywood?

 

image

Creio que 2003 foi o ano em que mais fui no cinema. Devo ter ido umas 40 vezes. Logicamente que Eu era menos seletivo e tinha mais tempo para gastar, mas uma coisa é certa: 2003 foi um ano de bons filmes.

Tiros em Coloumbine, Procurando Nemo, X-Men 2, Piratas do Caribe (o primeirão), Prenda-me Se For Capaz, Sobre Meninos e Lobos, A Última Noite, A Viagem de Chihiro, O Pianista, O SdA: Retorno do Rei, Adaptação (esse vi em vídeo, se não estou enganado), O Chamado, O Homem que Copiava… Enfim, não é uma lista perfeita, mas é uma lista com filmes bons, filmes que ao menos te dão uma leve vontade de ir ao cinema conferi-los. Logicamente, 2003 teve muitos outros excelentes filmes independentes, e outros que foram direto pra vídeo, mas na lista só coloquei alguns que lembrei que vi no cinema.

Onde quero chegar é… cadê os filmes bons de hoje pra vermos no cinema? Olhemos 2009, o ano que foi embora. Só fui ao cinema três vezes, duas vezes pra ver filmaços - Watchmen e Bastardos Inglórios - e uma vez com um filme com mais pirotecnia que conteúdo - Avatar. Três vezes! Claro que Eu poderia ter ido ver Coraline, Star Trek, Se Beber Não Case… mas a lista de filmes bons que saíram no circuitão começa a rarear depois daí. De bons filmes independentes tivemos O Lutador, (500) Dias Com Ela, Distrito 9, Deixa Ela Entrar (os dois últimos não são americanos, mas vamos dar uma força)…

E não é só em quantidade de filmes ao menos razoáveis que Hollywood está perdendo o jeito. Pegamos como exemplo Roland Emmerich. O cara fez Independence Day em 96, em 2004 pariu O Dia Depois de Amanhã… e em 2009, uma bomba chamada 2012. Percebeu que mesmo sendo um diretor meia boca, Emmerich consegue fazer filmes cada vez piores?! Ele e seu cúmplice Michael Bay são só dois exemplos que, mesmo entre os diretores ruins podem descer o nível e se tornar ridículos. Reparou que um certo amigo nosso chamado Uwe Boll nem está lançando mais filmes que saem no cinema? É, amigo, é tudo sinal que Hollywood está tão ruim que até Uwe se tornou desnecessário.

Analisemos o ano de 99, como ilustrou brilhantemente o comentarista Panthro Samah:

Beleza Americana (1999), Matrix (1999), Clube da Luta(1999), Sexto Sentido (1999), Magnolia (1999), Dogma (1999), O Talentoso Mr. Ripley (1999), Segundas Intenções (1999), Garota Interrompida (1999), Quero ser John Malkovich (1999), Virgens Suicidas (1999), A Bruxa de Blair (1999), Mistery Men (1999), Meninos não Choram (1999), South Park: Big, Long & Uncutted (1999)...

Quantos filmes bons você vê aí? Eu vejo vários, inclusive clássicos modernos como Magnolia, Matrix, Clube da Luta, A Bruxa de Blair… além de outros excelentes, tipo Virgens Suicidas, Quero Ser John Malkovich, Beleza Americana! Inegavelmente o ano de 1999 deixa 2009 com inveja em qualidade.

Mas a contradição disso tudo é que 2009 foi um ano recorde para Hollywood, com mais de 10 bilhões de doletas arrecadas, mesmo com filmes ruins à zóia saindo no cinema e a temida pirataria crescendo cada dia mais. Claro que ingressos 30% mais caros ajudam - fora os custos do cinema 3D que são mais vultuosos, já que 3D é a palavra do momento.

O futuro? Não sei… Os filmes estão mais caros, precisam de mais gente os vendo para se pagarem, e exatamente por isso precisam seguir as velhas fórmulas de sempre. Mas fico feliz, esses mamutes cinematográficos acabam indiretamente financiando o cinema independente, que de uns tempos para cá é o único poço de bons filmes. Mas o grande circuito de distribuidores não gosta deles, então, aí entra a distribuição alternativa, também conhecida como pirataria.

Em outras palavras, enquanto a massa coloca os óculos 3D, Eu vou ao Pirate Bay

28 Comentaram...

Vagno Fernandes disse...

Bela análise, eu estava pensando sobre isso esses dias...Se colocar no pau os filmes de hoje contra os de 80 e começo de 90, os recentes tomam um pau feio. E antigamente não tinha essas frescuras se o filme ia ser 14 anos, PG 13 ou seja lá o que for, os caras faziam oa filmes e pronto. Lembro especificamente dos anos de 87 e 88 quantos filmes bons tivemos, Predador, Aliens, Robocop, Duro de Matar, A Mosca, todos filmes memoráveis. Estamos em 2010, quem consegue se lembrar de 3 filmes memoráveis de ação nesta década? Só consigo lembrar de Matrix. E só pra constar, em 1999 saiu um filme chamado LOS ANGELES - CIDADE PROIBIDA, filmaço policial com uns toques NOIR, realmente sensacional, se liguem no elenco, Kevin Spacey, Danny De Vito, Russel Crowe, Guy Pierce, Kim Besinger, e mais uma penca de gente boa como "extras", mas esse filme foi praticamente ignorado por aqui pelo fenômeno TITANIC. Los Angeles... acho que lançaram em Blue Ray, assistam e me digam o que acharam. obrigado pelo espaço.

Joe disse...

Não sei sobre isso. No meu ponto de vista, hj tbm vou beeem menos ao cinema, mas nao pq tem filmes ruins, mas sim pq posso baixa-los e assistir em casa. Acredito q com qualquer um tem sido assim.

Pirataria ajuda nisso tbm. Se a arrecadação é menor, é normal os estudios estarem menos dispostos a desembolsar quantias para filmes. Eles fazem análise de riscos, creio eu. Não estou dizendo q para um bom filme deve-se ter orçamentos estelares, mas q ajuda, ajuda.

Enfim, pra mim devem ser analisados diversos fatores nisso. Como qualquer coisa na vida.

Anônimo disse...

Cara, vc mudou, a tecnologia mudou, não são os filmes que pioraram. Seu comentário é sinmplista e se auto-destrói, tente outra vez.

Anônimo disse...

Fazendo um paralelo a isso, e posso estar enganado, pois não consultei fonte alguma, mas a indústrias de games cresceu demais nessa última década. Será que o "stay home" está tomando conta da sociedade "ocidental"?
Mike
@NaqueleTempo

Alan Cosme disse...

*Joe
"Pirataria ajuda nisso tbm. Se a arrecadação é menor, é normal os estudios estarem menos dispostos a desembolsar quantias para filmes. Eles fazem análise de riscos, creio eu. Não estou dizendo q para um bom filme deve-se ter orçamentos estelares, mas q ajuda, ajuda."

Mas joe, Hollywood está arrecadando mais do que no tempo que não tinha pirataria (é só notar que quebra-se recordes brincando hoje em dia). O investimento em filmes está bem maior também. O problema está em não se investir em roteiro, mas sim em efeitos especiais.

Iluminatti disse...

o cinema esta ficando pior pois o novo "mercado consumido", ou seja, os jovens preferem efeitos especiais, vampiros e idiotices da moda...

receitas para fazer um filme de sucesso hoje em dia:

meninas :Um mocinho bonito de preferencia forte e atylético como o Taylor Lautneer ou o Robert Pattinson que seja a literal definiçao de principe encantado, perfeito educado, não gosta de assistir futebol aos domingos, sensível, inteligente e bonito ( coisas que nunca existirão juntas num homem só, para ser assim só sendo robo...)

meninos: Tiro, explosões uma mulher cheia de metralhadoras, aviões, guerras e heróis.

Não é tão difícil assim fazer um filme de sucesso...

Paulo Roberto (ghost) disse...

O ùnico comentário que gostaria de faser é sobre o filme Watchmen. O filme visualmente foi muito bom, mas daí dizer que o filme está na lista de 2009 com um dos melhores filmes de forma alguma.

Tirando o visual em nada tem a ver o filme com os quadrinhos, com mortes, falas e cenas trocadas.

Para mim o filme foi um lixo pois sempre fui fã dos quadrinhos watchmen, tenho todos e como eu disse, tirando o figurino dos personagens o filme é mais um lixão que o cinema americano produziu.

Anônimo disse...

Eu sou fã da NSN, mas sinceramente...Tem certos post aqui que me irritam. Eu acho que você não tem uma opnião própria. Exp que alguns dizem que Avatar é ruim por não ser original e blá blá vc quer bancar o nerd dizendo que o filme é ruim. Da onde que avatar é ruim? Você é daqueles nerd que criticam a microsoft e o windows, dizem que o Linux é melhor, mas mesmo assim usa o windows. Tenha uma opnião própria meu jovem e não é pq vc acha que Hollywood tá decaindo que ela decaiu.

mscognamiglio disse...

Emmerich sucks. E ele só fez comprovar isso de forma patética nesse ano, como voce disse. Agora, à respeito de 99: estávamos na quebrada do século e o cinema realmente parecia que estava de cabeça nessa onda. Mas daí vieram os "novos talentos" e aquela 99 ficou só na lembrança.

ótimo texto cara!
tamo junto!

Alexandre Souto disse...

Sabe que tipo de gente diz que antigamente tudo era melhor? velhos.

Querendo se distanciar de um dos lados que é aquele que vai que nem gado assistir a qualquer coisa que lhes empurrem goela abaixo se chega no outro extremo que acha tudo que não é "underground" não presta e é coisa de povão. Perdi a conta de quantas pessoas escuto/leio que dizem que tudo que sai de holywood não presta. Não to querendo defender a industria milionária do cinema, quero apenas defender um modo menos extremista de ver as coisas.

Todos vocês que só fazem reclamar, vocês não estão sozinhos e vocês são tão gado quanto o pessoal do outro lado.

Panthro Samah disse...

O que está cagando com Hollywood é que se criaram regras pros filmes. Filme assim tem que ser assado. Isso mata a criatividade de qualquer um. Qualquer idéia nova é tão absurdamente temida pelos investidores (pode fazer muito sucesso, pode ser um fracasso retumbante) que não é levada a cabo. Na prática, o que acontece é que antes se fazia cinema por arte (ainda que fosse uma arte de entretenimento, não de reflexão) e o capitalismo ia a reboque. Hoje se transformou o cinema num investimento. EXATAMENTE a mesma coisa que aconteceu com os quadrinhos nos anos 90. Toda vez que um produto cultural se torna objeto de ESPECULAÇÃO mais do que de CONSUMO, acaba nessa merda. É mais importante como o filme parece do que como ele é. Tipo Avatar.

PS - Fui citado. E citado como brilhante! Tô si sintindo.

Panthro Samah disse...

Aliás, seria interessante um post do Capetalismo em que falasse sobre como o capitalismo deixou de ser um sistema voltado pro consumo (em que o que importava era a qualidade dos bens) e se tornou um sistema voltado para a especulação (a imagem que uma empresa tem, com os consumidores ou com a bolsa). Acho que tem a ver com a mudança da propaganda pro marketing também. E com o ganho de poder dos bancos sobre as fábricas.

ann-e disse...

Odeio 3D. èlegalzinho até mais não gosto. Se todos os filmes se tornarem 3D, deixarei de ir ao cinema.

Joe disse...

*Alan

É cara, concordo com vc tbm quando diz que a grana é voltada para melhores efeitos especiais, e não roteiro.

Sobre o faturamento ter aumentado, a gente pode pensar tbm na "qualidade" do faturamento. Tem a questão 3d tbm, que é mais caro... enfim..

Até pouco tempo (antes do surgimento do 3d) tinha lido q as pessoas estão deixando de ir ao cinema mesmo, e que as empresas estão tendo que bolar estrategias para atraí-los novamente. (o 3d é a primeira).

Basta tirar por exemplo as locadoras de vídeo... estão desaparecendo geral. Afinal, quem quer alugar um filme por R$ 7,00(no fds), tendo q voltar lá para entregar e tendo o risco de estar arranhando e não rodar no seu aparelho... Sou muito + comprar um piratex...

Velho da Montanha disse...

Muito superficial sua critica filipeta

vc nao vai ao cinema pq sua geração tem medo de sair de casa e nao sabe o que é apertar o peito de uma menina, acha cool ser pirata de internet, não sabe o que é vida social

vc esqueceu The Surrogates, bom filme do ano passado (mas eu vi em DVD ehehehe)

agora eu posso dizer o seguinte, 1999 foi o ano em que eu mais fui ao cinema, e ano passado foi o que eu menos fui...

Seta disse...

Realmente os filmes de hoje em dia não estão tão bons...não são muitos os que me fazem ter vontade de ir ao cinema, mas ainda assim, prefiro colocar meus óculos 3D do que ficar em casa assistindo um filme na minha pequena tela de computador

Teilor disse...

Se você acha que os filmes estã ruins agora espere mais uns anos quando o mercado cinematográfico estiver tão saturado das formas prontas que todas as histórias vão acabar ficando iguais.

Esses dias mesmo fui assistir no cinema um filme com a Meryl Streep (não por escolha minha) e o que eu vi foi só um monte de cenas meio engraçadas jogadas na tela, sem nenhum desenvolvimento e praticamente nenhum roteiro; acredito que alguns anos atrás esse tipo de filme nem sequer chegaria nos cinemas, mas hoje o que conta mesmo é o dinheiro, independente da porcaria que se vende.

Luiza Ribeiro disse...

Tenho a impressão que, a cada ano que passa, a qualidade dos filmes faz uma curva pra baixo, com raríssimas exceções. Não me parece certo "culpar" só os jovens que só se interessam por efeitos especiais. De fato, muita gente vai ao cinema por isso, mas eu acho q tmb tem a questão da falta de criatividade, novas ideias, que eu acho que é reflexo de acomodação e outras coisas, não só no cinema, mas de maneira. Daí, os remakes, infinitas adaptações de outras mídias e franquias gigantescas. É esquisito que até pouco tempo, uma continuação de um filme era uma possibilidade. Hoje, é praticamente uma regra.

O 3D parece que quer recuperar o público da pirataria. Pode ser que dê certo, mas por algum tempo...

Paulo disse...

Qual é FiLiPêra, que saudosismo é esse. 1999 foi um bom ano mas, não o melhor.E Bruxa de Blair é um péssimo filme. O cinema americano está ruin e não é de agora, isso vem de uma longa decadência, deste a década de 1980. E sinceramente, eu senti um certo desprezo pela "massa". Acho esse seu artigo muito pseudo-intelectual, já escreveu outros melhores. Se o cinema de Hollywoodiano esta decaindo, assista então o cinema coreano, europeu ou até mesmo o brasileiro.

FiliPêra disse...

@Velho da Montanha...

Eu nem sei porque te respondo, Sr. Mauro Tavares, mas vamos lá...

Você é tão cheio de respostas preconceituosas que nem se dá conta que confirmou o que falei no seu comentário. No fim das contas, você só quer sair por aí dizendo "não sou nerd, isso é coisa de idiota, eles são virgens", se assemelhando aos homofóbicos radicais que terminam virando gays.

Você é um cara inteligente, então, seja menos idiota em suas respostas, principalmente acerca do que não conhece. Generalizar é para otários...

FiliPêra disse...

@Anônimo que disse que não tenho opinião...


Não te entendi. Mas vou tentar: Quem diz que Avatar é ruim tá querendo posar de nerdizinho chato... e quem diz que ele é o melhor filme dos últimos tempos é o que? É o cara com opinião? Em outras palavras, quem tem uma visão diferente da sua é uma pessoa sem opinião, é isso? Todos têm que ter a mesma opinião?

Se quer saber porque não achei Avatar metade do que disseram por aí, leia meu texto, intitulado "Avatar - 2D".

E não, Eu não sou fã de Linux. Uso windows desde que uso computador, mas não critico os outros Sistemas Operacionais. Inclusive, na Campus Party, gastei meia hora (inútil) da minha vida discutindo com evangelistas do Linux, afirmando que o Windows 7 é melhor.

E entenda mais uma vez o que é opinião: NA MINHA OPINIÃO Hollywood está decaindo, se você pensa diferente, simplesmente diga o porquê, ao invés de querer fazer ataques pessoais.

Velho da Montanha disse...

Filipeta, vc é doido?

eu confirmei o que vc disse

mas vc quer que eu diga

"nossa filipeta, muito bom seu texto!"

que cara vaidoso

e quem disse que nao conheço cinema?

acho que vc é que nao conhece cara, eu sinceramente nunca vi um post bom falando de cinema aki no seu blog

eu disse que é superficial sua analise pelo seguinte

em 1999 eu assisti todos os filmes que vc citou ai no cinema e te digo uma coisa, nakela epoca eles eram avatares, lobsomens e bobagens do tipo, eles nao eram os filmoes que são hj, dez anos depois, eles eram blockbusters, com atores famosos pra chamar bilheteria, so depois é que viraram cult, e hj, vc, que é mais novo e nao pegou akela época, pensa que antigamente era melhor, pq nao sabe contextualizar,

da mesma forma que daki a dez anos, os jovens vao olhar pra 2009 e dizer

"como era melhor antigamente"

mesmo assim, analisando a qualidade dos filmes de hoje, nota-se uma decadencia, mas a culpa é dos nerds, eles so querem efeitos especiais, e a industria explora isso, responde a demanda.

eu conheço muito bem cinema, desde grifith ate Paul Thomas Anderson meu filho, tb ja trabalhei em produçoes de filmes, e desafio qualquer um a conversar comigo, vc é que sempre acha que conhece o que fala.

Debora disse...

De boa? Eu adoro cinema, mas os filmes estão tão ruins, obedecendo um formato tão bobo, que vale mais a pena ficar em casa e esperar pelo DVD, ou então pela Tv a cabo... Ok, tem a pirataria tb, mas, pessoalmente, não me dou bem com torrents... Dificilmente aparece algum filme com alguma trama interessante, ou formato que valha a pena pagar R$20 pra me deslocar até o cinema. Não tem vantagem. Assisitir filme no escurinho? Posso fazer isso em casa, e com mto mais conforto.

Gostaria de entender também qual a razão para se gastar tanto pra fazer um filme cujo enredo é batido e as atuações pífias. Tirando os filmes que tem um pouco mais de cuidado com o visual, por exemplo - nesse caso, eu "tô" com "Avatar", apesar de não ter visto no cinema nem em outra mídia - não existe nada que justifique um orçamento brutalmente gordo, porque não há ideias relevantes, nem criatividade rolando!

Assisti outro dia na Maratona Odeon, no Rio, a pré-estréia do filme "Criação", que tinha como proposta mostrar como o livro de Darwin ("A Origem das Espécies", a saber) fora escrito. (Sem brincadeira, tem um aviso sobre isso no início do filme) [SPOILER] Terminei o filme acreditando que Darwin tinha surtado para escrever o livro, pois o único período de sua vida no filme é quando ele está para terminar de escrever o dito cujo enquanto tem alucinações com a filha morta! Perceberam a diferença da proposta e da execução? Ignoraram as famosas viagens que ele fez para as pesquisas - que certamente renderiam histórias muito mais relevantes do que só o drama pessoal.

Acontece que Hollywood trabalha com a ideia de fórmulas - como tudo nessa vida capitalista - e, não adianta, TEM QUE ter uma cena de amor, TEM QUE ter um sofrimento básico, TEM QUE ter um efeito especial! Isso sempre foi assim, desde o momento em que encontraram essa bendita fórmula. A diferença é que hoje tá todo mundo de saco cheio dessas fórmulas e, melhor ainda, está tendo como garimpar outras possibilidades pra se contar ou ver uma história.

O fato é que Hollywood, em si, nunca foi lá grande coisa - tirando uma produção ou outra (vcs citaram um monte aqui) - mas lucrou bastante com a nossa falta de acesso ao resto do mundo e a outras mídias. Nós podemos listar um monte de filmes onde Hollywood acertou, mas, mesmo assim, a tendência é piorar cada vez mais, enquanto não houver uma fórmula nova, pq é desta forma que "essa indústria" funciona.

Anônimo disse...

Grande Filipera,

Leio sempre os posts e gosto. Mas nesse ponto não sou muito fã da sua análise por alguns motivos:

1- Comparações temporais são sempre complicadas. O mundo muda, os recursos mudam e principalmente, nossa maneira de ver o mundo muda. Análises como essa sempre acabam caindo sempre em situações sem resposta: A seleção de 70 era 100 vezes mais talentosa do que a de 2002 ou o futebol mudou e os zagueiros demoram 1 segundo para te dar uma porrada? O próprio Jairzinho, seria franzino demais para o futebol atual? É só um exemplo.

2- A grama do vizinho é sempre mais verde. Da mesma forma, o que passou era sempre melhor nas nossas boas memórias. Vejo meu pai falando que a infência era melhor soltando pipa na rua, mas sinceramente, se dessem um videogame para ele naquela época eu aposto que ia dar traça nas pipas... Todos temos uma tendência a valorizar o que não podemos ter, e o passado se inclúi nisso.

3- Agora vamos para a opinião sobre os filmes propriamente dita. Proponho os seguintes duelos:
Tiros em Columbine x Guerra ao Terror
Procurando Nemo x Up, Altas Aventuras
Piratas do Caribe x Avatar (Blockbuster por blockbuster)
Chihiro x Coraline
X-Men 2 x Watchmen (não vi o segundo mas acredito que se encaixem na mesma categoria)

500 dias com ela eu adorei!

Não procurei comparação direta com 2003, mas bota na lista , bastardos, se beber nao case, preciosa, distrito 9...

No final eu acho que bate de frente de igual pra igual. se puxar 2008 temos Gran Torino, Milk, O Leitor, O Lutador, Batman, Quem quer ser um milionário, Wall E, etc etc etc...

Então, na minha opinião existem anos um pouco melhores, outros um pouco piores, mas não vejo uma tendência clara para pior. O nível de qualidade para mim ta parecido. Mas é só opinião.

Abraço!

Daniel Mendes

Obs: Para mim "O Chamado" é bem ruinzinho.. Talvez seja por eu não ser fã do gênero.

leandro disse...

The Pirate Bay... ever

Goris Faria disse...

Gosto muito de Jesus Cristo. Suas idéias de amor ao próximo são fantásticas e a forma como ele as expunha ao povo que a seguia, mais ainda, por usar sempre que possível analogias e exemplos facilmente entendidos por aquelas pessoas. Bem, não quero me comprar ao Filho de Deus nem muito menos fazer um post religioso justamente num comentário sobre filmes de Holywood, apenas gostaria que entendessem que se eu usar analogias é por que elas realmente são muito boas para se expressar bem.

Concordo em parte com o Filipêra que o cinema atual não está lá essa Brastemp toda, assim como concordo com o Daniel Mendes que diz que muito disso é o sentimento da memória seletiva por causa da nostalgia que nos faz pensar que "antigamente tudo era melhor". Li sobre (indiretamente) sobre pessoas que após a chegada do cinema sonorizado reclamava que "antigamente os filmes eram mudos, mas mais expressivos"... Honestamente não lembro de ter lido gente reclamando quando o cinema colorido surgiu, mas com certeza deve ter tido algum comentário assim. Acho que foi aqui no Nerdssomosnozes que li uma matéria sobre como os diretores novos haviam salvo Holywood da falência com filmes como O Poderoso Chefão, Tubarão e Star Wars e sobre como tinha gente que reclamava que antigamente os filmes eram mais artísticos, não produções descerebradas para adolescentes...

Mas o fato que mais creio ter influência nisso veio de uma constatação do texto de outro blog (aqui) sobre a rebeldia adolescente de hoje. Num dos pontos, o autor do texto usa o gosto musical atual para provar que os adolescentes não são mais rebeldes, pois ouvem algo que ele (que deixou de ser adolescente há tempos) acha que os adolescentes deveriam ouvir.

Quando nossos pais queriam que a gente ouvisse música certinha e todos ouvíamos música contestadora ou pesada, num tom que os desagradava éramos rebeldes. Hoje os jovens que ouvem música num tom que nos desagrada não são rebeldes, são conformados... Oras, mas se nós somos rebeldes de ontem e os jovens são rebeldes é claro que eles não vão ouvir o que queremos que eles ouçam!

Não sei se me fiz entender. Mas o fato é que nós estamos crescendo (mais lentamente que nossos pais e muito mais lentamente que nossos avós) e nossos gostos vão se cristalizando. Os novos filmes são feitos pra um público diferente de nós, com anseios diferentes, que vivem uma vida diferente. E, nesse ponto, Holywood não está se tornando melhor ou pior, mas fazendo o que os sobreviventes fazem: Se Adaptando aos novos tempos! Ainda que essa adaptação não nos agrade como agrada a gente mais jovem e dentro do mercado consumidor deles.

:)

Por fim, acho que, infelizmente, ao contrário do que o FiliPêra disse é justamente a pirataria que força os grandes estúdios a fazerem filmes cada vez com menos cérebro e com mais efeitos... Eu não fui ver 2012 mas sei que era um filme pra se ver no cinema, visto que em casa, mesmo numa TV 32" a experiência nunca seria a mesma da de ir ao cinema ver o Cristo Redentor caindo. Avatar também, mesmo com edição, sei que ele perderá boa parte de seu impacto assistido em casa, tanto que mesmo não gostando do fragmento de roteiro, indiquei aos amigos que queriam vê-lo que o vissem no cinema.

Então, novamente, Holywood não é mais a mesma. Nada mais normal, pois o muñdo não é mais o mesmo!

Abraços!

Dani Malk disse...

"Eu quero ser Jonh Malkovich" e o filme mais bizarro que ja vi em toda minha vida
ganha até de "Brazil, O Filme" (é um filme de comédia britânico de 1985. Caracteriza-se como uma comédia utópica dirigida por Terry Gilliam, um dos integrantes do grupo Monty Python. O ambiente no qual se desenrola a trama do filme costuma ser melhor chamado pelos críticos como uma distopia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Brazil_%28filme%29))

Keroicon disse...

Os filmes antigamente eram realmente melhores, mas eu tenho certeza que aparecerá alguém que será realmente muito inovador e vai usar o 3D muito bem e criar um filme ótimo para todas as idades e todas as pessoas irão gostar do filme.

Precisamos de filmes "divisores de água"!

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo