domingo, 21 de março de 2010

Avatar Voz do Além

Com vocês, e lendária Czar Bomb - o mais poderoso artefato nuclear já construído

 

image

Réplica da Tsar Bomb, no Museu de Armas Atômicas de Sarov

Os soviéticos - e seus herdeiros por direito, os russos - eram malucos. Lógico que muito dessa maluquice foi transformada em alguma coisa potencialmente perigosa para o Ocidente, mas no geral, era só paranóia mesmo, como projeto stalinista de fazer um exército de Homens-Macaco. Olha essa Tsar Bomb - ou RDS-220, em sua denominação militar - pra ter uma idéia, uma bomba construída para mostrar poder, como tipicamente rolava nos tempos da Guerra Fria. O projeto dela começou por volta do ano de 1954, juntamente com todos os dispositivos termonucleares, e foi terminado em 1961, por ordens diretas de Khrushchev. Para os que sacam de história, o ano de conclusão da bomba é significativo, pois foi o ano anterior ao da Crise dos Mísseis Cubanos. A sincronia da bomba com a Crise é tão grande, que exatamente um ano antes da resolução da Crise, o primeiro - e único - teste da Tsar foi realizado, em sincronia com o XXII Congresso do Partido Comunista da União Soviética, no dia 30 de outubro.

O teste em si foi um evento colossal, sendo realizado na ilha de Nova Zembla, no Ártico. A bomba, com seus portentosos 800 quilos, foi lançada de um bombardeiro estratégico Tu-95 a mais de dez quilômetros de altura, a explosão foi equivalente a 58 milhões de toneladas de TNT explodindo, ou cinco mil vezes a explosão de Hiroshima. Mas os números não param por aí, e são tão impressionantes que dizem alguns especialistas que foi a Tsar Bomb a responsável por uma resolução pacífica da Crise dos Mísseis.

Só para se ter uma idéia, o cogumelo da explosão atingiu 67 km de altura, 35 km de largura, e pôde ser visto a mais de 1000 km de distância; a bola de fogo resultante da explosão em si teve um diâmetro de 4,6 km; a radiação dela causou queimaduras de terceiro grau em pessoas a mais de 100 km; a onda de energia da explosão rodou o mundo três vezes e foi equivalente a 1% da energia liberada pelo sol no mesmo período da fissão dela; e por 40 minutos todas as transmissões de rádio foram interrompidas a mais de 300 km do local do teste, devido a ionização do ambiente.

 

image

E um detalhe secundário: o exemplar da Tsar testado tinha 57 megatons, sendo que o projeto original era uma bomba de 100 megatons, ou quase o dobro de potência.

 

[Via English Russia]

13 Comentaram...

Paranoid Android disse...

"a onda de energia da explosão rodou o mundo três vezes e foi equivalente a 1% da energia liberada pelo sol no mesmo período da fissão dela"

O_o

Rômulo Maia disse...

esses numeros de distruição dão até medo e olha que foi só metade da original. mto bom o post.

essa foto de cogumelo de fumaça é de sacanagem né ?
pq parace a cara de um palhaço, parece até com o bozo =D

Gringo disse...

Sim, a segunda imagem do post é uma montagem.

Se quiser imagens reais da Tsar Bomb, Youtube tem alguns bons vídeos.

Luiz disse...

porra c tah zuando neh?
Esse cogumelo eh um palhaço vei

Paulo disse...

Esses soviéticos eram loucos mesmo, criaram nuclear para que, para nada. Pois até mesmo eles sabiam que usar uma arma dessas era loucura.

Angelus Pacifer disse...

Se essa fez isso tudo, imaginem o que a original faria!

Brunão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Olha, tem site com muitos vídeos de explosões atômicas, inclusive essa se não me engano:
www.sonicbomb.com.
Além disso, tem vídeos de aeronaves, navios, etc. Façam bom proveito

Anônimo do Mal disse...

Esse cogumelo com cara de Bozo ficou tragicômico e macabro. Mas a explosão mesmo foi o ponto alto da loucura humana. Uma guerra, a aquela altura dos acontecimentos, seria o fim da vida na terra. Pelo menos da vida humana. O que, do ponto de vista do resto dos seres vivos, não teria sido tão mal. Afinal, após quase 50 anos, nos tornamos a pior doença deste planeta.

rogerio disse...

Pior e a bomba de varíola essa é fodassa.

ann-e disse...

pq que a fumaça parece um palhaço? o_o

Anônimo disse...

O nome da bomba é Tzar!!!

Luiz Felipe disse...

"Os soviéticos - e seus herdeiros por direito, os russos - eram malucos. Lógico que muito dessa maluquice foi transformada em alguma coisa potencialmente perigosa para o Ocidente, mas no geral, era só paranóia mesmo, como projeto stalinista de fazer um exército de Homens-Macaco."

Deprimente nem história você sabe, precisamos um dia quem sabe discutir historia com alguns camaradas meus.

Faça comentarios melhores cara, deixa de ser deprimente o ridiculo " VOZ DO ALEM" nick mais ridiculo que esse nao tem igual.

Parabéns por ser tão inutil.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo