terça-feira, 30 de março de 2010

Avatar Murilo

"Anime é o principal exemplo do porque duas bombas atômicas não foram o suficiente..."

 

image

Em agosto de 1945 foram feitos dois ataques nucleares no Japão. A bomba atômica Little Boy caiu sobre Hiroshima e a Fat Man caiu sobre Nagasaki. Estimam-se que morreram mais de duzentas mil pessoas, mas esse número se eleva se contabilizadas as pessoas que morreram posteriormente devido a exposição à radiação. Este acontecimento foi tão grave que até hoje algumas pessoas esperam que os Estados Unidos façam um pedido de desculpas oficial em respeito às vítimas, em boa parte civis. Alguns americanos infelizmente pensam o contrário, como o deputado estadual democrata por New Hampshire, Nickolas Levasseur, que escreveu em um comentário na sua página no Facebook sobre um animes. "Anime é o principal exemplo do porque duas bombas atômicas não foram o suficiente..." É óbvio que tal comentário causou um escândalo, foi parar na TV, houveram brigas entre representantes do partido e o próprio governador tentou apaziguar os ânimos. Depois dele fechar as atualizações de sua página no Facebook, enviou o seguinte pedido de desculpas:

 

"Eu gostaria de me desculpar profundamente por minha insensibilidade no meu post. Foi um comentário feito de forma não refletida, feito de brincadeira em minha página privada do Facebook. Isto, claro, não serve de desculpa para o comentário. Esse tipo de discurso não deve ser usado nem em privado nem em público. Ele não representa uma opinião verdadeira, política ou pessoal. Meu passado na Câmara de New Hampshire mostra comprometimento com a igualdade e a justiça social. Este é um passado do qual eu me sinto orgulhoso. Este comentário desapontou não somente o povo de New Hampshire, a quem eu tenho o privilégio de servir, mas também ao meu próprio código moral e minhas crenças."

É claro que isso é um mero pedido de desculpas de praxe. Não é incomum o preconceito com animes, principalmente no Brasil. Já li em inúmeros blogs populares textos que menosprezavam os fãs e essa forma de animação. Mas o comentário foi tão grave que até se releva o preconceito dele com as animações japonesas. Atrás do seu comentário está o desprezo pelos japoneses mortos, pelos milhares que foram contaminados pela radiação e que sofrem até hoje com ela. Isso só prova que boa parte dos americanos devem se importar somente consigo mesmos e pouco importa o sofrimento alheio.

Porém, quando ocorreu o atentado de 11 de setembro, em que centenas de americanos morreram, eles sentiram pela primeira vez como é ser atacado e mesmo assim não refletiram sobre os desastres que causaram em outros países. Se eles sentiram tão mal com o atentado às Torres Gêmeas imagine como se sentem os japoneses com as bombas nucleares.

Por fim, isso demonstra que a internet é um lugar livre, mas isso não significa que você pode dizer o que bem entender.

 

[Via Shoujo Café e Subete Animes]

20 Comentaram...

Leandro disse...

É claro que é apenas um pedido de desculpas de praxe, mas deixa uma sensação muito boa de que se "tu falas M.", principalmente em público e sobre um horror como foi aquele episódio que tirou tantas vidas inocentes de forma tão desonrosa, existirão diversas forças (principalmente a opinião pública) que o repreenderão sobre isto.
O grande e principal problema em falar uma M. dessa magnitude é que sempre se ficará taxado de "antinipônico", mesmo que seu pedido de desculpas fosse de coração. (O "POP" NÃO POUPA NINGUÉM).

Gringo disse...

Na verdade, isso significa que UM POLÍTICO não pode dizer o que bem entender na internet, o que não é nenhuma novidade.

Estou cansado de ver asneiras piores na internet saírem impunes.

Douglas Barbosa disse...

Os americanos são tão egoistas que até o atentado (tragédia) de 11 Setembro foi arquitetado por eles mesmos para poderem ter um pretesto para invadir os países dos outros.

Eu vejo animes, mangas, hq's, filmes, animações como se fossem a mesma coisa, o fruto do trabalho arduo de alguém que teve uma ideia e teve a coragem de bota-la em prática.

Rafaell Reboredo disse...

"Isso só prova que boa parte dos americanos devem se importar somente consigo mesmos e pouco importa o sofrimento alheio."

Eu também não gosto de americanos e apesar de achar que a grande maioria deles realmente não se importa com o resto do mundo e, sinceramente, antes o americano que o brasileiro (que se importa mais com o resto do mundo do que com o próprio Brasil), não acho que este acontecimento prove tal suspeita, afinal, foi uma pessoa que fez a declaração, e, pelo que entendi, ele foi extremamente criticado até por seus conterrâneos.

Murilo Andrade disse...

@Rafaell Reboredo

ISso demonstra que de fato há americanos conscientes. Mas que também deve existir muita gente que pensa igual a esse deputado.

Paulo disse...

Engraçado, mas não vejo ninguem condenar as atrocidades que os japoneses cometeram na segunda guerra, ou durante a invasão da China em 1937. Nesses dois conflitos os japoneses foram igauais ou piores que os nazistas, na China e na Coreia eles construiram até mesmo campos de concentração e de estupro. Até hoje esses dois países exigem pedidos de desculpas, mas nem isso os japoneses fizeram. E nas escolas estes fatos nem são ensinados, os japoneses sempre são vistos como vitimas. Não gosto dos americanos, quero mais que eles se explodão, mas o fato que esse político (e otário) falou merda, político falando merda (e otário) tem em todo lugar. E pra ser sincero isso de dizer que os americanos inventaram o ataque de 11 de setembro é a maior burrice. E não que os brasileiros se importam mais com o resto do mundo, do que com o próprio Brasil. Nos estamos preocupados demais com problemas menos importantes (como o BBB) do que coisas como a política.

Rafaell Reboredo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cyber Punk disse...

Este post abre portas para mais um, pois últimamente anda rolando muitas " gafes " nesse mundo de blogs, Twitters e redes sociais

pessoas que estão constantemente na midia e onde trabalham não podem falar o que quer, porém usam estes serviços pra falar o que bem entendem e acham que ninguem vai reclamar !!


Marcos Mion VS Axel Rose

Alex Glikas VS Torcida do São Paulo
entre outros...

Rafaell Reboredo disse...

@Paulo Concordo em termos. Um bom exemplo foi a tragédia do Haiti. Muitos brasileiros fizeram doações para o país - não que não deveriam fazer, mas a grande maioria não tem noção das dificuldades de nosso próprio povo. Nego fecha os olhos para os problemas daqui de dentro! Precisa havem uma conciliação, e dar prioridade para os nossos próprios problemas. Deixar quem tem mais condições de ajudar, ajudar. Porque, se o próprio brasileiro não se ajudar, quem vai?

Agora, isso que falastes é verdade. A maioria quer mais é saber quem vai ganhar o BBB! Dane-se o país e o mundo! Infelizmente. =/

Stephan Martins disse...

Ele pode ter feito um comentário equivocado, mas as animações japonesas desde o começo dos anos 2000 são sempre a mesma merda gigantesca.

Ou é sanguinolento, ou é fofinho, ou os dois. Ah, e se não tem demônio, não é legal.

Aí as coisas que prestam nem passam por isso.

Velho da Montanha disse...

Eu acho que o cara apenas utilizou uma figura de linguagem e foi mal interpretado.

Eu também odeio mangá e anime.

alair disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leandro disse...

Ao Paulo
Desculpe discordar de ti, mas o caso é que não foram só os japoneses que fizeram atrocidades, outras nações fizeram coisas absurdas, os croatas, os alemães, os japoneses, os chineses, os coreanos, os americanos, brasileiros para não esquecer, e muitos outro que fazem até hoje.
Todas as nações tem seus problemas e suas maravilhas, o ponto em questão somos "Nós" (os indivíduos) não sermos iguais nas maldades, só nas coisas boas, não sermos iguais na intolerância que deixa tudo e todos mais burros, afinal, "Somos Nerds" e não nos damos ao luxo de sermos burros desta forma.
Grande abraço.

ANDF disse...

E armas nucleares não são a solução. E se tivessem soltado num outro país? E se fosse os EUA detonado?!

Paulo disse...

Leandro tudo bem você discordar da minha opinião, estamos numa democracia e cada um tem o direito sagrado de ter a sua opinião. Mas acho que você não entendeu, o que eu acho besteira é todo mundo colocar como vitima o Japão e demonisar os E.U.A (se bem que ele merece ser demonisado), é claro que todos os países na sua historia comoneteram barbaridades (até o Brasil) mas eu acho que as pessoas deveriam ver os dois lados da historia tanto da "vitima" como do "algoz". Com relação á esse bost, depois de ler mais uma vez, acho que o comentario infeliz (e otário) do deputado não serve para jugar todo um povo, os E.U.A merecem ser julgados por coisas piores que eles cometeram. Isso é apenas uma demonstração de preconceito e ignorância de um ser humano. Isso e muito comum, mas muito comum mesmo, e não apenas de pessoas públias como o "ilustre" deputado ou dos americanos em geral (mas eles são de fato muito preconceituosos). Já vi comentarios piores em diversos lugares, e não apenas na internet.

Anônimo disse...

Velho da MOntanha é realmente um sábio...

"Eu acho que o cara apenas utilizou uma figura de linguagem e foi mal interpretado.

Eu também odeio mangá e anime."


Engraçado taxar o americano de "alienado" "egoísta"...a geração anime fala como se os japas fossem anjos na terra e o lugar fosse a terra-prometida, e como se os japoneses se importassem com o resto do mundo

Anônimo disse...

Ninguém reparou que o velho da Montanha é o Mauro Tavares? O velho troll nazista?

Anônimo disse...

Ninguém reparou que o velho da montanha é o Mauro Tavares? O velho troll nazista?
Aliás, essa colaboração entre esse troll nazista e o NSN é no mínimo estranha.

Mandos Fëantur disse...

Paulo, todos os povos cometeram atrocidades na guerra. Isso não há como negar. Mas não é o foco da discussão. O problema, o absurdo, é alguém relativizar a atrocidade que foi o uso bélico da energia atômica contra civis como se fosse assunto para piadas. Até hoje a maior parte dos EUA considera que não houve nada de errado com a atitude deles, e nas guerras do Afeganistão e Iraque chegou a ser levada ao congresso dos EUA uma proposta para que generais de campanha tivessem autonomia para ordenar o uso de bombas atômicas de pequeno impacto, com área de efeito prevista em torno de 1 kilômetro. Felizmente a opinião pública barrou essa imbecilidade, mas essa proposta, junto com a opinião do tal político são uma mostra do quão pouco eles compreendem o que fizeram em 1945. Precisaria no mínimo construir nos EUA uma reprodução do museu de Hiroshima, para eles entenderem a questão.

Jonathan zZzZZ Rodrigues disse...

acho que estão fazendo tempestade em copo dagua, o cara fez apenas uma piadinha infame, que se fosse feita por qualquer outra pessoa, e em outras circunstancias geraria até risadas

sim, ele como figura politica estava errado em dizer isso, mas demonizá-lo também é bobagem

isso pr anão entrar nos meritos dos que outros ja falaram, de demonizar os EUA e colocar os japoneses como os anjinhos

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo