sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Avatar Voz do Além

Mulheres são as principais “vítimas” dos games de redes sociais

 

image

Direto ao assunto: sabe Colheita Feliz, MafiaWars, e esses joguinhos de redes sociais que irritam numa proporção muito maior que divertem? Pois é, eles quebram estereótipos, cara! Se quando pensamos em games, o perfil de jogador que vem à mente são moleques sem vida social, ou maridos que não ficam ao lado das esposas pra jogar a última versão de Gran Turismo, com os jogos sociais, a coisa muda de figura…

A PopCap Games, uma das maiores fabricantes de jogos do gênero, com títulos como Plants vs. Zombies e Bejeweled, encomendou uma pesquisa ao Information Solutions Group para traçar um perfil dos jogadores de redes sociais. O resultado já era esperado para quem tem mãe com acesso a um PC: mulheres de 43 anos!

Para chegar a essa conclusão, foram recebidas 1.202 respostas, entre os dias 7 e 12 de janeiro, sendo 67% dos entrevistados dos EUA e 33% do Reino Unido. Para se enquadrar como entrevistado, a pessoa deveria jogar nos Facebooks da vida ao menos 15 minutos ao dia.

Agora as respostas que todos queriam: as mulheres - sim, aqueles seres que dizem que têm que lavar, passar e whatever, sem tempo pra nada - são 55% dos jogadores, enquanto os homens respondem por 45%. E elas jogam mais: 38% delas disseram que jogam várias vezes ao DIA, contra 29% dos homens na mesma situação. Como não poderia deixar de ser, o Facebook é o lar da esmagadora maioria desses gamers, já que 83% deles jogam por lá.

Não tô levantando plaquinha pra Globo, mas Eu já sabia! Aqui em casa tem a minha mãe… e ela gosta de jogos sociais. Começou com mahjong, depois foi pra um tal de mankala, depois passou a fuçar todos os jogos da rede Netlog. O que observei foi que não era necessariamente a diversão do jogo em si que a fascinava (e a fascina ainda), mas sim o ranking, o tesão de ficar na frente de gente que ela não gostava. Pra isso ela pedia ao meu irmão para poder tentar obter pontuações maiores… mas no outro dia já tinham batido o ranking dela, e no fim ela já era escrava!

Hoje ela encontrou Jesus, e agora unificou sua vontade de jogar esse tipo de coisa na Colheita Feliz… e chega desse assunto!

 

PS: Óbvio que essa linha depreciativa foi pra manter o humor. Reconheço o valor de tais games e o modo como eles atingem um público que os God of War e os Zeldas da vida não conseguem. Mas realmente eles não são pra mim…

[Via Geek]

3 Comentaram...

Mandos Fëantur disse...

Eu e minha esposa somos meio viciados em Plants Vs Zombies. Mas apresentamos o jogo pra minha tia na festa lá em casa no ano novo, enquanto esperávamos o pessoal chegar, e ela zerou as 50 fases da primeira rodada no dia primeiro, só levantando pra comer, isso porque tinha a maior galera lá em casa. Ela ignorou todo mundo e ficou só matando zumbis...

Murilo Andrade disse...

Não gosto desse tipo de jogo, mas reconheço sua utilidade. Mas não consigo conter a raiva quando vejo alguém jogando Colheita Feliz. Muito bobo aquilo.

Joelma Alves disse...

Bejeweled é tão legal!Por um tempo fui viciada,mas passou.O q eu acho engraçado é q tenho uma amiga q tem aversão à jogos,mas adooooora Colheita Feliz!Isso sem falar no monte de marmanjos da Faculdade comentando q tem q robar ou colher nun sei o q...Meninos q a única experiência com jogos é com o Winning Eleven/Pro Evolution Soccer.Pq eles jogam esse jogo idiota e não se arriscam com God of War ou inFamous?!Pra poder ter a 'Fazenda" maior do q fulano ou sicrano,óbvio...Disgusting!

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo