quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Avatar FiliPêra

[#CParty] Orelhão VoIP cutuca a Telefônica

 

tel_voip

Juntamente com o povo do Partido Pirata, o cara que trouxe o Orelhão VoIP foi o ser que ganhou mais meu respeito e admiração. O motivo é simples e envolve o fato que ele efetivamente FEZ algo, ao invés de só falar (sei, você vai falar que Eu só falo, mas sou jornalista, esse é meu legado). E os que foram a Campus Party puderam ver o totem de protesto contra a maior patrocinadora do evento: a Telefônica. Ele estava lá, discreto, mas funcional; um telefone laranja que fazia ligações completamente grátis para 54 países do mundo, e que tornou inúteis todos os orelhões da Telefônica espalhados pelo Centro de Exposições Imigrantes.

A idéia – que veio do publicitário Alexandre Lourenção, e Thálita Galut, ambos de 24 anos – foi muito bem vinda, já que o evento não era lá um bom lugar para se conversar com celulares (e Eu comprovei isso enquanto tentava ligar pra Nane Ulsan), ficando para o Twitter o cargo de principal comunicador do evento. Os dois que tiveram a iniciativa, que fazem parte do Movimento Liberdade Telefônica, esperavam que a orelhão fosse censurado por parte da Telefônica, o que não rolou.

Mas, boatos que ouvi em off de campuseiros, afirmaram que rolou um gargalo da porta da banda de internet que se conectava ao telefone, o que causou um incômodo lag nas transmissões de voz, que era acentuado pelo fato de que as ligações eram completadas em território americano.

Conversando com o Pedro Renan, gerente de TI, soube por ele que hoje as ligações telefônicas já são feitas usando protocolo VoIP em praticamente tudo, mas as operadores safadamente mantém os preços como se utilizassem a tecnologia velha de outrora…  enquanto nós aqui nos ferramos com assinatura, DDD, DDI e todas essas embromações feitas para tirar nossa grana!

Em outras palavras: parabéns para o povo do Movimento Liberdade Telefônica, abriu os olhos de muita gente!

5 Comentaram...

M7 disse...

Agora que o Voip é opção de uso nos celulares android, peciso aprender a usar essa bagaça. Fico pensando como ficará o mercado de serviços de telefonia quando esse se popularizar de vez.

Anônimo disse...

E o pior é que quando usamos qualquer voip em qualquer dispositivo móvel, somos barrados pela "restrição imposta pelas operadoras de telefonia". Meu iPhone tem a opção de chamada, SÓ QUE usando pelo WiFi. Pelo sinal 3G, não podemos! Sacanagem mesmo das telefonias!!! Nos anos 1990, a Intel tinha feito uma vez com o seu Internet Phone, muito antes de surgir MSN e Skype, mas as operadoras de telefonia a processaram pela lei antitruste americana!

Daiane [VivoVerde] disse...

Eu liguei para minha mãe no dia do meu aniversário, ligação péssima... mas deu paa conversar de boa... nem pensei nos orelhões da telefônica que lá estavam... hahaha

@Kirabouts disse...

Bom saber dessa ultima das operadoras..até alguem ñ meter o pau nelas, desmascarar publicamente e ñ rolar algum tipo de processo, essa safadeza ñ acabará, e nosso dinheiro vai embora (ao menos daqueles que aceitam isso, e ñ aproveitam os seus bonus de Cel x)

Liberdade Telefônica disse...

Sou Fernando M. Areias o fundador do movimento, grande entusiasta, e o principal responsável pela realização do protesto. Adorei o artigo só queria fazer algumas observçõe.

1) Eu tive a ideia no fim de 2008 de levar dezenas de telefones grátis para Campus Party, em uma reunião de BrainStorm com a Thálita, enquanto me perguntava sobre minhas experiências no evento.

2) Em uma segunda reunião, Alexandre, deu a ideia do Orelhão, que foi aderida no mesmo momento por todos.

3) A Participação de ambos se deu da seguinte maneira: principalmente ideias e muito apoio moral.
- 2009: Alexandre e Thálita realizaram uma pesquisa etinográfica e sua participação foi em forma de "apoio" na postagem do blog e na divisão dos créditos para imprensa, mas sua principal prioridade era a pesquisa. Alexandre doou também 20 euros para as ligações dos campuseiros.

Durante todo ano não tiveram participação no movimento, enquanto eu publicava dezenas de artigos. Inclusive eu criei o site LigarVoiPGrátis extensão do movimento, sozinho.

2010 - Dois meses antes da CParty contatei a Thálita que me ajudou mais uma vez com ideias e no planejamento da ação em 3 ou 4 reuniões. 15 dias antes do evento perdemos o apoio da operadora voip que doaria os minutos e divergimos. Com outras prioridades, voltamos a falar somente um dia antes da #cparty, e durante o evento contei com seu apoio e de seu namorado.

Sozinho, e com tantas atividades, Alexandre me ligou 8 dias antes da #cparty e ofereceu ajuda e ideias. Além disso me deu apoio operacional tanto da montagem do orelhão e da ação do resgate do Sr. Eduardo (Super XV).

Ao final da Campus Party, uma das ações falhou. Thálita sentiu-se arrependida de sua participação no movimento.

Eu e Alexandre acertamos as contas e seguimos para Anápolis, também contra a vontade dela.

Fique ligado no site do movimento para mais informações em breve.

Um Grande Abraço
Mais uma vez obrigado pela matéria,

Fernando
Orelhao VoiP Grátis, se ligue nesta ideia.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo