quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Avatar FiliPêra

E o 2D começa a sofrer bullying

 

165151221

Ressurreição da tecnologia 3D… quando falamos (Eu, o Felipe Storino e o Sherman) disso em nossas resenhas - devidamente rechaçadas - de Avatar, expomos lá nosso receio que o 3D virasse uma esperança de Hollywood recuperar quedas de rendimentos em bilheterias que cada vez mais assustavam poucos levaram alguma fé ou deram crédito. Quer saber de uma coisa? Deu certo. E muito!

Analisemos o histórico de bilheterias (sem inflação). Por muito tempo, tínhamos apenas um campeão de arrecadação que havia superado a barreira de US$ 1 bilhão de dólares, algo como um disco de platina para um filme: o amado e odiado Titanic, com seu US$ 1,8 bilhão de dólares em bilheteria, feito considerado quase insuperável em sua época. Isso em 1997. Em 2004, a conclusão da melhor e maior obra cinematográfica de todos os tempos, O Senhor dos Anéis, conseguiu ultrapassar a barreira de US$ 1 bilhão em 100 milhões de dólares.

E assim a coisa prosseguiu. Dois anos depois, o divertido Piratas do Caribe: O Baú da Morte conseguiu US$ 1,06 bilhão, e dois anos depois foi a vez do espetacular Cavaleiro das Trevas garantir US$ 1 bilhão. Quatro filmes bilionários em toda a história do cinema sem o 3D, num ritmo mais ou menos compassado. Veio Avatar em 2009 e ressurgiu definitivamente o 3D, depois da tecnologia ser abandonada e só servir de lembranças por causa de óculos toscos distribuídos nas salas.

Pois bem, em dois anos tivemos mais quatro filmes bilionários, o que me parece uma influência direta do aumento de preço que a tecnologia proporciona. Alice no País das Maravilhas (1,02 bi), Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas (1,03 bi), Toy Story 3 (1,06 bi) e agora Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2 conseguiram o feito. Com certeza essa é uma mensagem positiva pra Hollywood, com uma corrida de estúdios adquirindo equipamentos, fazendo conversões toscas e garantindo um aumento inflado de bilheteria, o que pode render uma bolha no futuro. Caso parecido ocorreu nos quadrinhos e a indústria ainda não se recuperou.

Bom, não vou reclamar. Minha pouca experiência com o 3D não foi satisfatória e não realmente faço questão alguma de ver o filme com essa tecnologia, que mais me parece perfumaria barata. Mas, se tem quem goste, acho ótimo, é bom que executivos param de chorar com relação a queda nas bilheterias.

 

Só acho que estão levando isso longe demais. Essa semana resolvi ver Capitão América nos cinemas e aproveitar meu tempo livre. Ao consultar a programação daqui, qual não foi minha surpresa ao ver que só tinha duas opções nada boas: a) ver o filme em 3D, e b) ver dublado. Posso estar forçando a barra um pouco antes da hora e fazendo alarmismo, mas essa atitude me parece uma forma de empurrar as pessoas para o 3D de forma nada sutil, que é bem caro, diga-se de passagem. Não satisfeito, fui olhar a programação de outro grande cinema aqui do estado (o último, as coisas não são fáceis nas subcapitais) e… toma de novo, nem 2D tinha. E pelas minhas conversas via Twitter, pessoas de outros lugares tiveram problemas parecidos!

Pelas minhas consultas no site do Kinoplex, em Juiz de Fora não existem cópias 2D, em Brasília alguns cinemas Kinoplex possuem, outros só cópias dubladas (nenhuma 2D legendada em Brasília), em Fortaleza somente um Kinoplex tinha 2D legendado, entre outras cidades que não olhei, mas o quadro comprovou que: a) o problema não é só aqui no Espírito Santo, e b) o 3D é a prioridade total (só estranho darem tanta ênfase nas cópias dubladas, já que esse é um filme 12 anos). Não sei se o problema está nos cinemas ou nas distribuidoras que não disponibilizaram cópias suficientes, mas me parece uma tendência ainda em seu início.

Alguns me dizem que é a ordem natural das coisas. O cinema já passou por inúmeros avanços tecnológicos, como as cores, o som, efeitos especiais, widescreen, e o 3D é somente mais uma delas. Me parece um bom argumento e um possível sinal de minha velhice, mas não consigo olhar com bons olhos uma tecnologia que se impõe ao ponto dos produtores criarem filmes e situações pensando em como amplificar os efeitos do 3D. Ademais, o 3D não é algo universal, existem pessoas que simplesmente não o suportam por motivos físicos, além de filmes que não se adequam bem a tecnologia - como os filmes escuros, o que gerou reclamações por causa do citado Harry Potter, completamente soturno. Fora que ela torna o cinema uma atividade ainda mais limitada, cara - equipamentos 3D custam mais caro, filmar em 3D dá mais trabalho, etc - e cada vez menos criativa, pois com orçamentos inchados se pode correr menos riscos.

Não sei qual será o futuro da adoção da tecnologia pelos estúdios americanos, mas me parece que uma coexistência entre o 2D e o 3D não existirá por muito tempo. No fim das contas, ainda tenho os piratas que nunca me abandonam e com certeza disponibilizarão uma cópia 2D fresquinha.

13 Comentaram...

Rodrigo Chaves disse...

Outro dia vi uma reportagem que dizia que pesquisas mostram que 56% do público de cinema PREFERE filme dublado. Por isso o aumento dessa opção nos cinemas. Eu que não gosto de filmes dublado e odeio o 3D, estou deixando muitas vezes de assistir filmes nos cinemas por não encontrar a opção mais simples de todas: 2D legendado.

J. Brizzi disse...

Quanto menos bons roteiristas, mais investem nos efeitos especiais. É muito mais fácil gastar e render absurdos do que investir em cabeças pensantes que façam os filmes serem assistidos por serem bons, e não por deixarem as pessoas impressionadas com efeitos especiais.

Por sorte, tem um cineminha do lado de casa, aqui em Campinas, que passa vários filmes alternativos, não tem 3D, é uma maravilha :D

Thiago Luiz disse...

Brizzi, concordo com vc.O cinema norte americano sofre realmente de "cérebro".Faz muito tempo que Hollywood investe mais em efeitos especiais do que em histórias.Além de colocar os efeitos como principal personagem, que deveria ser um figurante, fazem remakes e mais remakes desnecessários,(Robocop,Vingador do Futuro).Só criam embalagens sem nenhum conteúdo.

Anderson disse...

Off topic
Linda imagem. Já ouviram falar em epilepsia? Pikachu fazendo escola...
(Sério, tinha uma pessoa com epilepsia passando ao meu lado e tive 0,00001 segundo pra fechar a aba...)
Em todos esses anos, nessa indústria vital, isso nunca tinha acontecido. Mentira. Acontece direto.

Fábio CJ disse...

o problema, eh q a maioria alem de gostar de dublados, preferem espetaculo visual a historia. vejo isso na escola, onde a maioria adorou filmes como Transformers e Avatar. Os mesmos odiaram Watchmen, pq a historia eh mt cabeça. Eles msms disseram isso. E relaxa, eu tenho 15 anos e acho o 3D desnescessario. nao eh a sua velhice. essa imagem eh do Mike Mitchel ne?

Bruno Bonaldi disse...

Caramba! Reclamei disso mesmo no twitter com a cinemark esta semana! Aqui em Curitiba, qual não foi minha surpresa ao ver que não há opções para ver Cap. América, que não seja em 3d! Apenas uma sala, que não é da cinemark! Que algumas pessoas gostem, tudo bem. Mas eu não quero pagar o dobro do valor para ver um filme que nem faz diferença ter 3D. O que quero dizer, é que pelo menos quero ao menos poder optar ou não pelo 3D, e não tê-lo enfiado goela abaixo.

Zalankghard disse...

Mais um filme pro "hall da fama das bilheterias Bilionárias": Transformers: Dark of the Moon acaba de ultrapassar 1 bilhão e passa a ser o 10º filme a conseguir esse feito. E por falar em Transformers, eu não fui assistir porque aqui em Recife, dos 4 cinemas(3 Kinoplex e 1 Multiplex) ou só tinha cópia dublada(analfabetismo é foda) ou 3D(E viva o capitalismo).

Eu só assisti 3 filmes em 3D:Alice in Wonderland, Tron:The Legady e Tangled, sendo o último o único que eu paguei para assistir e o único que valeu a pena, diga-se de passagem.

Akira Mistika disse...

Adorei o posto, PARABÉNS!!!
Eu digo NÃO ao 3D e a imposição dessa tecnologia. Até onde sei a tecnologia deveria ser uma aliada e não uma inimiga, o mercado infelizmente faz de nós escravos alienados desse tipo de modernização.
Eu acho que no caso dos cinemas, deveria ser algo mais democrático, pois existem pessoas que se sentem desconfortáveis com ela. Assim como os filmes são democráticos, ou seja, tem para todo gosto, os cinemas tb deveriam ser.
Eu já estou notando isso aqui no RJ,pelo menos aqui na Tijuca. O cinema que vou, o Iguatemi, para esses filmes de grande bilheteria, só tem ou dublado ou cópias em 3D, achei um absurdo. como estava tão empolgada para ver "Capitão América, tive de ver a cópia dublada, que eu odeio. Fico muito chateada com isso, pois umas das poucas diversões de nerds é ir ao cinema e estão tirando isso de nós...
ACHO QUE DEVÍAMOS FAZER UM ABAIXO ASSINADO, não fazem tantos por ai no FB....

X-Kuei disse...

Ninguém lembrou do lado econômico da coisa.
Não é bullying ao 2D, e sim questão de poder aquisitivo. Ingresso 3D é caro, então eles direcionam ao público que aguenta pagar um filme 3D, e deixam as cópias 2D dubladas pro "resto".
Quem fica no meio-termo e gosta de legendado mas não tem grana pra pagar o cinema 3D deve continuar baixando, as redes de cinemas não estão interessadas em nós.

Rafael Martins disse...

3D é uma MERDA. O dia que a tecnologia estiver suficientemente evoluida pra conseguir me fazer experimentar uma sensação realista de experiância 3D, eu aplaudirei. Mas, de boa, essa merda que eles fazem só me deixa extremamente incomodado. Você não consegue assistir o filme porquê seu cérebro fica tentando "corrigir" a todo instante a discrepância visual que acontece na sua frente. A sensação de imersão proporcionada por um filme em 2D é sobrepujada pelo incômodo da porcaria das coisas pulando na sua cara, com um fundo fixo em camadas que parece aqueles livros infantis que voce vai virando as páginas e os recortes em cartolina vão se formando como um origami. Fora que eles adaptam o filme pra parecer legal em 3D, colocando cenas de closes e fotografias desnecessárias, mas que em 3D dão o tal efeito da porcaria pulando na sua cara. Sem contar que eu tenho miopia e astigmatisco, porra, e pra colocar o óculos 3D em cima do meu óculos de grau, vc imagina a merda que é. A sensação é que a tela fica limitada pelo meu reduzido campo de visão. Um lixo!

Thiago disse...

No começo eu acreditava piamente que seria uma revolução, mas já estou partindo do pressuposto de que é moda pura. E o 3D pegou no Brasil, assim como na China e no México, por exemplo. Mais gente tem ido aos cinemas, não necessariamente pra ver filmes em 3D, mas é óbvio que eles tem ajudado principalmente as animações.

Também li recentemente o artigo "Do not forget to return your 3D glasses" em que os estúdios estão perdendo dinheiro com o 3D ao invés de realmente ganhar mais. Basicamente, o número de salas em que estão disponíveis não reflete em números maiores de bilheteria.

Em minha conclusão, creio que isso pode levar a crer que menos gente vai ver filmes nos cinemas, ao menos nos Estados Unidos, onde a economia está bem tortuosa.

Segue o link: http://www.davidbordwell.net/blog/2011/07/27/do-not-forget-to-return-your-3d-glasses/

Gostei do texto.

IcarusTuga disse...

Não gosto mesmo nada de cinema em 3D! querem "matar" o cinema...na sua grande maioria, os últimos filmes que assisti são no mínimo um atentado..história não existe..tudo se resume a um ataque epiléptico de efeitos especiais sem o mínimo de coerência ou conteúdo. Por exemplo no topo dos piores terei que destacar Sucker Punch e Lanterna Verde..para não falar de Cowboys vs Aliens...lixo!!! lamentável.....

Anônimo disse...

Eu não enxergo em 3d (pelo menos não perfeitamente, tenho uma lesão em parte da retina do olho direito)comofaz? Espero sair em Blu-ray? Eu consigo ter uns flashes do 3d usando aqueles óculos se eu ficar meio vesgo mas dói a musculatura do olho depois de um tempo. Maldita indústria!

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo