terça-feira, 27 de abril de 2010

Avatar Felipe

Legião

 

filmes[3][3]image

Em Legião, Deus perdeu a fé na humanidade e resolveu enviar um exército de anjos para exterminar todos. Porém, o arcanjo Miguel decide ajudar os humanos, principalmente uma jovem que está prestes a dar à luz uma criança. De acordo com a sinopse oficial do filme, essa criança seria a segunda vinda de Cristo à Terra, mas isso não fica bem claro no filme.

Com uma sinopse dessas, eu fui assistir ao filme, esperando batalhas insanas entre os anjos e os humanos escolhidos por Miguel, mas, infelizmente, a coisa não é bem assim. O filme até começa legal, com Miguel chegando à Terra e cortando suas asas para se libertar de vez do Céu. Logo em seguida, ele pega várias armas e parte para o combate, enfrentando um humano possuído por um anjo. Sim, os anjos não aparecem, eles possuem humanos e agem como se fossem demônios.

O problema é que, depois desse começo interessante, passamos a acompanhar a história de Charlie, que mora no meio do deserto e está grávida de um filho que ela nem queria. O filme perde muito tempo mostrando a jovem e as pessoas que moram com ela, além das pessoas que acabam indo parar lá por acaso. E em nenhuma momento esse tempo é aproveitado para explicar a importância do bebê. De repente, a lanchonete onde Charlie trabalha já está sendo atacada por pessoas possuídas e Miguel chega lá para protegê-la (também sem explicar muita coisa, apenas dizendo que a criança deve viver).

O filme tem ainda um grave problema no roteiro: os possuídos ficam o tempo todo tentando matar Charlie (um quase consegue), mas de repente, Miguel revela que apenas ele ou Gabriel é que poderiam tocar na criança. Então pra que toda aquela preocupação com os possuídos? E não vamos esquecer que é muito estranho Deus mandar o filho dele à Terra e depois mandar um bando de anjos para matá-lo.

Pelo menos a ação e os efeitos de Legião são decentes. A luta entre Miguel e Gabriel é bem maneira, além de mostrar as asas dos anjos de um modo diferente do que estamos acostumados. No filme, elas parecem uma espécie de metal bem maleável para que permita o vôo, mas também ficam resistentes para servir de escudo. Pena que os únicos anjos que aparecem mesmo são Gabriel e Miguel, o resto apenas possuem os humanos.

 

image

image

Quando anunciaram que Legião sairia direto em DVD, eu cheguei até a reclamar, mas agora vejo que as salas de cinema não perderam muita coisa. O filme não é horrível, mas não acho que valeria o preço absurdo de um ingresso. Vale mais como um divertimento numa tarde de domingo em que não se tem nada para fazer.

 

Legion (EUA, 2010)

Diretor: Scott Stewart

Duração: 100 min

Nota: 6

9 Comentaram...

Paulo Roberto [Em Paralello] disse...

Eu assisti ao filme com a esperança de ver algo parecido com Constantine, apesar de saber que não chegaria a ser tão bom, mas que pelo menos chegasse perto disso.

Assistindo ao filme constatei que é uma bosta!! Com o perdão da palavra, mas o filme é muito ruim tirando algumas cenas ele é muito chato e tedioso.

Murilo Andrade disse...

Isso me lembra daquele filme Gabriel. Outro filme de anjo com potencial para ser maravilhoso, mas que foi desperdiçado. efeitos sensacionais, mas atores horríveis e história pior ainda.

Com histórias de anjos a única coisa que cumpriu bem seu papel até agora é Supernatural.

Murilo Andrade disse...

Ah, é. Esqueci que tinha Constantine. Apesar da galera que fala mal, eu gostei do filme.

m_s_mito disse...

É engraçado como este tipo de filme possui um publico cativo, me incluo nesse grupo...

Assistí este, Gabriel e Constantine, só que constantine é muito bom (apesar de não conhecer o quadrinho) a história é muito boa. Os tres filmes mostram anjos furiosos, mas em Legião TALVEZ mais do que efeitos e a imagem dos anjos o filme pretendesse passar alguma mensagem... É claro que isso não queria dizer que a historia possa ser vaga ou que não se deva possuir personagens mais porofundos... Enfim, Concordo com com Storino, é um filme pra diversão de uma domingo sem nada a mais pra fazer... ;)

Fernando disse...

Anjos, demônios, Lúcifer, Gabriel e outros seres metafísicos possuem uma rica mitologia, mais legal até que vampiros que a essas alturas já encheram o saco. Mas até agora de todos filmes que eu vi, nenhum explorou essa mitologia em um roteiro decente. Recomendo HQs do Preacher, Sandman, Hellblazer e Lúcifer.

Gilmarzinho disse...

Foi nesse clima mesmo que eu assisti...
Uma noite em que eu não tinha nada pra fazer e resolvi ver um filme com porrada e efeitos especiais...
Achei uma merda.
O início é Terminator na veia! hahuahauhuahua

E pior de tudo: a falta de abstração dos criadores da história. A todo momento aparecem simbolos católicos e outros (como cruzes, por exemplo) vindo complementar a presença e ações dos anjos. Como se Deus estivesse preocupado com os objetos de tortura dos humanos...
Que burrice.

Té.

leandro disse...

Esqueceram da trilogia "Anjos Rebeldes"...

Luis Filipe disse...

Eu vi o filme e até que ele é legalzinho, não melhor que constantine, mas é bom.
Só explicando uma parte, os possuídos não poderiam matar o bebê, mas poderiam matar a mãe antes que ele nascesse, e matando a mãe o bebê ia junto =P.
E o Miguel diz que eles tem que proteger a criança para garantir o futuro da humanidade...(como? não sei).
Como outros já disseram, o filme não é genial mas garante boas horas de diversão.

FELIPE" disse...

Eu queria saber o que aconteceu com os Cães do Céu(que na verdade, são porcos voadores)...

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo