segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Avatar FiliPêra

Fim da nudez no cinema?

 

image

Eu ia começar esse texto com um “lembro quando era criança e certos filmes normais com elementos de nudez me faziam feliz… ou algo assim”, mas vamos logo ao que interessa, sem enrolações e divagações, dessa vez. Tá rolando na internet uma imagem mostrando uma brusca manipulação de imagem para deixar a Jessica Alba nua, sem ela necessariamente tirar a roupa para a produção de Machete. Era de se esperar e não foi especialmente chocante… Jessica parece ser do tipo que tem uma cláusula em seu contrato que a impede de tirar a roupa. Não vou entrar no mérito dela estar “certa ou errada”, afinal, o corpo é exclusivamente dela, o que a dá o direito de ficar nua se bem quiser; mas sim na digitalização cada vez mais extremada no cinema - e entendam o cinema somente como um exemplo.

Se os efeitos digitais servem para dar vazão a criatividade de cineastas visionários - imaginem O Senhor dos Anéis sem efeitos visuais, e creio que boa parte da beleza da obra se vai - e foram cada vez mais se incorporando no modo de se fazer cinema, continuamente estão buscadas soluções digitais em detrimento de qualquer outro modo. Para se ter uma idéia do uso inteligente de meios um pouco mais mecânicos de se criarem efeitos especiais, pense em Batman e em como Nolan dá vida ao roteiro dele. Ao invés de toneladas de CGI, ele usa cenários, estúdios gigantes, carros genuínos, explosões… e todos sabem que o resultado é excelente, acima da média. Agora pense na diferença de efeitos digitais de O Senhor dos Anéis e a nova trilogia de Star Wars. Enquanto O Senhor dos Anéis faz uso de maquetes, miniaturas, cenários de verdade, grama, árvores e rios de verdade… Star Wars se propôs a construir TUDO em CGI, com exceção dos atores. Falando exclusivamente do ponto de vista da ambientação, qual dos dois é melhor, mais crível? Não estou me colocando contra os efeitos digitais, muito pelo contrário (assim como não sou totalmente contra o 3D), mas sim contra seu uso indiscriminado, o que acaba distanciando o cinema dos seus melhores elementos: os humanos.

E agora o que creio ser a última barreira para o CGI - os atores - começa a ser vagarosamente quebrada. Bom, temos atuações digitais (o Governator, em Exterminador do Futuro 4), animações digitais… mas nudez digital foi a primeira vez que vi assim, integralmente. Quando uma atriz não queria aparecer nua, o diretor dava um jeito de mexer no modo de filmar a cena. A própria Jessica Alba, por exemplo, decidiu que aquela cena do (não)strip dela em Sin City era muito sexy por si só, e… Robert Rodriguez colocou um sutiã nela. Natalie Portman decidiu que não ficaria nua naquela cena magistral (nos quadrinhos) da chuva, em V de Vingança… e vestiu uma roupa de saco à moda judeus pedindo perdão pra Yahweh (só faltaram as cinzas na cabeça). A Natalie também não quis ficar nua em Closer (gravou a cena, mas pediu pra não ser incluída no filme) e acharam uma solução de esconder a nudez dela… que ficou muito sexy e fez meio mundo querer ser Clive Owen. Enfim, soluções essencialmente fotográficas eram encontradas, para evitar a todo o custo um excesso de “falsidade” no cinema.

Parece que essa vontade acabou - claro, estamos falando de um único filme - e os computadores agora mexem até no que as atrizes vestem ou deixam de vestir. Agora o comentário natural surge: pra que essa ladainha? Ficou bem feito e se não tivessem falado você nem estaria escrevendo isso… Correto, mas o ser humano impõe barreiras naturais quanto ao “ser enganado”, e para mim essa é uma delas, até porque vejo como desnecessário tal uso da computação. Seria melhor ver ela vestida com aquelas peças bizarras ali? Não sei… creio que contrataria outra atriz, se tivesse no lugar de Robert Rodriguez (Eva Mendes, você ficaria nua, sua linda?).

Voltando ao que disse anteriormente: tal uso indiscriminado de CGI pode provocar um distanciamento cada vez maior do cinema com seu público (embora Eu realmente não sei quanto do público estaria preocupado com questões como essas), gerando uma virtualização desnecessária. Claro, pode trazer benefícios, tornar cenas mais cômodas para atrizes (e atores… Jim Caviezel se recusou a ver os seios de Jennifer Lopes, em Angel Eyes, por exemplo), mas essa solução fácil vai acabar solapando o próprio cerne do melhor de cada ator. Não consigo imaginar, por exemplo, Stanley Kubrick falando para Shelley Duvall: “É, amiga, 300 takes depois e ainda não gostei da sua cara de medo ao ver esse bendito machado atravessando violentamente a porta… o jeito é usar CGI, desisto de você”.

Me pergunto qual será o próximo passo!

 

PS: ainda mexeram na barriga dela… sendo que a original é perfeita.

4 Comentaram...

Fernando Busch disse...

Haha! Genial.. ontem estava conversando com um amigo sobre o mesmo tema. Creio que o cinema ainda vive um periodo de empolgação com CGI.. apesar de ser algo velho, vem evoluindo cada vez mais.. então é tratado e visto como novidade sempre. Porque sempre há novidade na área. E acho que é normal... quando algo é novo é usado meio que sem pensar ou com exageros.. simplesmente porque é novo! Como se fosse uma obrigatoriedade... claro, pode ser mais econômico, mais prático, etc...

Mas percebo que antes da CGI ou em seus princípios, havia mais o "pensar" de um filme antes da sua produção... e isso gerava filmes que iam além da "superfície".. do visual.. e realmente atingiam as pessoas.. indo além até do mero entretenimento.. os clássicos.

Hoje, me parece que o cinema gira em torno de praticidade e de lucratividade fácil.. onde estão as histórias originais? São raras... Adaptações! Adaptações! E computação gráfica! Filmes estilosos, engraçadinhos, com efeitos de encher os olhos: filmes vazios. Personagens clássicos e tradicionais transformados em personagens clichê bonitinhos, escabeladinhos que fazem piadinhas em meio a mirabolantes sequencias de batalha. > Isso acontece.

Mas.. pra concluir... acho que depois de um tempo, o cinema vai enjoar de CGI e crescerá uma geração mais exigente. O cinema irá amadurecer por causa da exigencia... e haverá outra novidade super legal que será usada de forma exagerada e muitas vezes em detrimento da história, simplesmente porque é legal! :)

Voz no cinema... cor nos filmes... robôs nos filmes.. CGI.. 3D... também imagino o que venha depois.. :)

Gostei desse post.. acabei me empolgando comentando! Heh

seniormuchas disse...

É por isso que Megan Fox, Angelina Jolie são insuperáveis frentes a essas mulheres frescas. A cena de Machete ou Sin City não ia acabar em nada com a imagem da Jessica Alba e, a propósito, no final de Machete tenho certeza de que Jessica não queria beijar Dany Trejo, porque foi numa frieza.
Ah! Michele Rodriguez tava mais gostosa do que ela em Machete.

Andreia Mandim disse...

Meu deus já há de tudo, desconhecia !


Ao menos nºao foi como a susposta nudez da Lohan que é um frame fake com outra gaja!

http://cinemaschallenge.blogspot.com/

Anônimo disse...

"Agora pense na diferença de efeitos digitais de O Senhor dos Anéis e a nova trilogia de Star Wars. Enquanto O Senhor dos Anéis faz uso de maquetes, miniaturas, cenários de verdade, grama, árvores e rios de verdade… Star Wars se propôs a construir TUDO em CGI, com exceção dos atores."

Poxa amigo, vc ta de sacanagem ne?!
Diz que sim, pq comparar Star Wars com O Senhor dos Anéis é totalmente insano. São dois filmes totalmente distintos, um se passa em um mundo onde não há tecnologia, e Star Wars já é em uma época bem avançada em relação a nossa. E não sei se vc ja viu o making of dos dois, pois possuo a trilogia O Senhor dos Aneis em DVD e a Sextologia Star Wars em Bluray, no senhor dos anéis também foi usada muita computação gráfica, em Star Wars eles gravaram as cenas do deserto em lugares reais, mas como eles iriam fazer as cidades com carros voadores?? Filmar Nova York??? Achei muito infundada sua colocação, se um dia tiver oportunidade de ver os extras de Star Wars, verá que há CGI sim, mas a animação é feita a partir de maquetes, a cidade de Naboo por exemlo...

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo